01 junho 2008

Tem Louco Pra Tudo,Inclusive Bicho

EXIBICIONISTA COMEDOR DE MANEQUIM












SIRIRICA NA PORTA















BRILHANTISMO DO CARALHO





















TARADOS PELOS CARROS


















1) 27/05/2008 - 13h59

Homem afirma que já fez sexo com mais de mil carros

Americano já 'namorou' o fusca Herbie e carro do seriado 'Supermáquina'.

Na internet, ele faz parte de fórum com mais de 500 'amantes' de veículos.

"Não sou doente. Sei que já tive mais de mil namoradas, mas amei cada uma delas".

Aos 57 anos, o americano Edward Smith se considera, na verdade, um romântico.

A diferença é que, em vez de mulheres, Smith tem o hábito de namorar carros.

"Eu aprecio a beleza, e tenho uma relação diferente com a beleza dos automóveis... Chego a um ponto onde essa apreciação vira uma expressão de amor", explica Smith, atualmente 'noivo' de um fusca branco batizado de 'Baunilha'.

Em entrevista ao jornal britânico 'Telegraph', ele diz que sua primeira experiência sexual com um carro foi aos 15 anos. Desde então, ele nunca mais se sentiu atraído por mulheres ou homens.

Curiosamente, assim como a maioria das pessoas, Smith tende a ter mais interesse sexual em celebridades. No caso, ele afirma já ter transado com 'Herbie', da série 'Se meu fusca falasse', e 'K.I.T.T.', mais conhecida como 'Supermáquina'.

Ele não esconde o fato de nunca ter sido 'fiel' aos carros que namora. Afirma, inclusive, que sua experiência sexual mais intensa foi com um helicóptero do seriado 'Águia de Fogo', dos anos 80.

Smith diz que não está sozinho em seu fetiche. Na internet, ele encontrou uma comunidade que reúne mais de 500 "amantes de carros". "É mais comum do que a maioria das pessoas imagina", diz.


http://g1.globo.com/Noticias/PlanetaBizarro/0,,MUL580271-6091,00.html



1.2) Quentinhas

Terça, 27 de maio de 2008, 14h44

Americano diz que fez sexo com mais de mil veículos

O americano Edward Smith, atualmente "apaixonado" por um fusca branco chamado Baunilha, afirma que já teve relações sexuais com mais de mil veículos. Ele diz que não está doente e que não tem qualquer intenção de mudar seus hábitos.

"Eu aprecio a beleza, e vou um pouco além com a beleza dos automóveis. Chego a um ponto onde essa apreciação vira uma expressão de amor", disse Smith ao jornal britânico Daily Telegraph.

Smith, 57 anos, afirmou que teve sua primeira relação sexual com um carro aos 15 anos e, desde então, nunca mais se sentiu atraído por mulheres ou homens.

Uma de suas maiores paixões foi Herbie, da série Se meu fusca falasse.

Porém, segundo Smith, sua experiência sexual mais intensa foi com um helicóptero do seriado Águia de Fogo, exibido na década de 1980.


















(Foto: http://www.mundogump.com.br/)




O americano manteve segredo durante anos sobre seu fetiche, mas concordou em ser entrevistado para um documentário em que mostra sua paixão ao lado de outros aficionados por veículos.

Além disso, ele passou a integrar uma comunidade na Internet que reúne mais de 500"apaixonados" por carros.

Redação Terra


http://noticias.terra.com.br/popular/interna/0,,OI2911391-EI1141,00.html











Planeta Bizarro

20/05/2008 - 15h53 - Atualizado em 20/05/2008 - 18h17

Escocês pelado é acusado de tentar fazer sexo com carro

Segundo a polícia, jovem teria abraçado veículo e simulado 'movimentos eróticos'.
Acusado diz que não quebrou leis de seu país, e se diz inocente.

Segundo a polícia, jovem teria abraçado veículo e simulado 'movimentos eróticos'.
Acusado diz que não quebrou leis de seu país, e se diz inocente.

Um jovem morador da cidade de Kilwinning, na scócia, foi detido pela polícia sob a acusação de tentar fazer sexo com um carro.

O acusado, de 18 anos, teria sido flagrado correndo pelado pelas ruas da cidade. Segundo a polícia, o jovem teria se debruçado sobre a traseira de um carro, e simulado "movimentos eróticos".

O caso ocorreu em fevereiro, mas a polícia divulgou os detalhes da detenção apenas na última semana, de acordo com reportagem publicada no diário escocês Irvine Times.
Apesar da prisão ter ocorrido em flagrante, o jovem alega ser inocente e nega ter quebrado as leis de seu país. O acusado, que responderá em liberdade, vai ser julgado pela corte de Kilmarnock em agosto.


http://g1.globo.com/Noticias/PlanetaBizarro/0,,MUL487980-6091,00.html










Planeta Bizarro

14/08/09 - 19h36 - Atualizado em 14/08/09 - 19h38

Americano é preso ao ser flagrado fazendo 'sexo' com seu carro

Danny Brawner foi visto em cima do veículo em movimentos sexuais.

Ele estava com a calça arriada nos tornozelos e com a genitália exposta




Do G1, em São Paulo



O norte-americano Danny Brawner, de 46 anos, foi preso em Albuquerque, no estado do Novo México (EUA), após ser flagrado em cima de seu carro fazendo movimentos de cunho sexual, segundo reportagem da emissora de TV "KRQE".


De acordo com o Departamento de Polícia de Albuquerque, testemunhas disseram que viram Brawner em cima do veículo enquanto balançava o corpo, simulando um ato sexual, e gritava no estacionamento de uma loja.


A polícia destacou que as pessoas ficaram chocadas com o comportamento de Brawner, já que o acusado estava com a calça arriada em torno dos tornozelos e com a genitália exposta enquanto simulava fazer sexo com seu carro.

Quando chegaram ao local, os agentes encontraram Brawner caído ao lado do veículo. Quando o despertaram, ele parecia estar bêbado ou drogado, segundo o relatório policial. Ele foi preso acusado de exposição indecente.



FOTO: Reprodução/KRQE





















Danny Brawner foi preso após ser flagrado simulando sexo com seu carro








http://g1.globo.com/Noticias/PlanetaBizarro/0,,MUL1267828-6091,00-AMERICANO+E+PRESO+AO+SER+FLAGRADO+FAZENDO+SEXO+COM+SEU+CARRO.html











Jalopnik Brasil


Fetiches


A estranha história do homem que tinha prazer em ser atropelado por mulheres



FOTO:Joe Rizzuto(Backalley Photo)




















A sexualidade humana pode se apresentar em uma variedade quase infinita de formas, mas fora do filme de David Cronenberg, a maioria das pessoas não acha que acidentes de carro sejam algo sedutor. Mas um artigo científico de cinquenta anos pode mudar sua opinão para sempre.

Em 1960, o psicólogo Martin Keeler publicou a história de um de seus pacientes. Seu novo assunto era um homem comum com um sonho comum: obter prazer sexual sendo atropelado por uma bela mulher ao volante de um carro. Keeler explicou:

“Algumas perversões, enquanto representam psicopatologias, também contribuem com a complexidade da mente humana e mecanismos inconscientes do ego. O paciente – um homem com quase trinta anos – relatou um desejo periódico de ser ferido por uma mulher ao volante de um automóvel. Este desejo, presente desde a adolescência, foi causado por ingenuidade e tentativas recompensadas centenas de vezes sem ferimentos graves ou diagnósticos.”

Se você estava esperando o momento em que este artigo sairia do puramente acadêmico para tornar-se algo realmente estranho… é agora mesmo. Mas antes que isto se transforme na carta mais acadêmica que pode ser enviada à Playboy, vamos continuar. Keeler explica como seu paciente poderia satisfazer suas necessidades incomuns, para não mencionar quão especificas eram suas exigências:

“A satisfação pode ser obtida pela inalação de gases do escape, em ter um membro atropelado sobre uma superfície macia para evitar lesões, ou sendo pressionado contra uma parede por um veículo . A gratificação será maior se a mulher for atraente. Lesões causadas por homens ou outros tipos de lesões causadas por mulheres não tiveram efeito.”

Então, essa era a condição do rapaz, mas o que tudo isso significava na terminologia médica da época? (É importante ressaltar que “perversão” não é um termo utilizado atualmente – hoje os psicólogos preferem o termo “parafilia”)















Keeler escreve:

“Ele experimentou o prazer da experiência, estabelecendo assim o sintoma como perversão, e não como compulsão. O ajuste social, sexual e ocupacional do paciente era bom e sua inteligência superior. Ele intelectualizava de forma considerável, mas podia experimentar e gerenciar sensações negativas e positivas. Ele se envergonhava de seus sintomas, mas de alguma forma se orgulhava de sua natureza incomum.”

Isso parece muito justo, na verdade. Keeler encerra seu pequeno sumário com suas próprias especulações sobre o significado de tudo isso através de uma análise vagamente Freudiana:

“Ao menos dois temas interligados são necessários para uma gratificação essencialmente masoquista. A lesão deve ser causada por uma mulher – provavelmente uma defesa contra outros sentimentos envolvendo mulheres – e devem ser causados por um automóvel – e isso provavelmente tem um significado simbólico.”

Mas que significados simbólicos esses carros podem ter? Essa foi uma pergunta que o Dr. Keeler deixou para a posteridade, e agora, cinquenta anos depois, cabe a nós imaginar. Pessoalmente, acho que foi uma manifestação dos medos de uma modernidade invasiva e a perda de “humanização” causada pela industrialização… mas esta é a minha justificativa para tudo.


[via MindHacks e NCBI ROFL]


http://www.jalopnik.com.br/conteudo/a-estranha-historia-do-homem-que-tinha-prazer-em-ser-atropelado-por-mulheres




Jalopnik


Fetiches


Galeria: sacie seu fetiche por mulheres com cinto de segurança



Como explicar a existência de três grupos de discussão do Yahoo – um com mais de 1000 membros – dedicados ao fetiche com cintos de segurança (e mulheres protegidas por eles) e nós apenas descobrimos isso agora?

Ou talvez seja onde Wes encontrou as imagens abaixo. Hmm, o que quer que seja, é o tipo de fetiche que podemos apoiar.

Já que somos amadores em questão de fetiches, consultamos a editora do Fleshbot para entender isso melhor. Ainda que não compartilhe dessa tara, ela passa os dias vasculhando a Internet por pornografia, então deve ser uma fonte melhor de informações que, por exemplo, Matt Hardigree, que usa a Internet apenas para carros e podcasts luteranos.

“É bondage sem parecer bondage”, disse Lux. “É parecido com os garotos que se excitam com os folhetos da seção de lingerie, porque é o que tem. Pode estar relacionado a uma sensação de segurança que vem da infância ou apenas uma atração por estar preso. Combinar a ideia de que o carro é um símbolo de poder sexual com a prisão do cinto é uma explicação plausível para essa atração”.

Faz sentido. Por um lado dando poder às mulheres com o controle de um carro potente, para depois prendê-las com o cinto, tudo isso pode criar uma fantasia poderosa.

[Bondage – eles linkaram para nós antes – e foi assim que os descobri. Eu juro!]


Crédito das fotos: CollegeHumor, AutoJunk


Por Ray Wert e Wes Siler


21:48 - 07 de Julho de 2010


http://www.jalopnik.com.br/conteudo/galeria-sacie-seu-fetiche-por-mulheres-com-cinto-de-seguranca#more-1682


OBS: Clique no link acima ou copie-o e cole na barra de endereços para visitar o Jalopnik e ver as fotos.






Quentinhas


Terça, 6 de novembro de 2007, 15h34

Homem é indiciado por simular sexo com bicicleta

Robert Stewart foi descoberto em seu quarto por dois funcionários do Aberley House Hostel na cidade escocesa de Ayr, em outubro de 2006, simulando uma relação sexual com uma bicicleta.

O caso foi levado à Justiça e, na semana passada, Stewart admitiu culpa nas acusações de interrupção da paz com ato sexual durante audiência na corte de Ayr.

Na sessão, a fiscal Gail Davidson descreveu como os funcionários encontraram Stewart. "Eles bateram na porta várias vezes sem resposta", disse, segundo o jornal Daily Telegraph. "Eles usaram uma chave mestra para abrir a porta e então viram o acusado vestindo apenas uma camiseta branca, nu da cintura para baixo. O acusado segurava a bicicleta e movia seus quadris para cima e para baixo simulando relação sexual".

Os dois funcionários, que ficaram extremamente chocados, informaram o gerente do hotel, que alertou a polícia. A sentença de Stewart foi adiada até o mês que vem.

Não é a primeira vez que um homem é condenado por ofensa sexual envolvendo um objeto inanimado.

Karl Watkins, um eletricista, foi detido em 1993 por ter feito sexo com o pavimento em Redditch.

Redação Terra

http://noticias.terra.com.br/popular/interna/0,,OI2052118-EI1141,00.html




Quentinhas

Sexta, 7 de março de 2008, 09h25

Mestre de obras é despedido por sexo com aspirador

Um mestre de obras polonês foi despedido depois que o encontraram em pleno ato sexual com um aspirador, em Londres.

O encarregado, que deveria fechar o local depois do fim do trabalho, foi surpreendido nu e de joelhos, na sala de jantar de empregados de um hospital infantil britânico, de acordo com o jornal 20 minutos.


Sem acreditar, um guarda que fazia a segurança do centro clínico de Great Ormond pediu que o homem se limpasse e fizesse o mesmo com utensílio antes de sair.

Ao ser interrogado por seus superiores, o homem afirmou que estava "aspirando suas cuecas" e que isto era uma prática habitual na Polônia, segundo informa o Daily Telegraph.

Uma testemunha disse que o guarda se surpreendeu porque o homem "gritava mais forte do que o aspirador".

Redação Terra

http://noticias.terra.com.br/popular/interna/0,,OI2661915-EI1141,00.html











planeta bizarro


19/10/08 - 17h37 - Atualizado em 19/10/08 - 17h37

Homem é detido por fazer sexo com aspirador em lava-rápido

Policial fez flagrante na cidade norte-americana de Thomas Township.

Vizinho ligou para reportar a atividade suspeita às 6h45 da manhã.

Da AP


A polícia de Thomas Township, em Michigan, deteve na quinta-feira (16) um homem de 29 anos que estaria “recebendo favores sexuais” de um aspirador de pó, dentro de um lava-rápido.


A publicação local “Saginaw News” informou que o homem detido vive em Swan Creek, a 144 km de Detroit. O nome do sujeito flagrado nessa situação inusitada não foi divulgado.


O sargento Gary Breidinger afirmou que um morador local ligou para a polícia dizendo que um homem praticava uma atividade suspeita no lava-rápido às 6h45 de quinta. Um oficial então se aproximou, a pé, e fez o flagrante.


http://g1.globo.com/Noticias/PlanetaBizarro/0,,MUL804640-6091,00-HOMEM+E+DETIDO+POR+FAZER+SEXO+COM+ASPIRADOR+EM+LAVARAPIDO.html








Planeta Bizarro

08/08/2008 - 08h10

Homem fica preso ao tentar fazer sexo com banco de metal

Solitário, ele tentou se aproveitar de buracos em objeto na praça.

Bombeiros de Hong Kong levaram a vítima - e o banco - para hospital.

Do G1, em São Paulo


Que situação constrangedora... Um morador de Hong Kong precisou chamar os bombeiros para se livrar de uma encrenca bizarra.

O cidadão, de 41 anos, estava solitário enquanto passeava pelo parque Lan Tian, na madrugada de quarta para quinta-feira (7). Foi quando ele teve a idéia de fazer sexo com um banco de metal instalado no parque. Ele colocou seu membro em um dos buracos do banco e... acabou entalado.

Em pânico, ele chamou a polícia, que acionou o corpo de bombeiros local. Para retirá-lo, os paramédicos recomendaram que o banco fosse retirado do local.

A vítima precisou ser levada para o hospital ainda com o banco preso ao pênis.



FOTO: Reprodução/atnext.com

























Foi 'namorar' com o banco da praça e se deu mal...




http://g1.globo.com/Noticias/PlanetaBizarro/0,,MUL716107-6091,00.html








Quentinhas

Sexta, 6 de janeiro de 2006, 14h09

Funcionário é flagrado nu com manequim de loja

Um funcionário de uma loja turca foi flagrado pelos colegas deitado nu com um manequim de plástico na vitrine do estabelecimento. O homem de 30 anos foi descoberto quando a loja era aberta na cidade de Antalya.

Os funcionários chamaram a polícia ao perceberem marcas de mordidas no manequim.

Outros dois manequins que mostravam sinais de abuso foram levados como evidência.

Acredita-se que o funcionário escondeu-se nos banheiros quando a loja fechou. Ele é acusado de danificar propriedade privada.

Redação Terra

http://noticias.terra.com.br/popular/interna/0,,OI822495-EI1141,00.html




Quentinhas

Quarta, 29 de março de 2006, 16h53

Homem é preso com manequim vestida de noiva

Um homem que havia roubado uma loja em Exeter, na Inglaterra, foi preso pela polícia quando dirigia seu carro com uma manequim vestida de noiva no banco do passageiro.

Michael Giles, 20 anos, havia atirado um tijolo contra a janela de uma loja de noivas e roubado a manequim e 20 vestidos, cujo valor ultrapassa £18 mil (cerca de R$70 mil).

A sua fuga foi evitada 20 km adiante quando a polícia avistou a evidência sentada ao seu lado.

Giles, morador de Tavistock, já havia recebido uma advertência por atacar outra loja de noivas e admitiu o roubo. Ele deverá ser sentenciado no tribunal da coroa no mês que vem.

Redação Terra

http://noticias.terra.com.br/popular/interna/0,,OI940710-EI1141,00.html



Central de Notícias


6/12/02

Americano troca namorado virtual por seu computador

Deu na coluna de Sérgio Dávila na Folha de São Paulo. O nova-iorquino Mark Allen e o texano Bryan namoraram durante 1 ano pela internet, incluindo nesse namoro: webcam de alta definição e áudio, jantares virtuais à luz de velas (Mark pedia em Nova York a mesma comida que Bryan pedia no Texas para o jantar) e chegaram até a levar as webcams para a cama, para “dormirem” juntos. Mas o romance acabou quando os dois se conheceram ao vivo.

Bryan foi a Nova York, mas Mark se decepcionou e descobriu que na verdade estava apaixonado por seu computador e não pelo texano. “Descobri que, para mim, Bryan, meu namorado virtual, era na verdade meu PowerMac, minha webcam e meu telefone. Ele vivia dentro da máquina, que eu podia controlar como a um interruptor. O namorado perfeito”, diz Mark em seu site – www.markallencam.com - Mark pareceu não se abalar com sua descoberta, e continua: “Você pode descobrir que o que separa sua atração pelo rosto de seu amante da atração pelo monitor de seu computador é uma linha tênue”.

A idéia de se apaixonar por um objeto não é exatamente nova: a sueca Eija-Riitta Eklöf-Berliner-Mauer pode ter sido a pioneira, ao se casar com o Muro de Berlim em 1979.

Difícil mesmo deve ter sido para o texano Bryan. Trocado por um computador.

http://mixbrasil.uol.com.br/mundomix/central/imagens/021206/10.shl












Planeta Bizarro

01/04/09 - 16h01 - Atualizado em 01/04/09 - 16h01

Americano é preso após simular sexo com poste

Mulher afirmou que ele estava com o pênis para fora da calça.

'A vítima ficou chocada com o comportamento', afirmou o policial.

Do G1, em São Paulo


O norte-americano Richard Mullaney Jr., de 41 anos, foi preso pela polícia de Boston, nos EUA, após ser flagrado por uma mulher se esfregando contra um poste com a genitália para fora da calça, segundo a emissora local 7News.


O incidente aconteceu por volta 9h45 da última terça-feira na estação Haymarket. A mulher de 34 anos relatou à polícia que estava esperando o metrô quando viu Mullaney com o pênis para fora da calça simulando um ato sexual.


A mulher destacou ainda que ele estava olhando para ela, fazendo movimento para frente e para trás enquanto se esfregava no poste. "A vítima ficou chocada e alarmada com esse comportamento", escreveu o policial no relatório.


Mullaney foi preso dentro da estação após a vítima identificá-lo.





FOTO: Reprodução/7News


















Americano Richard Mullaney Jr. foi preso após simular ato sexual com poste.



http://g1.globo.com/Noticias/PlanetaBizarro/0,,MUL1068198-6091,00-AMERICANO+E+PRESO+APOS+SIMULAR+SEXO+COM+POSTE.html





Planeta Bizarro

09/03/09 - 20h00 - Atualizado em 09/03/09 - 20h00

Inglês é condenado por fazer 'sexo' com caixa de correio

Ele colocava o pênis em um buraco na caixa de correio da porta.

Depois, Bryan Owens ficava assistindo à reação das pessoas.


Do G1, em São Paulo



O inglês Bryan Owens, de 31 anos, foi condenado a dois anos de serviços comunitários em South Shields, no Reino Unido, por colocar seu pênis em um buraco na caixa de correio, cena que podia vista por outras pessoas.


Segundo o tabloide inglês "The Sun", Owens foi inicialmente advertido em setembro do ano passado quando uma mulher que estava indo trabalhar se deparou com a cena indecente. Apesar da advertência, ele fez a mesma coisa um mês depois.


Segundo o promotor Paul Caulfield, após fazer um buraco grande o suficiente na caixa de correio que fica na porta, ele colocava seu pênis confortavelmente no orifício e, depois, ficava assistindo à reação das pessoas.


Caulfield destacou que uma faxineira que se deparou com a cena protagonizada por Owen disse que não "podia acreditar no que estava vendo". Durante o julgamento, o réu confessou ser culpado das acusações.


O advogado de Owen, Carl Gumsley, disse que seu cliente tem dificuldades de aprendizagem. "Isso é claramente um comportamento bizarro", afirmou ele.



FOTO: Reprodução/The Sun


























Britânico Bryan Owens teve que comparecer ao tribunal após colocar seu pênis em um buraco na caixa de correio.





http://g1.globo.com/Noticias/PlanetaBizarro/0,,MUL1035397-6091,00-INGLES+E+CONDENADO+POR+FAZER+SEXO+COM+CAIXA+DE+CORREIO.html









Planeta Bizarro


31/03/09 - 20h05 - Atualizado em 06/04/09 - 13h25

Sérvia passa por cirurgia após fazer sexo com pinha

Incidente aconteceu na semana passada em Belgrado.

Médicos levaram duas horas para remover a pinha.


Uma mulher precisou passar por uma cirurgia em um hospital de Belgrado, na Sérvia, após fazer sexo com uma pinha (espécie de flor do pinheiro americano).


"Ela estava sozinha, pegou uma pinha de uma árvore e, infelizmente, ficou presa. Foi necessário uma cirurgia para remover a pinha", explicou o médico Sava Bojovic.


O incidente aconteceu na semana passada na capital sérvia, e os médicos precisaram de duas horas para remover os pedaços da pinha.


"Vejo muita coisa estranha no meu dia-a-dia", comentou um dos médicos, destacando que o incidente envolvendo a pinha foi um dos mais curiosos com o qual já deparou.



FOTO: Divulgação




















Imagem ilustrativa de uma pinha fechada e outra aberta.



http://g1.globo.com/Noticias/PlanetaBizarro/0,,MUL1066222-6091,00-SERVIA+PASSA+POR+CIRURGIA+APOS+FAZER+SEXO+COM+PINHA.html








planeta bizarro

30/11/08 - 09h10 - Atualizado em 30/11/08 - 09h10

Homem que usava as próprias nádegas como 'carimbo' é preso nos EUA

Suspeito admitiu os crimes, e foi indiciado por atentado ao pudor.


Ele deixou sua 'marca' até em janela de igreja em Nebraska.


Do G1 em São Paulo



Acabou o mistério que quebrou a cabeça de policiais do estado americano de Nebraska por mais de um ano. Foi identificado e preso na terça-feira (25) o homem conhecido como "bandido da bunda".

Sua marca registrada era deixar uma "impressão" de suas nádegas em janelas de lojas, escolas e até igrejas.

Ele utilizava vaselina ou cremes para marcar os locais escolhidos. No total, o homem acusado por atentado ao pudor teria atacado nove lojas.

O suspeito, que eventualmente também deixava "reproduções" do próprio pênis nas janelas, admitiu os crimes, e está sob custódia da polícia do condado de Cherry, em Nebraska.




http://g1.globo.com/Noticias/PlanetaBizarro/0,,MUL883092-6091,00-HOMEM+QUE+USAVA+AS+PROPRIAS+NADEGAS+COMO+CARIMBO+E+PRESO+NOS+EUA.html










Planeta Bizarro

13/06/2008 - 18h35

Polícia francesa prende o maior 'seqüestrador' de gnomos do mundo

Homem de 53 anos teria levado 170 anões de jardim de cidade na Bretanha.

Suspeito agia sozinho, sem fazer parte de 'Frente de Liberação dos Gnomos de Jardim'.

Do G1, em São Paulo


A polícia da região de Bretagne, no norte da França, acredita ter dado um forte golpe na onda de roubo de anões de jardim que assola o país há anos. Foi preso na cidade de Mauron um homem que, segundo a polícia, teria 'seqüestrado' mais de 170 gnomos, além de estatuetas de animais e outros adornos para jardins.

A prisão do suspeito, de 53 anos, foi anunciada na quinta-feira (12). Nem todos os 170 gnomos localizados na residência do 'seqüestrador', no entanto, devem voltar para os jardins de onde foram levados. O criminoso pintou os anõezinhos, dificultando sua identificação.

Segundo os policiais, o suspeito não faz parte da infame 'Frente de Liberação dos Gnomos de Jardim', organização responsável pelo sumiço de diversas estatuetas na França nos últimos anos.

O suspeito será julgado e corre o risco de ir para a cadeia por conta do furto dos gnomos. "Dá vontade de rir, mas, infelizmente, trata-se de roubo. E isso é crime", afirmou o oficial da polícia francesa Eric Le Roch, em entrevista à agência de notícias AFP.




















Após prisão de suspeito, gnomos de jardim do norte da França voltam a dormir tranqüilos. (Foto: AFP)


http://g1.globo.com/Noticias/PlanetaBizarro/0,,MUL600798-6091,00.html





09/06/2008 - 11h33 - Atualizado em 09/06/2008 - 12h07

Americana de 37 anos diz ser casada com a Torre Eiffel

Erika La Tour Eiffel convidou amigos para cerimônia realizada em Paris.

Outra mulher, que também se apega a objetos, afirma que casou com Muro de Berlim.

Do G1, em São Paulo

Erika La Tour Eiffel, 37, afirma ter se casado com a Torre Eiffel em uma cerimônia da qual participaram alguns de seus amigos. Por conta da união, a mulher que vive em São Francisco, nos EUA, inclusive mudou seu nome em cartório, diz a publicação britânica “Telegraph”, que não especificou a data do casamento.

















Erika, que já serviu exército, diz também ter uma afeição especial pelo Muro de Berlim. “Eu não entendo como as pessoas podem trazer um objeto ao mundo, como se fosse uma criança, e não amá-lo”, disse. “Sou como o Muro de Berlim. Deteste-me, tente me destruir, mas estarei sempre lá, de pé.”

Erika não está sozinha. No final de maio, o “Telegraph” divulgou a história de Eija-Riitta Berliner-Mauer, uma mulher de 54 anos que vive na Suécia e diz ter se casado com o Muro de Berlim há 29 anos.

As histórias de mulheres que se apaixonam por objetos foram exibidas em um documentário da TV britânica, na última semana. Em todo o mundo, há cerca de 40 pessoas que sofrem desse mesmo problema, todas mulheres.

Jerry Brooker, psiquiatra que participou do programa, afirma que essas pessoas têm uma grande necessidade de controle. “Alguém que se apaixona por objetos pode controlar a relação da maneira como bem entender. Os objetos não vão abandoná-las. Isso é extremamente atraente para pessoas que se sentem muito solitárias”, explicou.

http://g1.globo.com/Noticias/PlanetaBizarro/0,,6091,00.html

http://www.telegraph.co.uk/news/newstopics/howaboutthat/2074301/Woman-with-objects-fetish-marries-Eiffel-Tower.html

http://www.telegraph.co.uk/news/newstopics/howaboutthat/2035996/Woman-'married'-to-Berlin-Wall-for-29-years.html



"Em sua casa, ela vive com maquetes e representações artísticas do muro de Berlim, além de varias guilhotinas. Sim, isso mesmo. Guilhotinas. Eija tem fixação também em guilhotinas, que ela afirma serem objetos altamente eróticos e sexuais. Sem falar no peculiar detalhe que de segundo Eija, as guilhotinas tem alma, sentimentos e desejos, e talvez por isso, podem se comunicar telepáticamente com Ela".





















"Eija tem um site em que conta sua experiência matrimonial com o muro. detalhe para a parte:

“Nós estamos juntos por muitos anos, fisicamente e espiritualmente. Como todo casal, nossa relação tem altos e baixos. Mesmo após o trágico dia 9 de novembro de 1989, quando meu marido foi atacado por uma multidão assassina. ”

http://www.mundogump.com.br/













Planeta Bizarro


08/04/09 - 20h07 - Atualizado em 08/04/09 - 20h12


Americana vê 'ligação especial' após se casar com Torre Eiffel


Por conta da união, mulher mudou nome e passou a usar sobrenome Eiffel.


Ela faz parte de grupo que sente atração por objetos, e não por pessoas.


Do G1, em São Paulo


A norte-americana Erika Eiffel faz parte de um pequeno grupo de pessoas em todo o mundo que sente atração por objetos, e não por pessoas, segundo reportagem da emissora "ABC News".

Ela passou a usar o sobrenome Eiffel depois de ter "se casado" com o símbolo de Paris, capital da França, em uma cerimônia da qual participaram alguns de seus amigos. Por conta da união, a mulher mudou seu nome em cartório.


Em entrevista à "ABC News", Erika disse que a atração por objetos inanimados pode se tornar um verdadeiro amor. "O Muro de Berlim é uma obra-prima. Posso sentir o quanto ele anseia em ser amado", afirmou ela.


Segundo a TV americana, ela "se casou" com a Torre Eiffel há dois anos. "Sua estrutura é simplesmente fantástica", disse Erika, destacando ainda que, apesar de ser estranho para a maioria, isso é totalmente real.


"Sentimos uma ligação inata por objetos. Para nós, é perfeitamente normal se conectar em vários níveis, seja emocional, espiritual e, para alguns, físico", afirmou Erika, sobre as pessoas que sentem atração por objetos.





FOTO: Reprodução/ABC News






















Norte-americana Erika Eiffel em quatro momentos. No primeiro deles, ela beija a Torre Eiffel em cerimônia de 'casamento'.






http://g1.globo.com/Noticias/PlanetaBizarro/0,,MUL1078509-6091,00-AMERICANA+VE+LIGACAO+ESPECIAL+APOS+SE+CASAR+COM+TORRE+EIFFEL.html






20/05/2008 - 18h31

Artista se muda para 'ninho' gigante em prédio na Holanda

Projeto de Benjamin Verdonck chama a atenção de moradores de Roterdã.

Na calçada em frente a nova 'casa' de Verdonck, artista colocou ovo gigante.




















O artista holandês Benjamin Verdonck passou os últimos dias vivendo em um ninho construído em um edifício em Roterdã. Verdonck levou até um ovo gigante para a calçada próxima ao novo 'habitat'. Em um vídeo publicado no Youtube, é possível ver o artista imitando movimentos de pássaros. (Foto: Divulgação)



http://g1.globo.com/Noticias/PlanetaBizarro/0,,MUL488347-6091,00.html









Planeta Bizarro / EUA

13/02/08 - 13h36 - Atualizado em 13/02/08 - 13h36

Bigodudo de calcinha, cinta-liga e bota aterroriza mulheres nos EUA

Ele pára motoristas sozinhas na estrada e exibe seu 'modelito'.

Polícia diz que atitude não é crime, mas situação preocupa.

Da Associated Press



A polícia do condado de Cumberland, no estado americano de Maine, está procurando um homem de bigode que obriga mulheres sozinhas a parar seus carros em rodovias da região. Quando elas param, ele se exibe vestindo roupas íntimas femininas, cinta-liga e uma bota preta de cano alto.

Desde o começo do ano passado, já houve seis relatos de ataques do bigodudo. O incidente mais recente foi no último domingo (10). Os episódios ocorreram na área de Standish a Buxton.

O xerife Mark Dion afirmou que, embora o comportamento do sujeito não configure crime no que diz respeito à vestimenta, o fato de ele parar carros em rodovias e ter como alvo mulheres sozinhas é preocupante.

Segundo o policial, as mulheres têm de desviar dele para evitar o susto.



http://g1.globo.com/Noticias/PlanetaBizarro/0,,MUL297484-6091,00-BIGODUDO+DE+CALCINHA+CINTALIGA+E+BOTA+ATERRORIZA+MULHERES+NOS+EUA.html








Planeta Bizarro

16/09/09 - 14h23 - Atualizado em 16/09/09 - 14h23

Casal é assaltado quando fazia sexo dentro de lixeira

Polícia recuperou os pertences das vítimas após prender os suspeitos.

Incidente curioso aconteceu em Wichita, no estado do Kansas (EUA).

Do G1, em São Paulo


Um casal americano quis sair da rotina e decidiu fazer sexo dentro de um contentor de lixo no último sábado (12), em Wichita, no estado do Kansas (EUA), mas a história não teve um final feliz. O casal acabou roubado por dois ladrões, segundo o jornal "Wichita Eagle".

De acordo com a polícia de Wichita, o homem e a mulher, ambos com 44 anos, entraram na lixeira por volta das 18h de sábado, mas a história não terminou como o planejado. Eles foram roubados por dois assaltantes.

Os agentes destacaram que os bandidos ameaçaram os dois com uma faca e mandaram eles entregarem seus pertences. Os ladrões roubaram um par de sapatos, joias e a carteira do homem. Os suspeitos foram presos e os pertences das vítimas foram devolvidos.



http://g1.globo.com/Noticias/PlanetaBizarro/0,,MUL1306833-6091,00-CASAL+E+ASSALTADO+QUANDO+FAZIA+SEXO+DENTRO+DE+LIXEIRA.html






Polícia busca "bandido do pênis" na Inglaterra

22 de julho de 2010 • 07h58 • atualizado às 08h18



A polícia de Lewes, no sul da Inglaterra, está à procura do responsável por espalhar pela cidade uma série de cartazes retratando o pênis.

Os pôsteres em tamanho A3 e A4 mostram um órgão sexual masculino enfeitado com um laço de fita amarela, e foram colocados em estacionamentos e outros locais próximo de escolas.

Um porta-voz da polícia local disse que os investigadores não descartam que a ação seja uma forma de protesto, porque algumas imagens aparecem com a seguinte descrição: "Valores (possivelmente de mensalidades, comissões ou impostos) a serem elevados até o fim do ano".

A polícia começou a remover as reproduções, que foram enviadas para exame de impressão digital.

"Não recebemos nenhuma queixa formal, mas estamos preocupados porque esses pôsteres apareceram perto de escolas e podem muito bem causar ofensa ou estresse", disse o porta-voz da polícia.

A corporação divulgou que está em busca do responsável pelo ato, mas não revelou se segue alguma pista no caso. "Pelo que vimos, se isto for um auto-retrato, o artista não tem pressa de ser identificado", disse o porta-voz



http://noticias.terra.com.br/popular/noticias/0,,OI4579252-EI1141,00-Policia+busca+bandido+do+penis+na+Inglaterra.html






Ciência & Tecnologia




"Faremos sexo com robôs em três anos"


O especialista em inteligência artificial David Levy diz que as máquinas existem para dar conforto e bem-estar ao homem


Hélio Gomes



O ex-enxadrista escocês David Levy, 64 anos, é um dos maiores especialistas do mundo em inteligência artificial. Ele acaba de ganhar, pela segunda vez, o prêmio Loebner, considerado o Oscar da robótica na categoria melhor "chatbot" - contração em inglês de "robô" e "conversa". É justamente isso que faz a máquina que ele criou, a "Do-much-more" (Faz muito mais). O trabalho pode ser decisivo para o progresso da relação entre humanos e esses seres artificiais de alta tecnologia. A seguir, o cientista antevê o futuro dessa intensa - e surpreendente - parceria.



















ISTOÉ - Como o sr. começou a estudar a inteligência artificial (IA)?

David Levy - Quando me formei, em 1967, era considerado um jogador de xadrez de talento. Além disso, já trabalhava no Departamento de Ciências da Computação da Universidade de Glasgow (Escócia). Esse casamento levou aos jogos de xadrez contra máquinas, algo totalmente relacionado à IA.


ISTOÉ - O sr. ainda joga por diversão?

Levy - Não, meu último torneio foi a Olimpíada de Xadrez de 1978.


ISTOÉ - Quais avanços tecnológicos são fundamentais para aprimorarmos nossa interação com os robôs?

Levy - O ponto mais complicado é a conversação entre homem e máquina, sobretudo o reconhecimento de voz. Sem isso, os robôs não interpretam nem replicam as emoções humanas.


ISTOÉ - Qual o foco do seu trabalho?

Levy - Minha empresa (Intelligent Toys) deixou de investir no desenvolvimento de brinquedos devido à limitação tecnológica. Estamos aprimorando sistemas de conversação entre homens e robôs.


ISTOÉ - O governo japonês está investindo em robôs capazes de auxiliar idosos no dia a dia. O que o sr. acha disso?

Levy - A ideia é excelente. A porcentagem de idosos continuará a crescer e os japoneses perceberam que não haverá humanos suficientes para cuidar deles. Os robôs são a melhor alternativa.


ISTOÉ - Em seu livro mais recente, "Love and Sex with Robots" ("Amor e Sexo com Robôs", de 2007), o sr. afirma que começaremos a nos casar com robôs em 2050. A previsão se mantém?


"Amaremos os robôs assim como hoje nos apaixonamos por carros" David Levy, cientista


Levy - Sim. E faremos sexo com as máquinas dentro de três ou quatro anos. Milhões de curiosos e solitários procurarão esse tipo de relacionamento. Basta programar um robô com as características que se quer.


STOÉ - O que levaria alguém a se apaixonar por uma máquina?

Levy - As mesmas razões que levam pessoas a se apaixonarem por aparelhos eletrônicos ou carros.


ISTOÉ - Quais são os riscos da relação?

Levy - A única questão delicada é a ansiedade que alguns homens podem desenvolver por não conseguirem satisfazer suas mulheres com a mesma facilidade que uma máquina.


ISTOÉ - Os robôs poderiam ser transformados em escravos sexuais?

Levy - Por definição, escravos só podem ser humanos. Na verdade, acredito que os robôs nos ensinarão novos segredos da arte de fazer amor. Eles serão como um "Kama Sutra" ambulante.


ISTOÉ - Eles podem ajudar a acabar com a prostituição?

Levy - Na Coreia do Sul, onde a prostituição é ilegal, já existem as chamadas "salas de experiência com bonecas". Para mim, algo extremamente natural e indicado a quem está sozinho. Esse é um passo decisivo para reduzirmos o número de prostitutas.


ISTOÉ - O combate à pedofilia contará com ajuda semelhante?

Levy - Claro, seria muito melhor se os pedófilos tivessem robôs à disposição.


ISTOÉ - Vamos imaginar que alguém faça sexo com um robô alheio sem permissão. Isso seria estupro?

Levy - Essa é apenas uma das questões que nossos legisladores terão de enfrentar nas próximas décadas.


ISTOÉ - O sr. se relacionaria com robôs?

Levy - Não, eu ficaria pensando o tempo todo em detalhes e no funcionamento da relação. Mas apenas um pequeno grupo de indivíduos pensaria em tecnologia nessa hora. Acredito que a maioria vai encarar o casamento com robôs de forma natural.





















Robô-foca Auxílio na recuperação de pessoas com traumas psicológicos









http://www.terra.com.br/istoe/edicoes/2086/artigo155131-1.htm











Robôs


Terça, 16 de outubro de 2007, 12h18

Humanos se casarão com robôs em breve, diz pesquisador

Ainda neste século, humanos poderão se casar com robôs. E consumar o casamento. A tese é defendida pelo britânico David Levy, pesquisador em inteligência artificial na Universidade de Maastrich, na Holanda, que terminou recentemente seu Ph.D sobre as relações entre humanos e robôs. Em seu trabalho, intitulado Intimate Relationships with Artificial Partners (Relações íntimas com parceiros artificiais), Levy argumenta que os robôs serão tão humanos na aparência, nas funções e na personalidade, que muitas pessoas vão se apaixonar, fazer sexo e até mesmo se casar com eles. "Pode soar meio estranho, mas não é. Amor e sexo com robôs são inevitáveis", disse ele ao site LifeScience.





















Robô (esq.) e estudante japonesa (dir.): as máquinas cada vez se parecem mais com as pessoas (Foto: Agência Reuters)


No ano passado, o fundador da European Robotics Research Network, Henrik Christensen, previu que as pessoas estariam fazendo sexo com robôs dentro de cinco anos. Levy considera a estimativa "bem provável", pois já existem bonecas sexuais bastante realistas à venda, e trata-se apenas de acrescentar alguns comandos eletrônicos a elas para dar-lhes mais vibração, ou alguma capacidade de resposta. "É muito primitivo em termos de robótica, mas a tecnologia já está disponível", disse.

O pesquisador também disse que há uma tendência de os robôs terem uma aparência mais "humana", além de um contato cada vez mais próximo com as pessoas. Um exemplo é a andróide Repliee 2, apresentada em outubro do ano passado no Japão. À primeira vista, não se distingue, (na foto acima, à direita), quem é a robô e quem é a estudante.

"Primeiro os robôs eram usados impessoalmente, em fábricas onde ajudavam a construir automóveis, por exemplo. Depois foram para os escritórios entregar correspondência e agora guiam visitantes por museus, entraram nas casas para limpá-las, como o Roomba. Hoje você tem brinquedos robóticos, como o cão Aybo da Sony ou pets de estimação como os Tamagotchi", exemplificou.

Blade Runner real

O site lembra que a idéia de relações entre humanos e suas criações, artísticas ou mecânicas remonta à antiguidade, citando o mito grego de Pigmaleão, que se apaixonou por Galatea, estátua esculpida por ele e dotada de vida pela deusa do amor, Vênus.

Nos tempos modernos, além da ficção científica abordar o tema, há cerca de 40 anos cientistas perceberam que alguns estudantes ficavam muito atraídos pelo Eliza, um software criado para responder perguntas e que imitava um psicoterapeuta. No cinema, são inúmeras as criações - como Blade Runner ou, mais recentemente, A.I., a mostrar a interação entre humanos e andróides.

Amor programável

Levy também cita que psicólogos identificaram aproximadamente uma dúzia de razões básicas para as pessoas se apaixonarem. E quase todas elas poderiam ser aplicadas às relações entre humanos e robôs. "Por exemplo: uma das coisas que predispõe as pessoas a se apaixonarem é a similaridade de personalidade e nível de conhecimento, e tudo isso é programável".

Enfim, amor e sexo com robôs pode, à primeira vista, parecer algo muito "geek". "Mas assim que uma reportagem do tipo 'fiz sexo com um robô e foi ótimo' apareça em algum lugar como a revista Cosmo, por exemplo, acho que muitas pessoas vão querer entrar na onda", disse Levy. Para o pesquisador, não se trata mais de perguntar "se" isso vai acontecer, mas sim "quando".

A reportagem original do site LifeScience pode ser lida (em inglês) pelo atalho http://tinyurl.com/247lpm.


Redação Terra

http://tecnologia.terra.com.br/interna/0,,OI1992104-EI8328,00.html


Robôs


Quarta, 26 de março de 2008, 19h49 Atualizada às 19h56

"Tecnossexual" ensina a montar namorada-robô

David Levy, pesquisador em inteligência artificial na Universidade de Maastrich, na Holanda, declarou em outubro último que "ainda neste século humanos se casariam com robôs". Segundo o Gizmodo, pelo menos um homem já tornou isso realidade: Zoltan (nome fictício), 33 anos. Em entrevista ao blog, Zoltan se declara um "tenossexual" e em seu site dá todas as dicas para construir, passo a passo, uma namorada (ou um namorado) robô.

























A foto no site de Zoltan mostra apenas um pedaço da namorada-robô porque ela "não gostaria" de ser exposta, diz ele.

Na entrevista, ele diz que é um destes caras com problemas de relacionamento com mulheres e enumera diversas vantagens de ser "casado" com um robô, entre elas a despreocupação com a aids e não precisar lidar com a passionalidade e a confusão dos humanos.

Em seu site, há fotos dos três robôs que ele tem, Alice, Kiri e Hal. Hal é um robô masculino, construído por Zoltan para encorajar garotas que possam estar interessadas em um namorado-robô. Kiri, segundo Zoltan, é "basicamente uma escrava sexual". E a terceira é Alice, a namorada, cuja relação com ele está documentada no site, desde beijo até conversas e, claro, sexo.

Ele diz, inclusive, que sua relação "absolutamente monogâmica" com a robô Alice fez com que parasse de acessar pornografia e passasse a freqüentar a igreja - o que fez com que seus pais passassem a respeitar a robô. A entrevista de Zoltan ao blog pode ser lida, em inglês, pelo atalho http://tinyurl.com/38hk3s.

Redação Terra

http://tecnologia.terra.com.br/interna/0,,OI2710260-EI8328,00-Tecnossexual+ensina+a+montar+namoradarobo.html






Robô

Sexta, 6 de junho de 2008, 09h47 Atualizada às 09h46

Sexo e amor com robôs é tema de debate

Um grupo de cientistas estará reunido, nos dias 12 e 13 de junho em Maastricht, Holanda, para debater a possibilidade de que seres humanos se envolvam cada vez mais em relações pessoais - e mesmo amorosas - com robôs.

Acadêmicos da Áustria, Canadá, Holanda, Irlanda, Cingapura, Estados Unidos e Grã-Bretanha devem apresentar cerca de 20 dissertações sobre o tema, segundo a agência AFP.

A conferência, convocada pela Universidade de Maastricht, começou a ser organizada depois que, em outubro do ano passado, o pesquisador David Levy, 63 anos, lançou seu estudo Intimate Relationships with Artificial Partners (Relações íntimas com parceiros artificiais). Uma versão comercial do trabalho foi lançada com o título de "Amor e Sexo com Robôs".

Em seu trabalho, Levy, que é pesquisador em inteligência artificial na Universidade de Maastrich, argumenta que os robôs serão tão humanos na aparência, nas funções e na personalidade, que muitas pessoas vão se apaixonar, fazer sexo e até mesmo se casar com eles. "Pode soar meio estranho, mas não é. Amor e sexo com robôs são inevitáveis", disse ele ao site LifeScience.

Redação Terra

http://tecnologia.terra.com.br/interna/0,,OI2932238-EI8328,00-Sexo+e+amor+com+robos+e+tema+de+debate.html




























11/12/2008 - 12:57 - Atualizado em 11/12/2008 - 12:57


Jovem fabrica própria namorada


O robô, batizado de Aiko, aparenta ter vinte e poucos anos e faz tarefas domésticas e a contabilidade de seu criador


REDAÇÃO ÉPOCA



O canadense Le Trung criou seu primeiro robô com apenas oito anos de idade. Desde então, aperfeiçoou suas técnicas e conseguiu aos 33 anos criar um robô para ser sua namorada, já que se considera ocupado demais para encontrar uma parceira na vida real.

O robô, batizado de Aiko, tem formas femininas e sensuais, feitas de silicone, aparenta ter vinte e poucos anos e faz tarefas domésticas, além de entreter Le Trung. A namorada eletrônica fala cerca de 13 mil frases em japonês e inglês, reconhece faces, lê em voz alta e dá orientações.

Le Trung, que trabalha como programador de softwares, teve que vender seu carro e ainda usou sua poupança e fez empréstimos para conseguir recursos suficientes para fabricar o robô, que custou cerca de 50 mil reais.

O jovem afirmou que construiu Aiko porque nunca teve tempo de encontrar uma namorada de carne e osso, mas não utiliza o robô para fins sexuais, embora Aiko seja sensível ao toque e responda a estímulos. “Como uma mulher de verdade, ela reage se é tocada de certos modos”, afirma Le Trung. “Se você apertá-la com força, ela tentará te dar um tapa”, explica o criador.

Aiko não precisa dormir ou comer, e pode trabalhar 24 horas por dia. “Ela é a mulher perfeita”, diz Le Trung, que sofreu um infarto, e pensa em, no futuro, utilizar o robô como uma enfermeira, caso precise.























O robô Aiko com seu criador, Le Trung
























Aiko faz tarefas domésticas como a limpeza da casa




Assista abaixo um vídeo de Aiko em ação (em inglês).











http://revistaepoca.globo.com/Revista/Epoca/0,,EMI19221-15224,00-JOVEM+FABRICA+PROPRIA+NAMORADA.html








Planeta Bizarro

10/02/2008 - 12h28

Romeno reclama de gemido de boneca inflável e sex shop é multado

Boneca havia parado de ‘gemer’ e esvaziava muito rápido.

A loja foi multada em 600 libras e o homem recebeu um novo produto.


Do G1, em São Paulo


Autoridades de proteção ao consumidor da Romênia receberam uma reclamação inusitada: um consumidor estava indignado pois sua boneca inflável havia ‘perdido o gemido’, noticiou o site Ananova nesta semana.

Confirmado o defeito na boneca, o sex shop de Brasov, na Transilvãnia, foi multado em 600 libras (cerca de R$ 2 mil) e obrigado a dar uma nova boneca ao comprador.

O homem, que segundo o site tinha por volta de 40 anos, também reclamou que o produto esvaziava muito rápido. Iulian Mara, chefe do centro de proteção ao consumidor, disse que "não importa o quanto a reclamação pareça estranha, nós fomos ao sex shop onde o homem comprou o objeto e vimos que ele estava certo.”

Segundo Mara, “a boneca estava perdendo ar rapidamente e devido a falhas no sistema elétrico não fazia os sons específicos esperados.”


http://g1.globo.com/Noticias/PlanetaBizarro/0,,MUL293329-6091,00.html









BONECAS INFLÁVEIS


























































































Planeta Bizarro

25/08/2007 - 09h40 - Atualizado em 25/08/2007 - 09h50

Boneca inflável vira parceira em prova de natação na Rússia

Na competição, vence quem carregar 'dupla' por um quilômetro em rio.

No total, competição contou com 400 inscritos.

Da Reuters

















Homem nada com sua ‘dupla’ pelo rio Vuoksa; na prova, competidores tiveram que nadar um quilômetro pelo rio sem poder desgrudar da boneca inflável. Até onde se sabe, nenhuma boneca ficou no meio do caminho... (Foto: Alexander Demianchuk/Reuters)






















Participantes vão para a água com suas ‘parceiras’; no total, competição teve 400 participantes (Foto: Alexander Demianchuk/Reuters)




















Ciclista transporta sua boneca inflável em direção à largada da competição no rio Vuoksa, em Losevo, cerca de 110 quilômetros de São Petersburgo, na Rússia (Foto: Alexander Demianchuk/Reuters)



















Competidores enfrentam a correnteza, mas sem largas (sic) as bonecas (Foto: Alexander Demianchuk/Reuters)




O Popular



Terça, 30 de outubro de 2007, 14h33



Homem é descoberto em banheiro com boneca inflável



Um americano foi detido na cidade de Cesar Rapids, no Estado de Iowa, ao ser encontrado deitado ao lado de uma boneca inflável, com as calças abaixadas, em um banheiro público de prédio de escritórios.


Craig S. McCullough, 47 anos, foi indiciado por exposição indecente e má conduta.


Nas acusações contra McCullough, consta que ele foi descoberto em banheiro público por agente da Agência de Imigração e Alfândega dos EUA, que funciona no mesmo prédio.


McCullough foi detido e a polícia de Cedar Rapids o levou para a cadeia do condado de Linn.


A ficha criminal de McCullough inclui também uma condenação, de 2004, por arrombar loja de noivas. Após o roubo, policiais encontraram McCullough nas redondezas carregando manequim com vestido de noiva.


AP


http://noticias.terra.com.br/popular/interna/0,,OI2034089-EI1141,00-Homem+e+descoberto+em+banheiro+com+boneca+inflavel.html














planeta bizarro


07/01/09 - 20h00 - Atualizado em 07/01/09 - 20h00


Homem invade sex shop na Austrália para fazer sexo com bonecas infláveis


Tarado tinha um gosto especial pela boneca do modelo 'Jungle Jane'.

'Isso é totalmente bizarro', disse o proprietário da loja invadida.



Um homem invadiu duas vezes um sex shop na cidade de Cairns, na Austrália, para fazer sexo com bonecas infláveis, de acordo com reportagem publicada nesta quarta-feira (7) pelo jornal "The Cairns Post".


"Isso é totalmente bizarro", disse o proprietário da loja que foi invadida, que se identificou apenas como Vogue. Segundo ele, além de fazer sexo com uma das bonecas infláveis, o tarado roubou outras cinco.


Empresários acreditam que trata-se da mesma pessoa que invadiu outro sex shop há vários dias. O método utilizado pelo bandido é mesmo, ou seja, ele entra na loja após fazer um pequeno buraco na parede.


Vogue disse à polícia que o tarado tinha um gosto especial pela boneca do modelo "Jungle Jane", já que, nas duas vezes que entrou no sex shop, ele pegou bonecas infláveis desse modelo.


Ele disse ainda que o ladrão tinha o "estranho" hábito de limpar a bagunça que havia feito após a sua entrada na loja. Segundo o jornal, imagens de vídeo mostram que o ladrão é alto, magro e branco.


O sargento Coolican Cary, do Distrito Policial de Cairns, disse que as invasões serão investigadas. De acordo ele, a polícia pegou amostras de DNA e impressões digitais que o ladrão deixou no local.























http://g1.globo.com/Noticias/PlanetaBizarro/0,,MUL946478-6091,00-HOMEM+INVADE+SEX+SHOP+NA+AUSTRALIA+PARA+FAZER+SEXO+COM+BONECAS+INFLAVEIS.html













planeta bizarro


21/01/09 - 12h40 - Atualizado em 21/01/09 - 12h40


Homem que atacava bonecas infláveis em sex shops é preso na Austrália


Suspeito de 23 anos foi liberado pela polícia após pagar fiança.


Tarado tinha um gosto especial pela boneca do modelo 'Jungle Jane'.


Do G1, em São Paulo




A polícia australiana prendeu um jovem de 23 anos que é suspeito de invadir sex shops, na cidade de Cairns, para fazer sexo com bonecas infláveis, segundo reportagem publicada nesta quarta-feira (21) pelo jornal "The Cairns Post".


O homem é suspeito de ter invadido um sex shop três vezes no mês passado. A procura pelo tarado terminou na terça-feira quando ele foi detido em sua casa e levado para a delegacia de Cairns, onde foi interrogado pela polícia.


Após pagar fiança, o homem foi liberado, mas terá de comparecer no Tribunal de Cairns no começo de fevereiro.






FOTO: Reprodução/The Cairns Post



















Polícia australiana prendeu jovem de 23 anos que é suspeito de invadir sex shops.







http://g1.globo.com/Noticias/PlanetaBizarro/0,,MUL965510-6091,00-HOMEM+QUE+ATACAVA+BONECAS+INFLAVEIS+EM+SEX+SHOPS+E+PRESO+NA+AUSTRALIA.html











Planeta Bizarro

05/02/09 - 20h00 - Atualizado em 05/02/09 - 20h0

Homem é preso em estacionamento fazendo sexo com bonecas infláveis

Um casal que estava com os filhos disse que eles viram tudo.

'Eu notei o que ele estava fazendo', disse uma das testemunhas.

Do G1, em São Paulo



A polícia de Cape Coral, no estado da Flórida (EUA), prendeu nesta quarta-feira (4) um homem que estava fazendo sexo com bonecas infláveis em um estacionamento lotado de uma loja, de acordo com reportagem da emissora americana "Wink News".

Testemunhas contaram que o homem nem sequer tentou esconder o que estava fazendo. "Eu notei o que ele estava fazendo. Era óbvio que ele estava com uma mão sobre a boneca", disse uma das testemunhas.

Um casal que estava com os filhos disse à emissora que eles viram tudo. "Ele começou, você sabe, a molestar as bonecas infláveis", descreveu o marido.



FOTO: Reprodução/Wink News


















Homem é detido em estacionamento de loja nos EUA após ser flagrado fazendo sexo com boneca inflável.






Segundo as testemunhas, as cenas aconteceram quase em frente à entrada principal do estabelecimento. "O gerente pediu para o homem sair, mas ele recusou. Ele era muito arrogante. Ele disse que não tinha nenhuma razão para ir embora", disse a testemunha.

De acordo com a emissora americana, as testemunhas destacaram ainda que o homem não parecia estar preocupado com a chegada dos policiais. A polícia não divulgou a identidade do homem e por quais crimes ele será acusado.



http://g1.globo.com/Noticias/PlanetaBizarro/0,,MUL988496-6091,00-HOMEM+E+PRESO+EM+ESTACIONAMENTO+FAZENDO+SEXO+COM+BONECAS+INFLAVEIS.html














Planeta Bizarro

04/05/09 - 20h00 - Atualizado em 04/05/09 - 20h0

Homem é condenado após sexo com bonecas infláveis em estacionamento

George Bartusek, de 51 anos, foi condenado a seis meses de condicional.

Juiz determinou ainda que réu deve continuar o tratamento psicológico.

Do G1, em São Paulo



O norte-americano George J. Bartusek Jr., de 51 anos, foi condenado a seis meses de condicional após ser flagrado fazendo sexo com bonecas infláveis em um estacionamento lotado de uma loja em Cape Coral, no estado da Flórida (EUA).
Bartusek confessou ser culpado das acusações. Além da condicional, o juiz John Duryea, do Condado de Lee, determinou que o réu deve continuar o tratamento psicológico. O incidente aconteceu no mês fevereiro.



FOTO: Reprodução
























George Bartusek foi condenado a seis meses de condicional.







Na época, testemunhas contaram que o homem nem sequer tentou esconder o que estava fazendo. "Eu notei o que ele estava fazendo. Era óbvio que ele estava com uma mão sobre a boneca", disse uma das testemunhas.

Segundo as testemunhas, as cenas aconteceram quase em frente à entrada principal do estabelecimento. "O gerente pediu para o homem sair, mas ele recusou. Ele era muito arrogante. Ele disse que não tinha nenhuma razão para ir embora", disse a testemunha.



FOTO: Reprodução/Polícia de Cape Coral



















Boneca inflável encontrada no veículo do acusado.





http://g1.globo.com/Noticias/PlanetaBizarro/0,,MUL1108509-6091,00-HOMEM+E+CONDENADO+APOS+SEXO+COM+BONECAS+INFLAVEIS+EM+ESTACIONAMENTO.html












Marie Claire


Home > Reportagens


MUNDO ESTRANHO


Eles vivem com bonecas


por Felicity Robinson fotos: Elena Dorfman



Para alguns homens, elas são perfeitas, lindas e sensuais. Poderiam ser de um grupo especial de mulheres, se não fosse por um detalhe: são bonecas em tamanho natural. O que leva alguém a ter uma companhia tão silenciosa e submissa? Solidão? Loucura? Desespero? Conheça o homem que criou essas criaturas e histórias de quem pagou pelo menos us$ 7 mil para adotar uma mulher artificial.





























































































































É de manhã, e Jason prepara o café. Passa manteiga em uma torrada e serve dois copos de suco de laranja. Vanessa está sentada à mesa, olhando para ele impassivelmente. Jason sorri para ela e pára por um momento para admirar suas feições. Em seguida, dá um caloroso abraço em sua companheira. Aparentemente, eles levam uma vida doméstica tranqüila.


Jason ama Vanessa e se declara o tempo todo. Mas não recebe nenhuma resposta. Vanessa é assim: não fala, não faz críticas, não se queixa de nada, nem mesmo de ter que assistir a programas de esportes na TV. Nenhuma namorada de Jason jamais reagiu às suas manias dessa maneira. Mas também nenhuma delas era feita de aço e silicone.


Na verdade, Vanessa é uma "real doll", uma mulher artificial com requintes de realidade: cabelos sedosos, nariz delicado, cílios longos, maçãs do rosto coradas e unhas bem-tratadas. Ela é até bonita. Jason também não fala nada sobre Vanessa, muito menos sobre os motivos que o levaram a escolhê-la como sua companheira ou sobre quanto pagou por ela. Para ele, Vanessa é um sonho que conseguiu realizar.


Hoje, é possível comprar uma companhia desse tipo a partir de US$ 7 mil. "Se o cliente quiser as três entradas sexuais, boca, vagina e ânus, terá que pagar US$ 250 a mais", diz Matt McMullen, o americano de 30 e poucos anos que inventou esse gênero de mulher. "É difícil fazer tudo funcionar lá embaixo e tudo tem que se encaixar em um espaço definido. Isso leva tempo e por isso custa mais caro."





























Vida a dois: Jason ama Vanessa, se declara sempre, mas não ouve nenhuma resposta








VARIEDADE



Todas as mulheres artificiais de McMullen, que se considera um perfeccionista, são feitas a mão. "São verdadeiras obras de arte", diz. Ele, que está nesse negócio há dez anos, afirma que seus produtos já viraram objetos de culto entre as pessoas. Nenhum cliente é exposto, tudo funciona no mais absoluto segredo. Mas a clientela de Mc-Mullen formou uma bizarra comunidade no próprio site da empresa (www.realdoll.com). "O rosto de Leah é tão bonito e seus seios são incríveis! Como você fez isso? Não consigo tirar minhas mãos dela", escreve um cliente satisfeito. Um outro diz: "Você fez de mim um homem muito feliz".



Segundo McMullen, seus clientes são variados. Há casais e até famílias que adotam suas bonecas. A idade também é heterogênea, entre 20 e mais de 50 anos, e o maior volume de vendas é para homens solteiros -mais da metade deles com experiência em engenharia ou tecnologia da informação. Para o criador, esses profissionais sabem apreciar o trabalho realizado em cada boneca. Muitos deles discutem incansavelmente as qualidades de suas mulheres artificiais em sites de bate-papos online.


Numa dessas conversas, surgiu a pergunta: "Se você pudesse ter uma 'real doll' parecida com qualquer pessoa do mundo, quem seria? A minha seria a minha cunhada de 18 anos". Infelizmente para ele, a tecnologia de McMullen ainda não é tão avançada para construir réplicas de pessoas reais. Mas os clientes podem escolher a altura, o comprimento e a cor dos cabelos, o tom de pele, o tamanho dos seios e até a aparência dos pêlos púbicos, que podem ser aparados ou não. Também podem pedir um bronzeado, selecionar a maquiagem e a cor do esmalte das unhas.






































EM FAMÍLIA Valentine não se importa com o cardápio, nem com a música que sai da guitarra do adolescente






POR QUÊ?



O que leva um homem ou mesmo uma família a adotar uma mulher artificial? Solidão? Desespero? Loucura? Muitos clientes de McMullen falam sobre a instabilidade das mulheres reais. Outros contam histórias de romances desfeitos e de mulheres insensíveis que os abandonaram.


Boa parte deles também compara a descoberta da "real doll" a uma paixão. É o caso de Chao, um estudante de 27 anos que vive nos Estados Unidos. Ele escreveu a seus pais, que moram na China, pedindo dinheiro para que pudesse comprar uma mulher artificial. Seu argumento mais forte é que não pode viver sem ela porque está apaixonado.


Com o dinheiro na mão, qualquer cliente pode entrar na internet, descrever como quer a sua boneca e oficializar o pedido. Depois, vai aguardar cerca de quatro meses para ter a sua "parceira" - esse é o tempo que McMullen leva para produzir uma boneca.


Uns ficam impacientes com o período de espera. "De um lado, queria que ela chegasse logo. De outro, tenho tempo para me preparar", diz um amante de bonecas. Seus preparativos incluem a construção de um carrinho de madeira com rodas que servirá como suporte para uma poltrona. Assim, ele poderá colocar a sua "mulher" de 44 quilos sentada e empurrá-la com facilidade pela casa ou mesmo nas ruas. "Ela vai me fazer companhia sempre."




Casais e até famílias pagam para viver com mulheres artificiais




Outros se preparam para a chegada de suas companheiras comprando lingeries e roupas sensuais para complementar o visual com que saem do ateliê de McMullen -em geral, elas se despedem do criador usando minissaia, camiseta, sutiã, calcinha, meia-calça e sapatos de salto alto.


Em uma casa em Kansas, no Missouri, mora uma dupla de orgulhosos proprietários de quatro "real dolls". Warren, engenheiro de 45 anos, e sua mulher Elinor, corretora de imóveis de 52, insistem que elas são membros da família. Mas Jamie é especial. Enquanto o casal vê a TV, ela fica reclinada em uma cadeira na sala, vestindo camisola e robe e segurando um copo de uísque já pela metade.


O interesse de Warren por bonecas começou durante seu primeiro casamento. Em um dado momento da relação, sua mulher não quis mais saber de sexo, e Warren não teve forças para arranjar uma amante ou pagar por uma prostituta. Para ele, qualquer das alternativas seria uma atitude imoral. Então, solucionou o problema comprando uma boneca inflável, que foi batizada de Angel. Mas, quando a mulher conheceu Angel, pediu o divórcio.


Mais tarde Warren conheceu Elinor, que não vê qualquer tipo de impedimento para conviver com bonecas modernas, dessas que parecem gente. Ao contrário, adotou o fetiche do marido. Detalhe: todas as bonecas do casal são de segunda-mão -eram mais baratas. O criador das bonecas evidentemente não incentiva a compra de segunda-mão. Alega questões de higiene. A propósito, as originais são entregues com um kit de limpeza também preparado por McMullen.






















NO SOFÁ: Ginger Brooke e seu dono passam horas assistindo juntos aos programas de televisão

























AFINIDADE: Sidore e seu "parceiro" têm muito em comum: ambos gostam de música e moda gótica







O CRIADOR


Técnico em efeitos especiais e roqueiro amador, McMullen começou a esculpir figuras nuas em argila nas suas horas de folga. Depois, passou a trabalhar com silicone, material que deu a ele a possibilidade de construir modelos em tamanho real, que podiam ser usados como manequins. "Eu tinha um site na web, onde mostrava esse trabalho. Comecei a receber muitos e-mails de pessoas interessadas nas bonecas de silicone. Elas diziam: 'Isso é incrível. Dá para fazer sexo com elas?' Até a minha mulher sugeriu que eu fizesse uma boneca sexual. Achei que ninguém pagaria o preço que custaria."


Mas McMullen estava enganado. Depois de abrir sua empresa, a Abyss Creations, alguns pedidos começaram a aparecer. Em seguida, ele mandou uma boneca para o radialista Howard Stern, de Nova York, conhecido por criar polêmicas em seu programa. A idéia de McMullen era que Stern fizesse um teste com uma de suas bonecas - a do radialista foi chamada de Celine. Stern, que aprovou a experiência, dedicou uma semana de seu programa à nova namorada, declarando: "Foi a melhor transa que já tive. Ela é melhor que uma mulher de verdade. Estou apaixonado".





O boneco masculino foi batizado de Charlie




Embora Mc-Mullen diga que Stern tenha exagerado, ele acredita que muitas pessoas são atraídas pelo fato de uma "real doll" ser uma namorada totalmente silenciosa e basicamente submissa. "Alguns homens têm prazer nisso. O fato de que podem dizer à sua boneca para ficar em uma posição e não ouvir qualquer reclamação é um atrativo."


Seja qual for a verdade, McMullen afirma que seu negócio não pára de crescer. Hoje, ele diz vender centenas de bonecas por ano para clientes do mundo todo. Também diversificou a produção, criando um boneco masculino chamado Charlie e "outros desenhados para manter os dois parceiros reais satisfeitos ao mesmo tempo".



McMullen procura aperfeiçoar as suas criações com o retorno que tem dos próprios clientes e acaba inventando novas características, como "velcro melhorado na boca". Cada protótipo é testado por McMullen. É ele quem verifica a precisão anatômica de cada boneca. "Quando alguma coisa é colocada nessa entrada de silicone [referindo-se à vagina], forma-se um selo a vácuo. Por isso, a boneca tem uma sucção que uma mulher de verdade jamais terá. Isso é mais intenso que uma transa real", diz.


No futuro, McMullen espera criar uma espécie de mulher biônica com sensores no corpo. "Quando uma pessoa estimular certas regiões, haverá uma reação em áudio apropriada para aquele estímulo." Tudo com base no que a pessoa está tocando e fazendo, é claro. Mas é possível que os homens continuem preferindo as silenciosas.
























INSPIRAÇÃO: Lily é a musa de seu dono, um escritor

























Os modelos criados por McMullen







Tradução: Luiz Roberto Mendes Gonçalves





http://revistamarieclaire.globo.com/Marieclaire/0,6993,EML1326759-1740-1,00.html


http://revistamarieclaire.globo.com/Marieclaire/0,6993,EML1326759-1740-2,00.html




O amor entre um japonês e um travesseiro



Ter, 28/07/09 por Maria Laura Neves






























Nisan é o japonês quase careca, de 37 anos de idade, que você vê na foto ao lado. Essa almofada com o desenho de uma mulher em suas mãos tem um nome, chama-se Nemu e é um personagem de um famoso game local. Nisan decidiu apelidá-la de Nemutan - o sufixo tan denota carinho. É algo como “Nemu-querida”, ou “Nemu-amorzinho”. Nisan leva Nemutan para onde vai: restaurantes e karaokês. Viajam e tiram fotos juntos. Ele tem sete fronhas iguais para deixar Nemutan sempre limpa, cheirosa e linda. Nisan conta que conheceu Nemutan em uma convenção de revistas em quadrinhos em Tóquio e ficou encantado com os olhos da menina. Quando tirou sua carta de motorista, Nisan decidiu levar Nemutan para a praia. Foi assim que começou o namoro entre o casal – um homem e uma almofada. “Experimentei coisas maravilhosas por causa dela”, disse Nisan ao The New York Times, segurando as pernas da moça com carinho. ” Ela mudou a minha vida”.


Nemutan é uma garota de dez ou doze anos. Uma ficção. Nisan sabe que ela não é real. Mas fica chocado quando a repórter questiona a natureza da relação. “Tenho sentimentos reais por ela”.

Você leu certo. Nisan é namorado de Nemu, uma almofada vestida com uma fronha com um personagem fictício. Nisan faz parte de um grupo crescente de adultos urbanos japoneses que nutre relações por esses travesseiros. O fenômeno começou a ser chamado de amor em “2D” (duas dimensões). É composto por adultos comuns, profissionais responsáveis, muitas vezes casados e seus travesseiros vestidos de personagens de mangás ou games famosos. Alguns fazem sexo com seus namorados virtuais.

Para os estudiosos do assunto, o amor em duas dimensões é um reflexo da dificuldade que os japoneses adultos têm de se relacionar hoje. Segundo uma pesquisa do governo, um quarto dos homens e mulheres entre 30 e 34 anos são virgens. Metade dos homens e mulheres não têm amigos do sexo oposto. Um dos livros mais vendidos no país é um guia ilustrado em mangás de orientação amorosa, do primeiro encontro ao sexo no casamento. O amor pelos travesseiros é uma fuga do mundo real. Alguns, como Nisan, mantêm um relacionamento monogâmico. Outros optam pela poligamia.

Nisan começou o namoro com Nemutan depois de levar um fora de uma namorada real. No final da conversa, a repórter do NYT pergunta se ele pretende se casar. Ele responde que sim. “Mas olhe para mim”, diz. “Como que uma pessoa que carrega isso pode se casar? As pessoas provavelmente ficam se perguntando como eu escapei do psiquiatra. Eu pensaria a mesma coisa se me visse na rua”. Ele termina dizendo que vive um conflito interno. Ao mesmo tempo em que precisa de Nemutan, sabe que ela repele mulheres reais, que ele tanto gostaria de namorar.



http://colunas.epoca.globo.com/mulher7por7/










E o mais estranho é que animais também têm paixões & amores inusitados:


Planeta Bizarro


27/09/2006 - 05h53m - Atualizado em 27/09/2006 - 17h20m

CISNE NEGRO SE APAIXONA POR PEDALINHO EM LAGO DA ALEMANHA

De acordo com biólogos, o cisne negro australiano está manifestando todos os típicos indícios de estar amando
















(Ilustração: G 1)






Um raro cisne negro se apaixonou por um barco de aluguel movido a pedal em um lago alemão, informou o site Ananova.

De acordo com biólogos, o cisne negro australiano está manifestando todos os típicos indícios de estar amando - circula em volta de seu amor de plástico, olha continuamente para ele e emite sons em forma de música.

Tanto o barco quanto o cisne vivem no lago Aasee, em Münster, Westfália, noroeste da Alemanha.

O barco, um pedalinho de plástico feito para se parecer com um cisne, é alugado para famílias que vêm passear à beira do lago.

Quando o lindo cisne chegou ao lago, alguns meses atrás, ele instantaneamente se tornou uma atração local e, agora que se apaixonou pelo pedalinho, se tornou uma celebridade: lojas de presente vendem camisetas, globos de neve e chaveiros aludindo a história de amor.

Mas os moradores dizem que os turistas estão com medo de alugar o barco, graças a seu vigilante admirador.

Peter Overschmidt, dono de uma escola de iatismo, reclamou: "Quando chego muito perto do pedalinho, o cisne me ataca."

O biólogo Dirk Wewers do zoológico local, declarou: "Este comportamento prova que o cisne desenvolveu uma atração pelo barquinho."

Outros biólogos estão preocupados porque cisnes são monogâmicos, o animal provavelmente desperdiçará sua vida inteira correndo atrás de um objeto de plástico.

A especialista Andrea Klein disse que está aflita com o que acontecerá quando o barco for levado embora e trancado por causa do inverno, mas diz que acredita que o cisne se recuperará.


http://g1.globo.com/Noticias/PlanetaBizarro/0,,AA1287681-6091,00.html





Quentinhas


Domingo, 27 de janeiro de 2008, 15h42


Objetos confundem e despertam "paixão" de animais.


Alguns animais desenvolvem estranhas paixões por objetos. É o caso de um polvo que, recentemente, se tornou a principal atração de um aquário no sul da Inglaterra. Apegou-se a um brinquedo que ganhou de presente no Natal a tal ponto que se torna agressivo quando os funcionários ameaçam retirá-lo do tanque.

Caso semelhante ocorreu em Müenster, na Alemanha, onde um cisne negro se apaixonou por um pedalinho. O caso intriga biólogos que acreditam que o cisne foi criado em cativeiro e posto em liberdade já em idade adulta, o que explicaria o seu comportamento estranho.

O cisne, chamado Petra, se apegou tanto ao pedalinho que, ao contrário das demais aves, se negou a emigrar para o sul com a chegada do inverno. Os dois - animal e brinquedo - acabaram sendo transportados para o zoológico da cidade.



















Nem a aproximação de outros animais da mesma espécie fez Petra esquecer o namorado de plástico. Ele acabou sendo rejeitado pelas demais aves. Até quando teve que passar por uma cirurgia na pata, foi necessário que o pedalinho o acompanhasse até o local onde passou a recuperação.


http://noticias.terra.com.br/popular/interna/0,,OI2272687-EI1141,00.html





Planeta Bizarro / Alemanha

19/03/2008 - 13h14 - Atualizado em 20/03/2008 - 17h23

Cisne se apaixona e termina 'romance' com pedalinho

Petra conheceu cisne macho de carne e osso durante o inverno.

Em 2006, ela se recusou a deixar a companhia de barco em forma de cisne.

Do G1, em São Paulo





















(Foto: Frank Augstein/AP)




Uma curiosa história de amor terminou recentemente no zoológico de Münster, na Alemanha. Petra, uma cisne negra que tornou-se uma celebridade em 2006 ao se apaixonar por um pedalinho - um barco em forma de cisne - está com um namorado novo.

Petra conheceu um cisne macho, de carne e osso, e se esqueceu do brinquedo que capturou sua atenção por muitos meses.

Quando Petra e o falso cisne se 'conheceram', em 2006, Petra se negou a deixar seu amado, mesmo quando funcionários do zoológico ameaçaram levá-lo para manutenção.

Intrigado com a atração entre a cisne e o pedalinho, o diretor do zôo decidiu levar o pedalinho para o abrigo de inverno de Petra.

No início de 2008, no entanto, um choque de realidade: Petra se apaixonou por um macho de verdade e abandonou a companhia do objeto inanimado.

Aparentemente,o pedalinho passa bem.

http://g1.globo.com/Noticias/PlanetaBizarro/0,,MUL355841-6091,00.html





Planeta Bizarro / Alemanha

28/03/2008 - 11h34 - Atualizado em 28/03/2008 - 11h35

Cisne reata romance com pedalinho em zoológico da Alemanha

Petra havia trocado pedalinho por cisne 'de verdade', mas foi dispensada.

Nesta sexta ela voltou à companhia do cisne 'artificial', continuando o caso de 2006.

Do G1, em São Paulo

























(Foto: Martin Meissner/AP)






O romance de Petra com um cisne de verdade durou pouco. Depois de trocar sua paixão de 2006 (um pedalinho em forma de cisne) por um cisne de verdade, ela foi abandonada no último sábado (22).

Nesta sexta (28), porém, ela voltou ao lago em que fica o pedalinho pelo qual se apaixonou em 2006, no zoológico de Münster, na Alemanha.

Depois de um romance mal-sucedido com um cisne de verdade, Petra retomou o 'relacionamento amoroso' com o pedalinho em forma de cisne no zoológico da Alemanha


Quando Petra e o falso cisne se "conheceram", em 2006, ela se negou a deixar seu amado, mesmo quando funcionários do zoológico ameaçaram levá-lo para manutenção.

Intrigado com a atração entre a cisne e o pedalinho, o diretor do zôo decidiu levar o pedalinho para o abrigo de inverno de Petra.


http://g1.globo.com/Noticias/PlanetaBizarro/0,,MUL366396-6091,00-CISNE+REATA+ROMANCE+COM+PEDALINHO+EM+ZOOLOGICO+DA+ALEMANHA.html




Quentinhas

Quarta, 28 de março de 2007, 15h01


Cisne volta para casa após paixão por pedalinho

Uma cisne fêmea, que se apaixonou por um pedalinho em forma de cisne, voltou hoje ao lado Aasee, em Münster, na Alemanha, onde conheceu o "amado" na primavera passada. Petra e o pedalinho tiveram que ser retirados do lago para passarem juntos o inverno do hemisfério europeu no zoológico de Münster.

Petra, um cisne de cor preta, há meses nada ao redor do barquinho, acaricia-o com o bico e dorme embaixo da embarcação, em um buraco na estrutura.

Com a chegada do inverno, no ano passado, a ave se negou a emigrar ao sul, como os outros cisnes de sua espécie, e ficou no lago.

A empresa responsável pelo pedalinho resolveu retirar o objeto do lago para deixá-lo em terra firme, mas a insistência de Petra em ficar junto à embarcação levou à outra solução: transportar os dois juntos ao zoológico de Münster.

O casal chegou a novembro ao local, onde ficaram juntos em um laguinho que abriga cisnes africanos.

As autoridades do local esperavam que a proximidade de Petra com exemplares de sua espécie faria a ave esquecer o pedalinho.

Entretanto, os cisnes rejeitaram Petra, o que a levou a buscar consolo no namorado de plástico.

Até quando teve que passar por uma cirurgia na pata, foi necessário que o pedalinho a acompanhasse até o local onde passou a recuperação.

Com o retorno do bom tempo ao fim do inverno europeu, a empresa do pedalinho, batizado de cisne branco, trouxe o objeto de volta ao lago Aasee para oferecer o serviço de passeio aos visitantes.

Hoje Petra chegou a seguir por mais um 1 km a embarcação quando turistas passeavam no pedalinho pelo lago.

EFE

http://noticias.terra.com.br/popular/interna/0,,OI1513599-EI1141,00.html







14/01/2008 - 10h05 - Atualizado em 14/01/2008 - 14h57

Polvo apegado a brinquedo se torna atração de aquário

O polvo Louis fica agressivo quando o objeto é retirado do tanque em Newquay.

Um polvo se tornou a principal atração do Aquário Blue Reef, em Newquay, no sul da Inglaterra, desde que ganhou um brinquedo de presente de Natal, e se torna agressivo quando os funcionários tentam retirar o objeto de seu tanque.

Louis, que tem 1,8 metro de comprimento, ganhou de presente dos funcionários do aquário um 'Senhor Cabeça de Batata', brinquedo que tem o formato de uma batata com pernas e braços.





















Desde então, o polvo não larga do novo brinquedo e se torna agressivo quando os funcionários do aquário tentam retirar o objeto de seu tanque com uma rede.

"Os polvos são inteligentes e gostam de investigar novos objetos. O que é raro neste caso é o interesse durar mais do que alguns dias", disse em entrevista à BBC Brasil Matt Slater, funcionário do Blue Reef.

Slater comenta que a equipe do aquário retira o brinquedo do tanque algumas vezes por dia para que os visitantes possam ver a reação de Louis.

Segundo ele, os funcionários não vão retirar o objeto do tanque definitivamente.

"Vamos deixar o Senhor Cabeça de Batata com o Louis até ele perder o interesse pelo brinquedo", disse.

Slater afirmou ainda que os funcionários tiveram a idéia de dar o 'Senhor Cabeça de Batata' para Louis depois de conversarem com outros aquários.

"Outros profissionais disseram que os polvos gostam deste tipo de brinquedo. Estamos sempre tentando encontrar novos objetos para atrair o interesse dos animais", concluiu Slater.


http://g1.globo.com/Noticias/Ciencia/0,,MUL258479-5603,00-POLVO+APEGADO+A+BRINQUEDO+SE+TORNA+ATRACAO+DE+AQUARIO.html




Quentinhas

Sábado, 17 de junho de 2006, 00h55 Atualizada às 00h55


Pavão se apaixona por bomba de gasolina na Inglaterra

Mister P., um magnífico pavão real, está apaixonado e passa 18 horas por dia se exibindo para uma bomba de gasolina em um posto da Inglaterra, revela neste sábado a imprensa britânica.

Por três meses no ano, o pássaro se torna um autêntico espetáculo no posto de gasolina de Brierly, no sudoeste da Inglaterra, sempre com a esperança de namorar a bomba. Após três anos, as tentativas de Mister P. despertaram a atenção das autoridades locais, que agora querem capturar a ave.

Os ornitólogos suspeitam que a ave seja seduzida pelos ruídos da bomba de gasolina, que se parecem com as chamadas de cópula das fêmeas da espécie, destaca o jornal The Times. A dona de Mister P., Shirley Horsman, explica que "na primavera ele troca as penas da cauda e desperta. Depois, parte para a conquista".

"Fica completamente apaixonado e os ruídos das bombas são como gritos de uma fêmea: 'vem me ver, estou pronta'!". "Cada vez que escuta o ruído da máquina acredita que está próximo para atingir o sétimo céu", explica Horsman.

"Deve ser muito duro para ele escutar as bombas chamando durante o dia e não poder aliviar a pressão", avalia Horsman.

Os dois irmãos de Mister P. também têm manias estranhas: um está apaixonado por um gato e o outro, por um poste de um parque.
AFP


http://noticias.terra.com.br/popular/interna/0,,OI1044679-EI1141,00.html





21/05/2008 - 12h09


Avestruz se apaixona por zebras em zoológico de Moscou


da Ansa, em Moscou


Um avestruz, isolado há um mês na área das zebras e girafas do zoológico de Moscou, na Rússia, se apaixonou pelas zebras.

Segundo o jornal "Moskovskiy Komsomolets", o animal se exibe para os quadrúpedes, a fim de fazer a "corte" para a escolhida do momento.

No começo, as zebras simplesmente ignoraram o avestruz, que todo dia elege uma delas para dirigir oas suas investidas. Mas agora, cansadas de tanta ternura, as zebras resolveram espantá-lo a patadas.

Mesmo assim, o avestruz continua a procurá-las, para a preocupação dos guardas o zoológico, que temem que ele termine se machucando.

Quanto às girafas, elas morrem de medo do intruso e sempre ficam longe da ave.


http://www1.folha.uol.com.br/folha/bichos/ult10006u404118.shtml






13/05/2008 - 09h20


Biólogos fotografam foca tentando copular com um pingüim na Antártida


da Folha de S.Paulo


Agressivos e com a testosterona em alta, machos jovens de focas antárticas costumam assediar sexualmente fêmeas de outras espécies. Mas cientistas sul-africanos flagraram um animal desses rompendo a barreira de classe dos mamíferos - ao tentar copular com um pingüim.

O evento aconteceu em 2006 na ilha Marion. O zoólogo Nico de Bruin, da Universidade de Pretória, filmou durante 45 minutos a tentativa (frustrada) de uma foca-de-pêlo (Arctocephalus gazella), um animal de até 120 quilos, de copular com um pingüim-rei (Aptenydotes patagonicus), que tem 10% de seu peso.

"O pingüim lutou, movendo suas nadadeiras rapidamente e tentando ficar de pé, mas as tentativas pareciam débeis", escreveram De Bruin e colegas na revista "Journal of Ethology".

Ninguém sabe ainda o porquê do comportamento, mas De Bruin diz que aquela praia é um local onde as focas costumam comer pingüins -literalmente. "A proximidade evolutiva dos instintos de matar e acasalar pode ter confluído para o comportamento observado", escreveu.

















Cientistas sul-africanos flagraram foca tentando copular com um pingüim em 2006; ninguém sabe ainda o porquê do comportamento.

FOTO: BBC



http://www1.folha.uol.com.br/folha/bichos/ult10006u401262.shtml








Outros casais sui-gêneris:











































Planeta Bizarro

06/10/2007 - 12h24






Alce pensa que é vaca e se recusa a abandonar rebanho

Animal teve chilique quando o fazendeiro tentou separá-lo do gado.

É o terceiro caso de 'distúrbio de personalidade' em estado americano.

Da AP

Quando Beverly e seu marido, Ernie Fischer, reuniam o gado em seu rancho em Morton, no estado de North Dakota (Estados Unidos), notaram um novo membro no rebanho: um alce com "distúrbio de personalidade".

"Ele pensa que é uma vaca", disse Beverly Fischer.

Ernie contou que foi muito difícil separar o jovem alce dos bois e vacas. O animal chegou a quebrar cercas no rancho para se juntar ao gado. Funcionários tiveram que mantê-lo em um curral separado até que ele pudesse ser solto.

Este não foi o primeiro caso do gênero em North Dakota este ano. Um fazendeiro da cidade de Emmons e outro de McIntosh também relataram recentemente terem enfrentado o mesmo problema com alces atrapalhados.






















Alce americano teve que ficar em curral separado (Foto: Will Kincaid, Bismarck Tribune/AP Photo)



http://g1.globo.com/Noticias/PlanetaBizarro/0,,MUL145775-6091,00.html






E um nada politicamente correto - embora justificável - apelo bovino:








Nenhum comentário: