19 agosto 2007

Cantadas Desastrosas:


























O que um lugar como esse faz em torno de uma garota como você?

Esse seu vestido vai ficar lindo todo amassado ao lado da minha cama.

Nossa, só falta você miar.

Quer ir lá em casa conhecer minha coleção de caixas de sucrilhos?

Posso me sentar? Como assim, não tem lugar? Eu sento aqui e você senta no meu colo.

Você já é modelo?

Eu também adoro Bellini. Você aceitaria outro?

O cachorrinho tem telefone?

Nossa, como é que seu namorado deixa você sair sozinha?

A vida seria muito mais emocionante se você topasse uma noite de amor irrefreável comigo...

Sharon Stone? Ah, desculpe, pensei que fosse ela...

Para mim, você é luz, é raio, estrela e luar...

Picaretas
































Cornos

ESPERTINHA



video




INFIEL


video






DESCARADA


video








MÔ DEUSO (Kakinho Big Dog)





Pur causa dumas bestage tão besta
Umas bobage tão boba
ocê mi largô ieu
Mi deixô ieu na solidão
sofrendo tão só
Quando ocê se escafedeu

Os ói que a terra há di cumê
Ô ti vi
inu embora
saino pra fora
E pedi pra Mo Deuso
Mo Deuso, iscumunga essa muié
Qui num mais mi quer
mata ela pra ieu
Mo Deuso, iscumunga essa muié
Qui num mais mi quer
mata ela pra ieu

Trucida, Jesuzin

Ai, Mo Deuso (Ai, Mo Deuso)
Manda logo aí di riba
um caminhão di ripa
Na cacunda dela
Tomara que ela pegue tifo
pela vida sifoi
qui quebri a ispinhéla

Ai, Mo Deuso (Ai, Mo Deuso)
Manda logo esse castigo
ela brigo comigo
e não mais mi qué ieu
Tomara cá négossa dela
encha de pareba
Pa num da protus homi
o qui antonti era meu
Só meu

Pur causa dumas bestage tão besta
Umas bobage tão boba
ocê mi largô ieu
Mi deixô ieu na solidão
sofrendo tão só
Quando ocê se escafedeu

Os ói que a terra há di cumê
Ô ti vi
inu embora
saino pra fora
E pedi pra Mo Deuso
Mo Deuso, iscumunga essa muié
Qui num mais mi quer
mata ela pra ieu
Mo Deuso, iscumunga essa muié
Qui num mais mi quer
mata ela pra ieu

Trucida, Jesuzin

Ai Mo Deuso (Ai Mo Deuso)
Manda logo aí di riba
um caminhão di ripa
Na cacunda dela
Tomara que ela pegue tifo
pela vida sifo
i qui quebri a ispinhéla

Ai, Mo Deuso (Ai, Mo Deuso)
Manda logo esse castigo
ela brigo comigo
e não mais mi qué ieu
Tomara cá négossa dela
encha de pareba
Pa num da potus homi
o qui antonti era meu
Meu....
Meu....

Ô muié marvada,
fedazunha, sô






















ESTÓRIA PRA CORNO DORMIR




video






LIGAÇÃO URGENTE




video





ATÉ ANIMAIS TRAEM OS PARCEIROS







video





























HIT PARADE DOS CORNOS





























































FLAGRAS

























































































































































































































FOLHA DE PARANAGUÁ (PR)






























MENÀGE A TROIS DE CORNO


















CORNOTÍCIAS



























Planeta Bizarro

22/07/2010 20h00 - Atualizado em 22/07/2010 20h02

Casal de amantes cai da janela enquanto fazia sexo na Alemanha

'Nós só estávamos brincando', afirmou a mulher.

Mas vizinhos relataram para a polícia que viram o casal fazendo sexo.


Do G1, em São Paulo


Um casal de amantes caiu da janela do apartamento enquanto mantinha relações sexuais na cidade de Lübeck, na Alemanha. O homem e a mulher que não tiveram os nomes divulgados caíram de uma altura de cinco metros, segundo reportagem do jornal alemão "Bild".




FOTO: Reprodução






















Casal foi levado para o hospital com ferimentos



A mulher, que é casada, negou que estivesse mantendo relações sexuais, apesar de vizinhos relatarem para a polícia que viram o casal fazendo sexo. "Não estávamos fazendo sexo. Nós só estávamos brincando", afirmou a mulher para o jornal.

Com alguns ferimentos, os dois amantes foram levados para o mesmo hospital. Curiosamente, o marido da mulher também estava internado no hospital, recuperando-se de uma queda ocorrida alguns dias antes.


http://g1.globo.com/planeta-bizarro/noticia/2010/07/casal-de-amantes-cai-da-janela-enquanto-fazia-sexo-na-alemanha.html

























Planeta Bizarro


08/05/09 - 14h17 - Atualizado em 08/05/09 - 14h18


Mulher fica presa no amante e é socorrida pelo marido na Itália


Eles ficaram presos após a mulher sofrer uma forte cãibra.


Os dois trabalhavam em uma loja na cidade de Bérgamo


Do G1, em São Paulo




Os italianos Salvatore Mazzi e Angelina Marcelo, ambos casados, deram uma escapulida e decidiram transar no banheiro da loja em que trabalhavam na cidade de Bérgamo, na Itália, mas o que era para ser um momento de prazer virou um pesadelo.


Segundo o jornal inglês "Daily Mirror", os dois precisaram ser socorridos por médicos após ficarem presos abraçados, já que a mulher sofreu uma forte cãibra e não conseguia soltar o colega de trabalho.


Salvatore e Angelina foram encontrados pelo marido de Angelina, que trabalhava como caixa na loja. Após o marido traído chamar os médicos, o casal foi separado. Mas a história não terminou bem para Salvatore.


Guarda de segurança da loja, ele foi despedido por ter relações sexuais durante o trabalho e sua mulher pediu a separação. Angelina manteve o trabalho, já que tinha acabado o seu turno, segundo a reportagem do jornal inglês.



http://g1.globo.com/Noticias/PlanetaBizarro/0,,MUL1113900-6091,00-MULHER+FICA+PRESA+NO+AMANTE+E+E+SOCORRIDA+PELO+MARIDO+NA+ITALIA.html






























Planeta Bizarro


09/06/2010 15h50 - Atualizado em 09/06/2010 15h57



Mulher é flagrada fazendo sexo com amante em parque


'A genitália dele nem estava aparecendo tanto', disse Suzanne Corona.


Marido traído diz que não vai se separar.



Do G1, em São Paulo





Uma mulher foi flagrada fazendo sexo com seu amante em um parque público de Nova York, nos Estados Unidos.

Suzanne Corona e seu amante, Justin Amend, foram levados a julgamento. Na plateia estava o marido traído, Joseph Corona, que deu todo o apoio à mulher.



FOTO: Divulgação/NY Police





















Suzanne Corona diz que foi discreta com amante





Suzanne não foi condenada e, ao ser questionada por jornalistas sobre o caso, afirmou que eles foram discretos. "A genitália dele nem estava aparecendo tanto assim", argumentou ela, se referindo ao amante. "Se alguém passasse por alí, nem notaria que estávamos fazendo sexo".

Joseph, o marido de Suzanne, afirmou que continuará o casamento. "Tenho mais 40 anos para aproveitar minha mulher. Não vou jogar isso fora por um incidente".


http://g1.globo.com/planeta-bizarro/noticia/2010/06/mulher-e-flagrada-fazendo-sexo-com-amante-em-parque-publico.html






Planeta Bizarro

05/01/10 - 13h53 - Atualizado em 05/01/10 - 13h55

Após receber rim, homem descobre que doador era amante de sua mulher

Ele também descobriu que o amante era o pai biológico de seu filho.

Incidente se tornou público após o marido apresentar queixa na polícia.


Do G1, em São Paulo




Um homem em Cingapura, que estava com problemas de saúde e precisava de um transplante de rim, acabou recebendo o órgão do amante de sua mulher. Além de saber que o doador saia secretamente com sua mulher, ele descobriu que o amante era o pai biológico de seu filho, segundo reportagem do site de notícias “Asia One”.



FOTO: Reprodução/Asia One




















Sem saber, homem recebeu o rim do amante de sua mulher.


O homem chegou a tentar salvar seu casamento, mas entrou com um processo de separação depois que a mulher não manteve a promessa de parar de se encontrar com o amante. Os nomes dos envolvidos no caso não foram divulgados, já que o divórcio está em andamento.

O incidente inusitado se tornou público quando o marido traído apresentou uma queixa na polícia em janeiro do ano passado. O homem sofria de problemas renais há cerca de sete anos. O marido contou que sua mulher disse que seu “irmão” estava disposto a doar um rim.

No início, ele ficou feliz, mas, depois, achou algo estranho. Segundo ele, sua mulher sempre mudava a história sobre seu “irmão”. Depois, por exemplo, ela passou a alegar que o doador era um amigo de infância. O transplante de rim foi realizado em um hospital privado em 2008.

Cerca de dois meses após o transplante, o marido descobriu que sua esposa manteve relações sexuais com o doador em 2006. Ele descobriu a história através de sua cunhada. “Eu não acreditei em um primeiro momento", afirmou o homem, que passou a suspeitar da mulher.



http://g1.globo.com/Noticias/PlanetaBizarro/0,,MUL1435408-6091,00-APOS+RECEBER+RIM+HOMEM+DESCOBRE+QUE+DOADOR+ERA+AMANTE+DE+SUA+MULHER.html








Jornal da Globo

08/01/09 - 23h59 - Atualizado em 09/01/09 - 02h28


Marido traído pela esposa quer de volta o rim que ele doou a ela

Segundo o advogado do americano US$ 1,5 milhão de indenização fariam com que Richard se esquecesse pelo menos do rim, disse o advogado dele.


Quando se casaram Richard e Dawnell eram mais do que almas gêmeas. Ele, médico, e ela, estagiária de enfermagem no mesmo hospital, tinham também grande compatibilidade de órgãos.


















E Dawnell acabou ganhando um dos rins de Richard, depois de passar por dois transplantes e duas rejeições.

Pelo menos o rim doado funcionou bem durante o casamento de 15 anos, que deu ao casal três filhas.

Mas aí Dawnell apaixonou-se pelo fisioterapeuta e acabou com o coração de Richard.

Já que não conseguiu a mulher de volta, Richard está pedindo o rim doado. "Salvei a vida dela, fui pai em tempo integral, não aguento a dor da traição", disse Richard.

Um milhão e meio de dólares de indenização fariam com que Richard se esquecesse pelo menos do rim, disse o advogado dele.

Médicos afirmam que é ilegal exigir de volta um órgão doado. Só faltou dizer que gratidão não se cobra.

http://g1.globo.com/jornaldaglobo/0,,MUL948830-16021,00-MARIDO+TRAIDO+PELA+ESPOSA+QUER+DE+VOLTA+O+RIM+QUE+ELE+DOOU+A+ELA.html







Ciência e Saúde / Medicina

18/05/09 - 10h49 - Atualizado em 18/05/09 - 15h04

Americana deu à luz gêmeos de pais diferentes

Testes de DNA revelaram que os filhos gêmeos nascidos de uma mulher nos Estados Unidos há quase um ano são de pais diferentes.

Da BBC



Segundo informações da rede de TV americana Fox 4, Mia Washington, de Dallas, engravidou do namorado James Harrison, e também de um outro homem, cuja identidade não foi revelada. Intrigada porque os meninos - hoje com 11 meses de idade - estavam crescendo com feições bastante diferentes, a mãe decidiu fazer um exame de DNA para provar a paternidade.

Para sua surpresa, o resultado confirmou que os meninos tinham 99,999% de chances de serem filhos de pais diferentes. Mia Washington então procurou a rede de TV para contar sua história.
A mãe admitiu o caso, e o noivo, James Harrison - pai de um dos meninos -, diz ter perdoado a traição. Ele prometeu criar Justin e Jordan como se fossem seus filhos.

O pai do outro menino não foi identificado, mas Mia Washington disse à rede Fox que pretende contar a história aos filhos no futuro. Ela, no entanto, não pensa em entrar em contato o outro pai. "De todas as pessoas nos Estados Unidos, e de todas as pessoas no mundo, foi acontecer comigo. Estou chocada", disse Mia Washington à Fox.

O caso de dois gêmeos de pais diferentes é bastante raro, mas pode ocorrer se a mulher liberar mais de um óvulo durante seu período fértil e tiver relações sexuais com dois homens em um curto período.

O fenômeno é conhecido como superfecundação heteropaternal. De acordo com o médico Chris Dreiling, da Associação Pediátrica de Dallas, ouvido pelo canal de TV, "este provavelmente será o único caso que vamos ver na cidade de Dallas. É raro assim".



http://g1.globo.com/Noticias/Ciencia/0,,MUL1157893-5603,00-AMERICANA+DEU+A+LUZ+GEMEOS+DE+PAIS+DIFERENTES.html





































Marido flagra padre fazendo sexo com a mulher em igreja


O padre José Antonio Boitrón Solano foi flagrado em sua cama na igreja Medalha Milagrosa, em Trujillo (Peru), com a faxineira Teolinda Amaya Altamirano, que trabalhava na paróquia.

A relação sexual foi gravada e exibida na TV peruana. As imagens foram feitas pelo marido de Teolinda, que está grávida de 4 meses. O filho seria do padre.

"Fizeram uma armadilha para mim", defendeu-se o religioso ao marido traído.

"Eu reconheço que errei, fique calmo", acrescentou.

Teolinda disse que José Antonio a forçava a ter relações sexuais com ele. O padre ainda celebra missas na igreja, segundo a imprensa local. Teolinda foi demitida.

http://oglobo.globo.com/blogs/moreira/posts/2010/11/04/marido-flagra-padre-fazendo-sexo-com-mulher-em-igreja-338184.asp














Planeta Bizarro


13/05/09 - 13h29 - Atualizado em 13/05/09 - 13h29


Homem compra DVD pornô e descobre traição da mulher


Ele descobriu após comprar filme 'casos com as esposas dos outros'.


Taiwanês foi indiciado nesta terça-feira após atacar seu ex-amigo.



Do G1, em São Paulo




Um carpinteiro de Taiwan comprou um DVD pornô e acabou descobrindo a traição de sua mulher. O filme foi gravado secretamente em um motel onde sua mulher manteve relações sexuais com um amigo do marido, segundo o jornal taiwanês "Liberty Times".




FOTO: Reprodução/Liberty Times





















Lee (dir) comprou um DVD pornográfico e acabou descobrindo a traição da mulher



O marido, identificado apenas pelo sobrenome Lee, descobriu a traição da mulher após comprar o DVD em 2002. Em agosto de 2008, Lee atacou o açougueiro na cidade de Chungli e acertou uma facada na coxa do ex-amigo.

De acordo com o jornal, o filme pornográfico tinha sido feito com uma câmera escondida no motel e estava em um DVD chamado "casos com as esposas dos outros", que o marido comprou de um vendedor para assistir em casa.

Lee, que vive no Condado de Taoyuan, se separou da mulher depois de assistir ao filme. O ex-amigo fugiu da aldeia. O açougueiro processou Lee por agressão física, mas Lee não conseguiu processar o açougueiro por adultério, porque já havia passado cinco anos.

A Justiça pediu para os homens resolverem o caso fora dos tribunais, mas eles recusaram. Lee foi indiciado na terça-feira acusado de provocar danos corporais em outra pessoa, segundo relatou o jornal "Liberty Times".

Lee deve pegar menos de seis meses na prisão, pena que pode ser convertida em multa.



http://g1.globo.com/Noticias/PlanetaBizarro/0,,MUL1124529-6091,00-HOMEM+COMPRA+DVD+PORNO+E+DESCOBRE+TRAICAO+DA+MULHER.html









Planeta Bizarro


18/05/2010 20h00 - Atualizado em 18/05/2010 20h00



Mulher processa empresa telefônica por ter revelado que ela tinha amante


Ela pede 600 mil dólares canadenses (R$ 1,045 milhão) de indenização.


Empresa diz que não pode ser considerada responsável pela separação.



Do G1, em São Paulo




A canadense Gabriella Nagy, de 37 anos, entrou com um processo contra a companhia telefônica "Rogers Communication", no qual pede 600 mil dólares canadenses (R$ 1,045 milhão) de indenização, porque a empresa teria revelado que ela tinha um amante.



FOTO: Reprodução


















Mulher deu entrevista à 'CTV News', mas não mostrou o rosto






Em entrevista à emissora "CTV News", Gabriella disse que teve um caso rápido, que acabou descoberto por seu marido depois que a empresa telefônica mandou para sua residência uma "conta global", incluindo os dados de seu celular.

O marido notou que sua mulher havia feito várias ligações para um mesmo número de telefone. Ele decidiu ligar para checar e a outra pessoa que atendeu revelou que teve um caso com Gabriella. Na ação, ela destaca que o marido usou informações confidenciais para descobrir sua infidelidade.

No processo, Gabriella alega invasão de privacidade e quebra de contrato por parte da companhia telefônica, já que, sem sua autorização, a "Rogers Communication" decidiu incluir os gastos de seu celular em uma conta global do casal.

Ela tinha uma conta de celular, em que a fatura mensal era enviada para seu endereço residencial em seu nome de solteira, enquanto seu marido tinha a TV a cabo em seu nome. Em junho de 2007, depois que ele adquiriu também os serviços de Internet e telefonia fixa, a empresa enviou uma única conta para o casal, incluindo a fatura do celular de Gabriella e os demais serviços.

A mulher afirma que a companhia rescindiu unilateralmente o contrato de celular e o incluiu na conta do marido. Ela diz ainda que seu nome de solteira e o sobrenome do marido eram diferentes e, portanto, a decisão da empresa foi tomada sem o seu conhecimento.

Em sua defesa, a "Rogers Communication" disse que não pode ser considerada responsável pelo fim do casamento da cliente.



http://g1.globo.com/planeta-bizarro/noticia/2010/05/mulher-processa-empresa-telefonica-por-ter-revelado-que-ela-tinha-amante.html









Planeta Bizarro


30/07/2010 14h06 - Atualizado em 30/07/2010 14h06


Americana inventa estupro para namorado não descobrir traição

Caso foi registrado em Conyers, no estado da Geórgia.

Polícia descobriu mentira após analisar vídeo de estacionamento.


Do G1, em São Paulo




A norte-americana Amanda Little, de 26 anos, foi acusada de fazer uma denúncia falsa para a polícia em Conyers, no estado da Geórgia (EUA). Ela disse que tinha sido estuprada, mas as autoridades descobriram que ela mentiu para que seu namorado não descobrisse que ela o estava traindo, segundo reportagem da emissora "WSB TV".




FOTO: Divulgação




















Amanda Little




A norte-americana Amanda Little, de 26 anos, foi acusada de fazer uma denúncia falsa para a polícia em Conyers, no estado da Geórgia (EUA). Ela disse que tinha sido estuprada, mas as autoridades descobriram que ela mentiu para que seu namorado não descobrisse que ela o estava traindo, segundo reportagem da emissora "WSB TV".
Inicialmente, Amanda afirmou à polícia que havia sido raptada enquanto caminhava no estacionamento do Walmart à 1h do dia 24 de junho. Em seguida, ela acrescentou que tinha sido levada para um local desconhecido e violentada.

No entanto, ao analisar as gravações das câmeras de vigilância do Walmart, os investigadores não encontraram nada. Após ser interrogada, Amanda admitiu que a história era falsa.

Ela confessou que estava fazendo sexo com um amante, quando seu celular, que estava no bolso, discou acidentalmente para o número de um amigo de seu namorado. Após a ligação cair na caixa postal, o aparelho acabou gravando sua voz.
A jovem destacou que inventou a história do estupro para acobertar a traição.


http://g1.globo.com/planeta-bizarro/noticia/2010/07/americana-inventa-estupro-para-namorado-nao-descobrir-traicao.html








Mundo



14/08/2007 - 21h24m - Atualizado em 14/08/2007 - 21h25m



HOMEM COMPRA FLORES PARA AMANTE E FLORICULTURA ENVIA RECIBO PARA SUA MULHER


G 1



Washington, 14 ago (EFE).- Um homem do Texas (Estados Unidos), que enviou um buquê de rosas para sua amante, processou a floricultura onde comprou o presente, depois que uma das funcionárias do estabelecimento mandou o recibo do presente para sua mulher.

Leroy Greer, dono de uma loja de carros luxuosos, encomendou em abril à empresa "1-800-flowers.com" um buquê de rosas vermelhas, um urso de pelúcia e um cartão romântico para a amante, publicou o jornal local "Houston Chronicle".

Greer implorou à funcionária da loja que não enviasse nenhum recibo para sua casa, para não causar desconfiança na esposa, de quem está se divorciando, embora ainda tivesse esperanças de reconciliação.

No entanto, a funcionária não atendeu ao pedido e poucos dias depois chegou um cartão de agradecimento na casa do empresário, que foi descoberto pela mulher.
Ela leu a mensagem do cartão que Greer enviou à amante, que dizia: "Só quero dizer que te quero e que você é tudo para mim".

Logo em seguida, a esposa de Greer ligou para o estabelecimento e pediu que lhe enviassem por fax uma cópia do recibo da compra, pelo qual comprovou a identidade da destinatária.

Em resposta, a mulher decidiu reenviar a cópia do recibo ao escritório do marido e incluiu uma anotação: "Seja homem. Caso peguem você com a mão na massa não continue mentindo".

Agora, Leroy Greer alega que a floricultura não respeitou a política de privacidade dos clientes e não cumpriu o desejo do cliente.

O processo apresentado por Greer exige que o estabelecimento lhe pague US$ 1 milhão pela "angústia mental" que a confusão lhe provocou e pelo aumento do valor que terá que pagar à sua mulher na separação, que agora quer a custódia total de seus filhos e uma soma de US$ 300 mil.

Já Steven Jarmon, porta-voz da floricultura, afirmou em comunicado que a empresa "se posiciona com seriedade diante de todos os assuntos relacionados" com seus clientes, embora não seja responsável por suas "condutas pessoais".



http://g1.globo.com/Noticias/Mundo/0,,AA1610922-5602,00.html











Planeta Bizarro


22/05/09 - 15h23 - Atualizado em 22/05/09 - 15h33



Britânica faz empréstimos no nome do marido para financiar traição


Ela deu um desfalque de cerca de R$ 385 mil no marido, mãe e irmã.


Fiona Gibson simulava ir trabalhar, mas se encontrava com o amante


Do G1, em São Paulo




A britânica Fiona Gibson, de 39 anos, deu um desfalque de cerca de 120 mil libras (R$ 385 mil) em sua família para financiar uma vida luxuosa com o amante, segundo reportagem do tabloide inglês "The Sun".


Fiona Gibson simulava ir trabalhar todas as manhãs e, muitas vezes, mentia que precisava viajar a negócio. Mas, na verdade, ela estava desempregada e vivia em hotéis de luxo com o amante secreto, gastando o dinheiro da família em joias, roupas e tratamentos de beleza.


Segundo o jornal, ela enganou seu marido Anthony, de 46 anos, sua mãe e sua irmã. Fiona pegou empréstimos em seus nomes durante dois anos. Além disso, ela interceptava as cartas enviadas exigindo o pagamento da dívida.


A fraude foi descoberta pela cunhada Deborah Benson, de 44 anos, que soube que estava enfrentando despejo porque estava com hipotecas em atraso.




FOTO: Reprodução/The Sun



















Fiona Gibson deu um desfalque de cerca de 120 mil libras (R$ 385 mil) em sua família.



http://g1.globo.com/Noticias/PlanetaBizarro/0,,MUL1164025-6091,00-BRITANICA+FAZ+EMPRESTIMOS+NO+NOME+DO+MARIDO+PARA+FINANCIAR+TRAICAO.html










Planeta Bizarro



31/05/2010 20h00 - Atualizado em 31/05/2010 20h00


Casal processa conselheiro conjugal que indicou amante para cliente


Profissional incentivou Guido Venitucci a procurar prazer fora de casa.


Jeffrey Mechanic está sendo processado em US$ 8 milhões.


Do G1, em São Paulo



O conselheiro conjugal Jeffrey Mechanic, de Nova York, está sendo processado em US$ 8 milhões por fazer com que um cliente traísse sua mulher para “salvar” o casamento.




FOTO:Reprodução/NY Post






















Segundo o jornal "New York Post", Guido Venitucci, de 44 anos, e Heather Aldridge, 39, procuraram os serviços do terapeuta depois de dez anos de casamento e algumas desavenças.

Durante as sessões, Mechanic teria insinuado que Heather não conseguiria ser uma boa mulher e incentivou Venitucci a procurar prazer fora de casa. O conselho foi seguido à risca, mas logo veio a culpa.

"Por dez anos eu fui fiel. Mas depois que traí minha mulher, Mechanic disse que não havia nada de errado naquilo", contou o cliente frustrado.

Guido Venitucci e Heather Aldridge quase finalizaram o divórcio, mas resolveram sozinhos seus problemas. Agora, eles querem uma reparação pelos serviços mal feitos do conselheiro.

http://g1.globo.com/planeta-bizarro/noticia/2010/05/casal-processa-conselheiro-conjugal-que-indicou-amante-para-cliente.html








GO: mulher engravida de outro e casamento é anulado

08 de setembro de 2011 • 19h41


A Justiça de Goiás anulou um casamento no qual a mulher havia engravidado de outro homem no final de agosto. Segundo o Tribunal de Justiça, o marido, autor da ação, embora não mantivesse relações sexuais com a então noiva, descobriu que ela estava grávida durante a lua de mel.

A mulher contestou a alegação. Contudo, reconheceu que, durante o namoro, estava convertida e congregava em uma igreja evangélica. Disse que, com base em sua crença religiosa, o convenceu de que não poderia manter relações com ele antes do casamento.

Ainda de acordo com a mulher, ela se casou grávida, mas só descobriu o fato na lua de mel. A juíza Sirlei Martins da Costa determinou a expedição de documentos necessários para que o cartório anule o casamento e condenou a esposa ao pagamento das custas e despesas processuais, além dos honorários advocatícios.




http://noticias.terra.com.br/brasil/noticias/0,,OI5337964-EI8139,00-GO+mulher+engravida+de+outro+e+casamento+e+anulado.html
















CORNUDAS VINGATIVAS (MULHER É FODA)























































































































































































































Tecnologia / Vida Virtual



13/08/2008 - 13h24 - Atualizado em 13/08/2008 - 13h36


Mulher traída coloca calcinha no eBay para humilhar amante


Ela encontrou a peça na cama que divide com o marido, além de embalagem de camisinha.

Oferta da calcinha descrita como ‘enorme’ já teve 21 lances e está avaliada em US$ 38


Do G1, com informações da Reuters


Uma australiana se vingou do marido, colocando no site de comércio eletrônico eBay uma foto da calcinha da amante dele. Além dessa imagem, ela também oferece uma embalagem de camisinha que encontrou em sua própria cama.

O “combo de evidências” da traição teve 21 lances e estava avaliado no início da tarde de quarta (13) em US$ 38. A vendedora, identificada como annastella007, descreve o tamanho da calcinha de sua rival como “enorme”. Ela afirma que havia colocado a peça íntima à venda, mas com isso teria violado a política de roupas usadas do eBay - assim, agora só oferece a foto. “Também mudei o preço. Pessoalmente, achei que US$ 0,99 era muito ambicioso [a oferta inicial era de US$ 0,69]. Mas, como a calcinha é enorme, ela pode ser usada como um xale ou algo para o dia das bruxas”, escreveu. Em um grande texto em inglês detalhando o caso, ela conta ter descoberto a traição de seu “futuro ex-marido” depois de 22 anos de casamento. Ele, que teria levado a amante para o quarto do casal, negou as acusações. A calcinha e embalagem de camisinha à venda no eBay, no entanto, serviram como prova para a mulher traída.




Desconfiança





Ela conta que começou a desconfiar depois de receber uma mensagem de texto melosa: “Onde você está querida? Estou esperando”. Como o marido sabia que ela estava trabalhando, a mulher traída falou ao chefe que estava com dor de estômago e voltou para casa antes do horário previsto. Segundo ela, o marido não queria que ela fosse até o quarto.Ao fazer uma inspeção nesse cômodo - devidamente assistida pelo marido - a mulher diz ter encontrado os dois itens que colocou no leilão do eBay.


Segundo ela, o próximo item a parar no site de comércio eletrônico será a moto Harley Davidson daquele que ela chama de traidor, com preço inicial de US$ 0,99.







FOTO: Reprodução





















'Combo' oferecido no eBay inclui foto da calcinha e embalagem da camisinha encontradas na 'cena do crime'.





http://g1.globo.com/Noticias/Tecnologia/0,,MUL722447-6174,00-MULHER+TRAIDA+COLOCA+CALCINHA+NO+EBAY+PARA+HUMILHAR+AMANTE.html










Planeta Bizarro

04/03/2011 08h54 - Atualizado em 04/03/2011 08h57

Traída vende roupas do ex-namorado em leilão na web

Mulher já arrecadou quase US$ 1 mil com o leilão on-line.

Jovem de 26 anos exibe em fotos sexy as peças do ex-namorado.

Do G1, em São Paulo



Traída pelo namorado, uma jovem se vingou de uma forma inusitada. Taylor Morgan, de 26 anos, decidiu leiloar as roupas e outros objetos do ex pelo site eBay. Detalhe: é a própria jovem que exibe em fotos sexy as peças do ex-namorado, segundo o jornal inglês "The Sun".

De acordo com a reportagem, Taylor, que mora em Boca Raton, no estado da Flórida (EUA), já arrecadou quase US$ 1 mil com o leilão on-line. Até agora, ela já vendeu 21 peças de vestuário do ex-namorado, incluindo camisas, calças, cintos e outros objetos.


Foto: Reprodução


















Taylor Morgan exibe tênis do ex em leilão no eBay.






Foto: Reprodução





















Roupas do ex que a jovem exibiu em fotos sexy.




http://g1.globo.com/planeta-bizarro/noticia/2011/03/traida-vende-roupas-do-ex-namorado-em-leilao-na-web.html















Planeta Bizarro


09/06/09 - 20h00 - Atualizado em 09/06/09 - 20h11


Zangada com traição, mulher bate Porsche no carro da amante


Após batida, ela tentou agredir a amante, que é 18 anos mais nova.


Mas Caroline Dewey se deu mal e acabou com sangramento no nariz


Do G1, em São Paulo




Zangada com a traição do marido, a norte-americana Caroline Terry Dewey, de 64 anos, bateu seu Porsche contra o carro que era dirigido pela amante, um Lexus 2009, na última sexta-feira em Yonkers, no estado de Nova York (EUA), segundo o "Journal News".


Após o acidente, de acordo com a polícia, Caroline teria atacado a amante de 46 anos. Conforme o policial Daniel Daly, a mulher revidou as agressões e empurrou Caroline para fora de sua casa. Depois, ela chamou a polícia.


Quando chegaram até a residência para investigar a denúncia, os agentes Neal Cromwell e Bruce Grossman encontraram Caroline do lado de fora com um sangramento no nariz.


Os dois carros ficaram bastante danificados. Caroline disse à polícia que ela estava em alta velocidade e não queria parar antes de bater no carro do marido, que era dirigido pela amante.


Segundo a polícia, a mulher e seu marido de 62 anos estão se divorciando.



http://g1.globo.com/Noticias/PlanetaBizarro/0,,MUL1188518-6091,00-ZANGADA+COM+TRAICAO+MULHER+BATE+PORSCHE+NO+CARRO+DA+AMANTE.html











Planeta Bizarro


27/08/09 - 08h00 - Atualizado em 27/08/09 - 12h54


Como castigo, homem fica parado em cruzamento com cartaz 'eu traí'

Punição curiosa foi ideia da própria esposa, segundo a 'NBC'.

Cena foi vista nesta quarta-feira em Tysons Corner (EUA).



Do G1, em São Paulo






Após trair a mulher e ser descoberto por ela, um homem recebeu uma forma curiosa de punição. Ele teve que colocar um cartaz no pescoço com a mensagem "Eu traí. Esse é o meu castigo" e ficar parado em um cruzamento movimentado, segundo a emissora de TV "NBC".





Foto: Reprodução/NBC






















Punição curiosa foi ideia da própria esposa





A cena inusitada foi vista na manhã de quarta-feira (26) em Tysons Corner, no estado da Virgínia (EUA). Segundo a reportagem a "NBC", a mulher encontrou evidências de sua traição em seu telefone celular. A punição curiosa foi ideia da própria esposa.



http://g1.globo.com/Noticias/PlanetaBizarro/0,,MUL1281973-6091,00-COMO+CASTIGO+HOMEM+FICA+PARADO+EM+CRUZAMENTO+COM+CARTAZ+EU+TRAI.html







Planeta Bizarro

30/05/09 - 14h00 - Atualizado em 30/05/09 - 14h00

Mulheres traídas descarregam fúria no carro do ex

Tinta, pedra, martelo e até picaretas são usados na destruição.

Sites de amantes de automóveis protestam contra o massacre.


Do G1, em São Paulo



Ao descobrir que estavam sendo traídas, mulheres em diferentes lugares do mundo tiveram uma reação parecida: atacar o ponto fraco de seus maridos e namorados, aquilo que eles tinham de mais querido --seus carros.


FOTO: Reprodução





















Exemplos do que uma mulher traída é capaz de fazer




Algumas, além de destruir a lataria e o interior dos carrões, escrevem mensagens e xingamentos com spray.

Cenas como essas foram reunidas em vários sites, como o autozine.com.br, que não se conformam ao ver belos carros pagando o pato pelas puladas de cerca de seus proprietários.

Nem sempre a vingança se restringe ao automóvel do "cafajeste". Ficou célebre a "homenagem" feita a um tal de Scott Kelly durante o festival de música Big Day Out, realizado em Auckland (Nova Zelândia) em 2004.

Um pequeno avião sobrevoou a platéia com uma faixa onde se lia "Scott Kelly has got a small dick" (Scott Kelly tem "bilau" pequeno). Difícil imaginar humilhação maior para um homem.

E um vídeo mostra o chilique de uma mulher no meio da rua. Entre outros estragos, ela joga o laptop do ex no chão e pisa em cima.











http://www.livevideo.com/video/20EF45723D32473398FBF743AC119B38/furious-woman.aspx





http://g1.globo.com/Noticias/PlanetaBizarro/0,,MUL1171752-6091,00-MULHERES+TRAIDAS+DESCARREGAM+FURIA+NO+CARRO+DO+EX.html






















CORNUDOS VINGATIVOS (HOMEM COM RAIVA É FODA)























Planeta Bizarro

26/05/2010 14h30 - Atualizado em 26/05/2010 14h30

Homem casado picha residência da amante por não aceitar 'traição'

Inglês ainda roubou a residência da mulher.

Juliette Shutes sabia que ele era casado.


Do G1, em São Paulo


Um homem casado não gostou nada de saber que sua amante estava saindo com outro homem e, revoltado, pichou insultos na casa da mulher.

Timothy Evans, de 47 anos, invadiu a casa de Juliette Shutes em Hertfordshire, na Inglaterra, e escreveu palavras como "prostituta", "vaca" e "vagabunda" nas paredes. Além disso, ele rasgou algumas das roupas da mulher e ainda roubou um cobertor.



FOTO: Reprodução/Daily Mail























Timothy Evans pichou a casa de Juliette Shutes





Evans, um ex-operador de câmbio que agora trabalha como pintor e decorador, responde por invasão de domicílio, entre outros processos.

Juliette Shutes conheceu Timothy Evans no trabalho e começou um caso cheio de altos e baixos meses depois. "Ele sempre disse que deixaria a mulher por mim", contou a amante ao jornal "Daily Mail".

Como a separação de Evans nunca aconteceu, Juliette então resolveu começar um novo relacionamento. E foi daí que Evans não suportou ser trocado por outro homem.



http://g1.globo.com/planeta-bizarro/noticia/2010/05/homem-casado-picha-residencia-da-amante-por-nao-aceitar-traicao.html








Tecnologia / Grã-Bretanha

15/05/08 - 11h23 - Atualizado em 15/05/08 - 11h34

'Traído', britânico coloca mulher à venda no eBay

Paul Osborn teria recebido ofertas de até R$ 1,6 milhão pela mulher de 43 anos.


Da BBC


Um marido que suspeitava que a mulher estava tendo um caso decidiu se vingar colocando-a à venda no eBay.

Paul Osborn, de Bletchley, na Grã-Bretanha, ofereceu a mulher Sharon - descrita na oferta como "mentirosa" e "adúltera" - a quem pagasse o maior preço.

A oferta tornou-se um fenômeno na internet. Osborn teria recebido ofertas de até 500 mil libras esterlinas (cerca de R$ 1,6 milhão).

Osborn, de 44 anos, disse ao jornal britânico The Sun ter ouvido rumores de que a mulher, com quem estava casado há 24 anos, estava tendo um caso com um colega de trabalho. Segundo ele, a suspeita foi confirmada depois de checar os e-mails dela.

Ele chegou a expulsá-la de casa, mas acabou aceitando-a de volta. Semanas depois, Osborn teria tido outras provas da traição da mulher.

"Em um ataque de raiva, eu coloquei a oferta no eBay. Depois, eu retirei a oferta porque percebi que não era a coisa certa a fazer. Mas eu estava tão furioso", disse Osborn.

Sharon, de 43 anos, fez uma queixa policial contra o marido.



http://g1.globo.com/Noticias/Tecnologia/0,,MUL470439-6174,00-TRAIDO+BRITANICO+COLOCA+MULHER+A+VENDA+NO+EBAY.html









AUTO-PUNIÇÃO





Planeta Bizarro


22/09/09 - 08h00 - Atualizado em 22/09/09 - 08h00


Jovem segura cartaz 'eu traí' em avenida para tentar reatar namoro.

'Buzine se eu mereço uma segunda chance', escreveu a jovem.

Rapaz rompeu o relacionamento após descobrir traição.



Do G1, em São Paulo



Uma jovem usou uma forma criativa para tentar reatar com seu ex-namorado na cidade de Perkins Township, nos EUA. Ela ficou parada na esquina de uma avenida com um cartaz que dizia "eu traí. Buzine se eu mereço uma segunda chance".


FOTO: Reprodução/Sandusky Register





















Jovem segura cartaz 'Eu traí. Buzine se eu mereço uma segunda chance'




Segundo o jornal "Sandusky Register", no verso do cartaz a jovem escreveu que ainda o "amava".

A mulher ficou parada na calçada da Avenida Perkins, em frente ao estacionamento Kroger, na última quarta-feira.

Ao ler o cartaz, condutores que passavam pelo local buzinaram insistentemente.

Na última quarta-feira, o casal completaria o aniversário de um ano de namoro, mas o rapaz rompeu o relacionamento no mesmo dia que ela confessou que o traiu. "Eu só quero uma chance de me redimir", disse ela.


http://g1.globo.com/Noticias/PlanetaBizarro/0,,MUL1312526-6091,00-JOVEM+SEGURA+CARTAZ+EU+TRAI+EM+AVENIDA+PARA+TENTAR+REATAR+NAMORO.html
















CHIFRES VIRTUAIS QUE MUDAM A VIDA REAL






Fidelidade e Traição – Globo Repórter – TV Globo

31/07/09 - 23h05 - Atualizado em 01/08/09 - 00h07

Mulher descobre traição virtual do marido após 40 anos

Enquanto ele mudava de atitude com ela, no mundo virtual era só sentimentos com a outra, com quem mantinha caso há mais de oito anos.

Relação virtual pode ser infidelidade?



MÔNICA SILVEIRA Recife



Ainda sem entender direito a traição do marido, ela escreve no computador uma lição que teve que aprender da pior forma possível nos últimos anos: “sexo virtual é um vício. As pessoas podem se tornar compulsivas e podem prejudicar seriamente suas vidas".

A mulher, de 60 anos, estava casada há 30, quando o marido começou a mudar. "Ele foi ficando um homem seco, um homem estranho comigo. Quando eu questionava sobre a nossa vida, ele falava que não tinha mais tesão e não tinha mais vontade”, lembra.

Paralelamente, no mundo virtual o marido era só sentimentos com outra. Algo que ela só veio a saber depois de mais de oito anos de um caso dele na internet.

"É muito difícil, muito complicado para a gente desconhecer a pessoa com quem você vive, como o meu caso. Eu vivia casada há mais de 30 anos, quase 40. Então, você desconhece aquela pessoa, quando você lê todas aquelas coisas que você não imagina que a pessoa faria com outra pessoa", diz a mulher.

Hoje, ela tem coragem de contar como ficou sabendo de tudo o que aconteceu. Foi depois de descobrir por acaso um endereço eletrônico secreto do marido.

"Quando eu vi todos os e-mails, eu fiquei transtornada, mas comecei a imprimi-los rapidamente. Consegui imprimir mais de 50, porque tinha mais de 300 e-mails. Eram anos e anos", revela.

Ao acessar os textos, leu os detalhes da traição que acontecia dentro da sua própria casa. Ela lê trechos das mensagens: "meu pedacinho de perdição, fiquei encabulada. Como você está? Pelo jeito, gostou das minhas fotos. Eu adoro as suas, como elas são especiais".

Muitas vezes, o envolvimento dos dois amantes virtuais era traduzido em poesia: “a lua já saiu no céu. Eu estou à procura desse morro mágico, mas se eu achar e você estiver nua lá, eu correrei ao teu encontro. E nus tomaremos um banho de lua".

Ele teclava do Nordeste. A amante, do Sul. Os dois faziam planos.

A mulher traída conta que o marido pôs no e-mail que estava vendo um cruzeiro marítimo para janeiro, saindo de Florianópolis e para Búzios, até o sul da Bahia. Ela respondeu que isso seria maravilhoso.

São planos que, segundo a mulher traída, nunca foram realizados. Mais de oito anos sem um toque sequer, mas embalados em muita imaginação.

O professor Antônio Mourão Cavalcante, da Universidade Federal do Ceará, especialista em famílias, acredita que não era à toa que os planos de encontro davam errado.

"A coisa se passava sobretudo ao nível do imaginário, porque cada vez que eles eram convidados ou que eles se programavam para tornar aquilo real, alguma coisa acontecia, talvez por eles próprios, para que aquilo não se concretizasse", aposta o psiquiatra Antônio Mourão Cavalcante.

"Se a gente viajava, no aeroporto, ele corria pra internet. Se eu ia fazer uma compra, ele falava que ia no cyber café. E toda hora era e-mail. Eu pude pegar e-mail de todos os horários, de tudo quanto é data, do Dia da Mulher, do Natal, do Dia das Crianças, de todas as datas, de todos os dias, de manhã, de tarde e especialmente de madrugada, quando eles se encontravam. Ele não dormia e ia encontrar com ela", conta a mulher.

Depois da descoberta, o marido transtornado tentou reatar os laços da vida real. Jurou arrependimento e mandou para a própria mulher inúmeros pedidos de perdão por e-mail.

O que é uma traição? Sexo, troca de carinho com outra pessoa ou a quebra de um acordo que as pessoas fazem quando se casam? As opiniões divergem, principalmente entre homens e mulheres.

Mas para quem já fez a descoberta dolorosa, não há dúvida: "machuca e machuca muito, porque mesmo sendo virtual assume um caráter, às vezes, maior do que o real, porque o fato de ser virtual parece que a pessoa se abre mais, se coloca mais, se coloca sem barreiras", diz a mulher traída.

"Na internet, é muito mais fácil, porque nós podemos ser como queremos. Na prática, nós nos revelamos por inteiro, nós revelamos nossos defeitos, nossos medos, nossas ansiedades, nossos momento de raiva. Ali, na internet, nós colocamos só o lado bom, bonito, belo, maravilhoso, apaixonante e romântico. Então, as pessoas se apaixonam e idealizam. Aquilo começa a auferir tanto prazer à vida da pessoa, que a pessoa começa a se dedicar, se envolver, se dedicar, começa a trocar sua vida real pela vida virtual", aposta a mulher.

Hoje, o marido está doente. Os sonhos da internet ficaram para trás. E a mulher de tantos anos de casamento é que cuida da saúde dele.


http://g1.globo.com/globoreporter/0,,MUL1250860-16619,00-MULHER+DESCOBRE+TRAICAO+VIRTUAL+DO+MARIDO+APOS+ANOS.html






Jornal da Globo – TV Globo

18/11/03 - 00h00 - Atualizado em 18/11/03 - 00h00

Traição virtual



Quem divide o mesmo edredon com outra pessoa anda preocupado com o tempo que o parceiro passa diante do computador.

Na reportagem você vai ver que já existe um programa de informática capaz de "espiar" o companheiro e flagrar a traição virtual.

O casamento foi como manda o figurino, mas durou pouco. Isabel tinha total confiança no marido quando, um dia, ao entrar em um site de amizades na internet encontrou a ficha de um homem disposto a conhecer mulheres.

"Fui para uma página que ele tinha feito, desceu a foto dele, não tinha como dizer que não era ele. Procurando por mulheres, dizendo que o coraçãozinho dele estava solitário. Quem sabe você não é a mulher da minha vida. Quer dizer: ele fez uma site na internet procurando por mulheres", conta Isabel.

Após o flagrante, a desculpa. "Eu trabalho para o FBI. Aquelas coisas que você fala: Pelo amor de Deus, eu não sou burra".

Isabel ainda tentou, mas..."Minha vida com ele virou um inferno. Ele achava que eu ia me vingar e eu achava que ele iria fazer outra vez. Então achamos por bem nos separar primeiro, porque a gente ia se matar", diz ela.

A internet facilita muitas coisas hoje em dia, entre elas, a traição. Os e-mails podem ser usados para se corresponder com amantes e as sala de bate papo para encontrar pessoas com as mesmas afinidades e fantasias.

Existem ainda os sites em que por meio de câmeras o usuário vê e conversa com outra pessoa, que pode até estar nua. Qual o limite entre o que é e o que não é infidelidade na internet? Todos os dias, a psicóloga Luciana Ruffo recebe dezenas de perguntas sobre traição virtual.

"Cada casal é um. Cada conversa é uma. Existem pessoas que não se importam que o outro entre e tenha uma conversa picante. Agora já existem outras que só olhar uma foto já é uma traição muito grande. Tem que ser conversado, não tem outro jeito", conta ela.

Se a traição agora é virtual, os detetives também são. No mercado já existem programas capazes de flagrar o cônjuge infiel.

"São sistemas que se instalam nas estações de qualquer pessoa através de um e-mail. Se instala e passa a enviar informações de tudo que se faz na máquina", diz Luiz Eduardo Soares, especialista em segurança na internet.

Embora eficazes para desvendar as puladas de cerca, o uso desses programas pode virar caso de polícia. "Isso é invadir a vida alheia, a vida privada. Então, cedo ou tarde isso vai ser regulamentado como crime", diz ele.

Apesar disso, o que homens e mulheres mais querem quando descobrem uma traição são provas. que muitas vezes motivam separações litigiosas e acabam nos tribunais, conta o advogado Ruy Celso Fragoso."Ela deve buscar as provas no computador até ser feita uma perícia no computador, uma perícia judicial pra demonstrar a licitude, a veracidade daquele relacionamento mantido via internet", diz o advogado.

Adultério, infidelidade ou desejo sem contato físico. Tanto faz. Quem se sente traído é que sabe o momento de colocar ponto final na relação. "Tem uma coisa muito legal. Existe vida após a traição. Seja ela virtual ou real", diz Isabel.



http://g1.globo.com/jornaldaglobo/0,,MUL898203-16021,00-TRAICAO+VIRTUAL.html







Tecnologia / Cyberespaço


19/09/07 - 09h55 - Atualizado em 19/09/07 - 09h55

Traição faz vítima vasculhar web e celulares

Pessoas desconfiadas ficam neuróticas por pistas em e-mail ou mensagem de celular.

Provas digitais são usadas com freqüência em processos de divórcio.


Do 'New York Times'



Provas digitais como mensagens de e-mail, vestígios de visitas a sites e registros de chamadas no telefone celular agora permeiam muitos casos de divórcio. Amantes confiscam BlackBerries. Maridos e esposas desconfiados vasculham as contas de e-mail do parceiro. Instalam software de vigilância no computador da família, algumas vezes descobrindo traições chocantes.

Os advogados costumam fazer o que for preciso para descobrir cada bit de dados privados do adversário do cliente, muitas vezes contratando detetives com sofisticadas ferramentas digitais forenses capazes de monitorar os computadores da casa.

"Em quase todos os casos agora existe algum tipo de prova eletrônica, seja pequena ou decisiva", disse Gaetano Ferro, presidente da Associação Americana de Advogados Especializados em Casamentos, que também organiza seminários sobre a coleta de provas eletrônicas. "Isso modificou completamente a nossa área".

Os defensores da privacidade demonstram crescente preocupação com o fato de haver ferramentas digitais a serviço de governos e poderosas corporações que se tornaram capazes de se intrometer na vida das pessoas de uma forma sem precedentes. Contudo, os verdadeiros bisbilhoteiros quase sempre estão ou estiveram sob o mesmo teto.

"O Google e o Yahoo podem até saber tudo, mas na verdade não se importam com o que você faz", disse Jacalyn F. Barnett, advogada de Manhattan especializada em divórcios. "Não há quem mais se importe com as coisas que você faz do que a pessoa que era casada com você".



Batalha



A maioria dessas histórias não tem um desfecho amigável. No início deste ano, um consultor em tecnologia da região da Filadélfia, que preferiu não ter a identidade revelada por ter um filho adolescente, suspeitou que a esposa estivesse tendo um caso. Em vez de confrontá-la, o marido instalou um programa de US$ 49 (R$ 93) chamado PC Pandora no computador dela, um laptop que ele havia comprado.

O programa secretamente fazia capturas de tela do computador da esposa a cada 15 segundos e as enviava por e-mail para ele. Em pouco tempo, ele obteve uma lista completa dos sites que ela visitava e das mensagens instantâneas que ela estava enviando. Como o programa capturava as senhas que ela usava, o marido também conseguiu acessar e imprimir todas as mensagens de e-mail que a esposa havia recebido e enviado no ano anterior.

As descobertas puseram fim ao casamento. Durante 11 meses, como ele conta, ela estava saindo com outro homem, o pai de um dos colegas de escola do filho. O marido contou que eles não só estavam marcando encontros, mas também publicando fotos explícitas deles mesmos na web e anunciando interesse em manter sexo com outros casais.

O marido, que assim como outras pessoas citadas neste artigo, foi encontrado por meio de advogados, contou que não foi fácil decidir invadir a privacidade da esposa. "Se eu te dissesse que tenho minha consciência limpa e ética em relação ao que fiz, eu estaria mentindo", admitiu ele. Mas ele também mencionou o caso de empresas que possuem políticas de internet que lhe concedem o direito de ler os e-mails de funcionários. "Quando você está em um relacionamento como um casamento, que é emocional, mas também é, sejamos francos, um negócio, acho que você pode encarar a questão da mesma maneira", disse ele.



Invasão de privacidade


Quando começam a pensar em invadir a privacidade do parceiro, maridos e esposas têm um desejo incontrolável de descobrir algum segredo escondido. Uma mulher contou que estava percebendo o marido, um cirurgião de Manhattan, distante e totalmente obcecado pelo BlackBerry.

Ela o seduziu para um banho de espumas no aniversário dele e, em seguida, atacou o computador enquanto ele estava na banheira. Nas mensagens de e-mail do marido, ela encontrou provas de que ele estava tendo um caso com uma residente de medicina e ela leu inclusive os e-mails em que combinavam o encontro daquela noite.

Passadas algumas semanas, depois que o casal tentou uma reconciliação, a mulher obteve acesso à conta de e-mail do marido (eles tinham a mesma senha) e descobriu mensagens de uma empresa de financiamento imobiliário. Ele havia comprado um apartamento de US$ 3 milhões em Manhattan, onde pretendia continuar encontrando a amante.

"Todas as vezes que eu lia os e-mails dele eu ficava furiosa", contou a mulher. "Mas eu olhava mesmo assim porque queria saber a verdade".

O incômodo não é menor para quem está do outro lado da espionagem eletrônica. Jolene Barten-Bolender, 45, mãe de três filhos e moradora de Dix Hills, Nova York, contou que recentemente foi informada pela AOL e pelo Google, no mesmo dia, que as senhas dela haviam sido alteradas em duas contas de e-mail que ela estava usando, sugerindo que alguém havia obtido acesso e estava lendo as mensagens dela.

No ano passado, ela descobriu um aparelho de rastreamento de GPS (sistema de posicionamento global) instalado na roda do carro da família.




FOTO: New York Times
























Jolene Barten-Bolender descobriu um aparelho GPS na roda de seu carro.





Ela suspeita do marido, com quem é casada há 24 anos, e de quem está se divorciando. "Isso me enoja e me faz sentir totalmente invadida", disse Barten-Bolender, supondo que ele tentava descobrir se ela estava tendo um caso. "Uma vez que algo é escrito, você deve lembrar que aquilo pode ser visto por alguém que tenta invadir sua privacidade ou te magoar". O marido de Barten-Bolender e seu advogado preferiram não comentar as alegações.


Justiça


Os advogados especializados em divórcio afirmam que convivem com uma infinidade de casos como esses. Três quartos dos processos de Nancy Chemtob, advogada de Manhattan especializada em divórcios, envolvem algum tipo de comunicação eletrônica. Ela conta que não raro solicita mandados judiciais aos juízes para apreender e copiar os discos rígidos dos computadores dos parceiros dos clientes, sobretudo se houver uma oportunidade de acessar uma planilha financeira do casal ou avaliar a capacidade de um dos pais ficar com a guarda dos filhos.

Os advogados têm à frente uma complexa documentação jurídica a ser analisada a fim de identificar se esse tipo de prova eletrônica é ou não admissível. Leis diferentes definem quando é ilegal acessar informações armazenadas em um computador residencial, entrar na conta de e-mail de alguém ou escutar chamadas telefônicas.

Os advogados da área afirmam, porém, que se o computador em questão for compartilhado pela família inteira ou os casais revelarem as senhas entre si, ler os e-mails do parceiro e usá-los como provas nos processos de divórcio quase sempre é permitido.



Eternidade



James Mulvaney, detetive particular, dedica grande parte do tempo remexendo registros de computador de casais em processo de divórcio, em nome dos advogados.

Uma de suas especialidades é recuperar arquivos, como movimentações bancárias e e-mails para amantes secretos, que alguém tentou apagar. "Tudo que se faz no computador fica lá para sempre", explicou Mulvaney. Ele dá um conselho. "A única coisa que se pode usar para apagar definitivamente essas mensagens é um produto especial da Smith & Wesson" (empresa de armas de fogo), disse ele. "Jogue o computador para cima e brinque de tiro ao alvo com ele".

Lynne Z. Gold-Bikin, advogada da Pensilvânia, contou sobre um cliente que achava que a esposa mantinha correspondências secretas on-line. Ele descobriu e-mails da mulher para um amante na Austrália que ela havia enviado de uma conta particular da AOL pelo computador da família. O advogado dela contestou o uso das provas no tribunal, mas o cliente de Gold-Bikin venceu a disputa e obteve um acordo vantajoso.

Segundo os advogados, a única comunicação totalmente protegida na conta particular de e-mail do companheiro são as mensagens trocadas com os próprios advogados, abrangidas no conceito de segredo profissional entre advogado e cliente.

Talvez por isso, os advogados dessa área estejam entre os mais pessimistas em se tratando da situação geral da privacidade na era digital. "Não gosto de mandar coisas por e-mail", disse David Levy, advogado de Chicago. "Não é privado em hipótese alguma. Nada está totalmente protegido depois que você clica no botão 'enviar'".

Chemtob acrescentou, "As pessoas têm uma idéia e uma expectativa completamente irreal em relação à privacidade".


http://g1.globo.com/Noticias/Tecnologia/0,,MUL106784-6174,00-TRAICAO+FAZ+VITIMA+VASCULHAR+WEB+E+CELULARES.html





Tecnologia / Vida Virtual


14/11/08 - 11h21 - Atualizado em 14/11/08 - 11h55

Mulher pede divórcio após descobrir traição no Second Life

Casal britânico se conheceu em chat e realizou casamento virtual.

Ela quis a separação depois de dar flagrantes no ciberespaço.


Do G1, em São Paulo



A história de amor de Amy Taylor, 28, e David Pollard, 40, começou em uma sala virtual de bate-papo em 2003 e terminou neste ano, depois que ela descobriu a traição do marido no universo virtual Second Life.

Fãs desse programa em que os internautas são representados por avatares (personagens) 3D, os britânicos chegaram a realizar uma cerimônia de casamento no ciberespaço, depois de oficializarem a união no mundo real. Mas foi nesse mesmo cenário que Amy flagrou seu marido com outras mulheres, o que levou os dois a se divorciarem.





FOTO: Reprodução
















Britânicos foram casados por três anos; Amy flagrou marido com outras mulheres no ciberespaço




No Second Life, o desempregado Pollard dizia ser ex-proprietário de uma casa noturna. A ocupação de sua mulher, também desempregada, não era divulgada no cadastro dos usuários. No ciberespaço, eles se chamavam Laura Skye e Dave Barmy.




FOTO: Reprodução















Imagem mostra as versões reais e virtuais de Amy Taylor e David Pollard



Segundo a publicação britânica “Daily Mail”, Amy flagrou seu marido fazendo sexo virtual com uma prostituta no Second Life. “Fiquei louca, isso me machucou muito. Não pude acreditar no que ele tinha feito. Isso é traição”, contou. Seu marido na época, no entanto, discordou. “Ele não achava que era um problema e não entendia por que eu estava tão brava. Ele falou que eu estava exagerando e disse que eu havia causado essa situação, por não lhe dar atenção.”

Com o dinheiro virtual do Second Life, Amy chegou a contratar um detetive particular virtual para investigar a traição. O casal acabou se acertando novamente até que, em abril deste ano, a mulher pegou seu marido no sofá, com outra mulher, “conversando de maneira íntima” - tudo isso no mundo on-line que eles freqüentavam. Apesar de os dois nunca terem se encontrado na vida real, a mulher traída disse ter ficado devastada.

“Ele confessou que estava conversando com essa mulher, que é dos Estados Unidos, e disse que nosso casamento estava acabado, que não me amava mais. Disse que nunca deveríamos ter nos casado”, contou ao “Daily Mail”. No dia seguinte, Amy entrou com um pedido para se divorciar do homem com quem ficou casada por três anos.




FOTO: Reprodução

























Britânicos se casaram no universo virtual, quando seus avatares tinham cabelos mais curtos




Vida nova



Atualmente, Amy namora com um homem que ela conheceu no jogo on-line World Of Warcraft. “Foi uma situação muito difícil e agora quero seguir com minha vida”, afirmou à publicação britânica. “Ainda entro no Second Life, mas não com tanta freqüência. Existe a chance de eu encontrá-lo [Pollard] por lá”, continuou a mulher, que hoje vive com seu novo namorado.

A publicação “Sky News”, que divulgou a história em primeira mão, conta que Pollard namora hoje com uma mulher que conheceu no Second Life.

As fotos do casamento virtual dos britânicos, uma delas mostrada acima, foram reproduzidas por diversas publicações de todo o mundo. Nas imagens da cerimônia eles aparecem com visual diferente do que adotaram depois – no Second Life, os avatares podem sofrer transformações radicais com apenas alguns cliques.


http://g1.globo.com/Noticias/Tecnologia/0,,MUL862158-6174,00-MULHER+PEDE+DIVORCIO+APOS+DESCOBRIR+TRAICAO+NO+SECOND+LIFE.html









Tecnologia / Facebook


21/01/10 - 19h15 - Atualizado em 21/01/10 - 19h15


Mulher cria perfil falso no Facebook e descobre traição

Stephanie Davies se passou por uma jovem de 21 anos.

Casamento acabou quando marido foi se encontrar com loira virtual.


Do G1, em São Paulo



Uma mulher descobriu que seu marido a estava traindo ao criar um perfil falso no Facebook. Na rede social, a britânica Stephanie Davies se passou por uma jovem de 21 anos que atraiu o homem para uma isca virtual, revelando sua infidelidade conjugal. Após a descoberta, a mulher se divorciou.

Stephanie suspeitava que seu ex-marido, Simon Oldham, de 44 anos, com quem estava casada fazia sete anos, tinha um caso.

No Facebook, ela fez o papel de uma loira atraente chamada Laura Willsham e conseguiu enganar o cônjuge. O "golpe" deu certo porque ela utilizou a mesma linguagem dos adolescentes na internet. “Usei palavras mais jovens, menos eloquentes, com muitas abreviações para tornar o disfarce mais autêntico”, disse Stephanie em entrevista ao jornal Daily Mail.




FOTO: BP/Barcroft Media/Getty Images



















Stephanie Davies com o ex-marido, Simon Oldham, e sua filha antes de criar o perfil no Facebook




A mulher, que é mãe de uma menina de 15 meses e hoje mora na cidade de Queensland, na Austrália, se surpreendeu com os convites sexuais de Simon à jovem.

Em muitos momentos, ele sugeriu que os dois se encontrassem. “Descobri que ele tinha outro relacionamento, pois contou para ‘Laura’ que era casado e tinha uma namorada”, disse.

De acordo com Stephanie, o casamento acabou quanto o marido aceitou encontrar a amante virtual em vez de encontrar sua esposa na vida real. “Combinei de encontrá-lo para falar do nosso casamento, sabendo que no mesmo horário ele teria um encontro com Laura”, contou.

Como Simon preferiu se encontrar com a jovem que só existia no Facebook, Stephanie decidiu acabar com o casamento.


http://g1.globo.com/Noticias/Tecnologia/0,,MUL1457982-6174,00-MULHER+CRIA+PERFIL+FALSO+NO+FACEBOOK+E+DESCOBRE+TRAICAO.html








Tecnologia / Vida Virtual


19/11/08 - 09h50 - Atualizado em 19/11/08 - 09h50


Marido inventa falha no iPhone para justificar e-mail suspeito.

Mulher descobriu no celular dele o envio de uma foto obscena.

Desconfiada, ela quis confirmar a justificativa dele em fórum de tecnologia.


Do G1, em São Paulo



Um dúvida postada na internet indica que um homem inventou uma falha no telefone celular iPhone para despistar sua mulher, quando ela descobriu o envio de um e-mail suspeito.

A história publicada pelo jornal “Telegraph” tornou-se pública quando a mulher identificada como Susan042764 procurou ajuda, na semana passada, no espaço de discussão da Apple.

“Peguei o iPhone e encontrei uma foto obscena dele anexada a um e-mail enviado para uma mulher. Quando o questionei [acho que ele está me traindo], ele admitiu que tinha tirado essa foto, mas negou tê-la mandado. Segundo ele, os funcionários da loja da Apple disseram que é uma falha do iPhone: às vezes as fotos se anexam automaticamente a um endereço de e-mail e aparecem na pasta de itens enviados, mesmo sem que ninguém as tenha mandado. Alguém já ouviu falar disso? O futuro do meu casamento depende dessa resposta”, escreveu a mulher, em inglês.




FOTO: Divulgação


















E-mail enviado pelo iPhone levantou suspeitas da mulher




Em poucos minutos, as respostas começaram a aparecer. “Tenho um iPhone há mais de um ano e nunca ouvi falar nessa falha”, “é uma falha, mas só acontece quando a foto é suficientemente obscena”, “acho que seu casamento é uma falha”, “as fotos não se anexam como mágica” e “seu marido está mentindo”, “como ex-funcionário da Apple, minha opinião profissional é que seu marido está tendo um caso” são alguns trechos das 23 respostas que apareceram até esta quarta (18).

O fórum foi trancado e agora nenhum internauta pode mais responder à dúvida da mulher chamada Susan.


http://g1.globo.com/Noticias/Tecnologia/0,,MUL867585-6174,00.html







Tecnologia / Ciberespaço


19/09/07 - 09h21 - Atualizado em 19/09/07 - 15h04

Casal 'real' se encontra na web para traição

Em mensagens on-line, casal da Bósnia reclamava do (mesmo) casamento.

No processo para o divórcio, ambos acusam parceiro de infidelidade.

Do G1, em São Paulo



Um casal da Bósnia decidiu se divorciar depois de descobrir que ambos usavam a internet para trair seu parceiro. O detalhe curioso dessa história é que eles iniciaram um relacionamento no universo virtual sem saber suas verdadeiras identidades, divulgou nesta semana a publicação australiana “Daily Telegraph”.

Sana Klaric, 27, e seu marido, Adnan, 32, se encontraram em uma sala de bate-papo com os apelidos "Sweetie" e "Prince of Joy". No ambiente virtual, eles desabafaram sobre os problemas que enfrentavam em seus relacionamentos do universo real.

Segundo a publicação, os dois descobriram suas verdadeiras identidades quando combinaram um encontro. Agora, o casal da cidade de Zenica está se divorciando – no processo, um acusa o outro de infidelidade.

“De repente eu me apaixonei. Foi incrível. Parecia que a gente estava preso ao mesmo tipo de casamento infeliz, e isso se mostrou ser a realidade”, afirmou Sana, de acordo com o “Daily Telegraph”. Adnan, por sua vez, disse ainda não acreditar que “Sweetie” é a mesma mulher com quem se casou. “A pessoa que escrevia coisas maravilhosas é a mesma que não me disse uma palavra carinhosa durante anos”, afirmou o marido.


http://g1.globo.com/Noticias/Tecnologia/0,,MUL106773-6174,00-CASAL+REAL+SE+ENCONTRA+NA+WEB+PARA+TRAICAO.html

















LÍNGUA SOLTA DÁ NISSO






















































Se um dia quem você ama lhe trair, e você pensar em se jogar de um prédio, lembre-se: você tem chifres, não asas.





























TRAIÇÃO AO HOMEM BRASILEIRO CONFORME A REGIÃO



O paulista encontra a mulher com outro na cama e vai fazer terapia.

O carioca encontra a mulher com outro na cama, junta-se a eles e se diverte.

O mineiro encontra a mulher com outro na cama, mata o homem e continua casado com a mulher, exatamente como manda a TFM (Tradicional Família Mineira).

O gaúcho encontra a mulher com outro na cama, e, ao contrário do mineiro, mata a mulher e fica com o marmanjo só pra ele.

O paraibano encontra a mulher com outro na cama, e, sendo o cabra da peste que é, mata os dois e arruma outra no dia seguinte.

O goiano encontra a mulher com outro na cama, entra em depressão, pega a viola e vai pra rua à procura de outro corno pra montar mais uma dupla sertaneja.

O pernambucano encontra a mulher com outro na cama, pega sua fantasia e sai dançando um frevo em Olinda.

O brasiliense sempre que pega a mulher com outro na cama, de raiva vai ao Congresso e inventa mais um imposto.

O curitibano quando pega a mulher com outro na cama não faz nada, pois não fala com estranhos.

O cearense quando pega a mulher com outro na cama fica feliz por saber que não é o único a gostar de mulher feia.

O baiano dá mais sorte,já que mulher de baiano não vai pra cama com outro, porque esse negócio de arrumar amante, tirar a roupa, fazer sexo, ser descoberta pelo marido, etc., dá um trabaaaalho, dá uma canseeeeeira, dá um sooooono... Meeeeu paaaaaainho!

O amazonense,quando pega a mulher na cama, vai tirar leite do pau



























NÃO EXISTE HOMEM FIEL (Arnaldo Jabor)



Foi lendo um monte de besteiras que as mulheres escrevem em livros sobre o 'universo masculino', que resolvi escrever esse e-mail. Não tenho objetivo de revelar os segredos dos homens, mas amigos me desculpem. Não se trata de quebrar nosso código de ética. Isso vai ajudar as mulheres a entenderem os homens e, enfim, pararem de tentar nos mudar com métodos ineficazes.

Vou começar de sola. Se não estiver preparada nem continue a ler. E digo com segurança: o que escrevo aqui se aplica a 99,9% dos homens baianos e brasileiros (sem medo de errar).

1. Não existe homem fiel. Você já pode ter ouvido isso algumas vezes, mas afirmo com propriedade. Não é desabafo. É palavra de homem que conhece muitos homens e que conhecem, por sua vez, muitos homens. Nenhum homem é fiel, mas pode estar fiel, ou porque está apaixonado (algo que não dura muito tempo - no máximo alguns meses - nem se iluda) ou porque está cercado por todos os lados (veremos adiante que não adianta cercá-lo: isso vai se voltar contra você). A única exceção é o crente extremamente convicto, mas aguente as outras consequências.

2. Não desanime. O homem é capaz de te trair e de te amar ao mesmo tempo. A traição do homem é hormonal, efêmera, para satisfazer a lascívia. Não é como a da mulher. Mulher tem que admirar para trair, ter algum envolvimento. O homem só precisa de uma bunda. A mulher precisa de um motivo para trair, o homem precisa de uma mulher.

3. Não fique desencantada com a vida por isso. A traição tem seu lado positivo. Até digo, é um mal necessário. O cara que fica cercado, sem trair é infeliz no casamento, seu desempenho sexual diminuiu (isso mesmo, o desempenho com a esposa diminui), ele fica mal da cabeça. Entenda de uma vez por todas: homens e mulheres são diferentes. Se quiser alguém que pense como você, vire lésbica (várias já fizeram isso e deu certo), ou case com um viado enrustido que precise de uma mulher para se enquadrar no modelo social. Todo ser humano busca a felicidade, a realização. E a realização nada mais é do que a sensação de prazer (isso é química, tudo no cérebro). A mulher se realiza satisfazendo o desejo maternal, com segurança de ter uma família estruturada e saudável, com um bom homem ao lado que a proteja e lhe dê carinho. O homem é mais voltado para a profissão e para a realização pessoal, e a realização pessoal dele vem de diversas formas: pode vir com o sentimento de paternidade, com uma família estruturada, etc, mas nunca vai vir se não puder ter acesso a outras fêmeas e se não puder ter relativo sucesso na profissão. Se você cercar seu homem (tipo mulher sócia de marido na empresa, o cara não dá um passo no dia-a-dia sem ela) você vai sufocá-lo de tal forma que ele pode até não ter espaço para lhe trair, mas ou seu casamento vai durar pouco, ou ele vai ser gordo (vai buscar a fuga na comida) e vai ser pobre (porque não vai ter a cabeça tranquila para se desenvolver profissionalmente (vai ser um cara sem ambição e sem futuro).


4. Não tente mudar para seu homem ser fiel. Não adianta. Silicone, cursos de dança sensual, se vestir de enfermeira, etc... Nada disso vai adiantar. É lógico que quanto mais largada você for, menor a vontade do homem de ficar com você e maior as chances de divórcio. Se ser perfeita adiantasse, Júlia Roberts não tinha casado três vezes. Até Gisele Bundchen foi largada por Di Caprio, não é você que vai ser diferente (mas é bom não desanimar e sempre dar aquela malhadinha). O segredo é dar espaço para o homem viajar nos seus desejos: na maioria das vezes, quando ele não tá sufocado pela mulher, ele nem chega a trair, fica só nas paqueras, troca de olhares. Finja que não sabe que ele dá umas pegadas por fora... Isso é segredo para um bom casamento. Deixe ele se distrair, todos precisam de lazer.

5. Se você busca o homem perfeito, pode continuar vendo novela das seis. Eles não existem nesse conceito que você imagina. Os homens perfeitos de hoje são aqueles bem desenvolvidos profissionalmente, que traem esporadicamente (uma vez a cada dois meses, por exemplo), mas que respeitam a mulher, ou seja, não gastam dinheiro da família com amantes, não constituem outra família, não traem muitas vezes, não mantêm relações várias vezes com a mesma mulher (para não criar vínculos) e, sobretudo, são muiiiiiiiiito discretos: não deixam a esposa saber (e nem ninguém da sua relação, como amigas, familiares, etc). Só e somente, um ou outro amigo DELE deve saber, faz parte do prazer do homem contar vantagem sexual. Pegar e não falar para os amigos é pior do que não pegar. As traições do homem perfeito geralmente são uma escapulida numa boate, ou com uma garota de programa (usando camisinha e sem fazer sexo oral nela), ou mesmo com uma mulher casada de passagem por sua cidade. O homem perfeito nunca trai com mulheres solteiras. Elas são causadoras de problemas. Isso remete ao próximo tópico.

6. Esse tópico não é para as esposas, é para as solteiras ou amantes: Esqueçam de uma vez por todas esse negócio de que homem não gosta de mulher fácil. Se "der" de prima então é o máximo. Todo homem sabe que não existe mulher santa. Se ela está se fazendo de difícil ele parte para outra. A demanda é muito maior do que a procura. O mercado tá cheio de mulher gostosa. O que homem não gosta é de mulher que liga no dia seguinte. Isso não é ser fácil, é ser problemática (mulher problema). Ou, como se diz na gíria, é pepino duro. O fato de você não ligar para o homem e ele gostar de você não quer dizer que foi por você se fazer de difícil, mas sim por você não representar ameaça para ele. Ele vai ficar com tanta simpatia por você que você pode conseguir fisgá-lo e roubá-lo da mulher. Ele vai começar a se envolver sem perceber. Vai começar ELE a te procurar. Se ele não te procurar era porque ele só queria aquilo mesmo. Parta para outro e deixe esse de stand by. Não vá se vingar, você só piora a situação e não lucra nada com isso. Não se sinta usada, você também fez uso do corpo dele - faz parte do jogo; guarde como um momento bom de sua vida.

7. 90% dos homens não querem nada sério. Os 10% restantes estão momentaneamente cansados da vida de balada ou estão ficando com má fama por não estarem casados ou enamorados; por isso procuram casamento. Portanto, são máximas as chances de homem mentir em quase tudo que te fala no primeiro encontro (ele só quer te comer, sempre). Não seja idiota, aproveite o momento, finja que acredita que ele está apaixonado e dê logo pra ele (e corra o risco de fisgá-lo) ou então nem saia com ele. Fazer doce só agrava a situação, estamos em 2008 e não em 1958. Esqueça os conselhos de sua avó, os tempos são outros.

8. Para ser uma boa esposa e para ter um casamento pelo resto da vida faça o seguinte: tente achar o homem perfeito do 5° item, dê espaço pra ele. Não o sufoque. Ele precisa de um tempo para sua satisfação. Seja uma boa esposa, mantenha-se bonita, malhe, tenha uma profissão (não seja dona de casa), seja independente e mantenha o clima legal em casa. Nada de sufocos, de conversar sobre a relação, de ficar mexendo no celular dele, de ficar apertando o cerco, etc. Você pode até criar muros pra ele, mas crie muros invisíveis e não muito altos. Se ele perceber ou ficar sem saída, vai se sentir ameaçado, e o casamento vai começar a ruir.

A última dica:

9. Se você está revoltada por este e-mail, aqui vai um conselho: Vá tomar uma água e volte para ler com o espírito desarmado. Se revoltar quanto ao que está escrito não vai resolver nada em sua vida. Acreditar que o que está aqui é mentira ou exagero pode ser uma boa técnica (iludir-se faz parte da vida, se você é dessas, boa sorte!!). Mas tudo é a pura verdade. Seu marido/noivo/namorado te ama, tenha certeza, senão não estaria com você, mas trair é como um remédio, um lubrificante para o motor do carro. Isso é científico. O homem que você deve buscar para ser feliz é o homem perfeito do item 5. Diferente disso ou é crente, ou viado, ou tem algum trauma (e na maioria dos casos vão ser pobres). O que você procura pode ser impossível de achar, então, procure algo que você pode achar e seja feliz ao invés de passar a vida inteira procurando algo indefectível que você nunca vai encontrar.

Espero ter ajudado em alguma coisa. Agora, depois de tudo isso dito, cadê a coragem de mandar este e-mail para minha mulher?














ATENÇÃO,MULHERIO






















Publicado no G1




18/05/2008 - 15h06


Cabine 'cornofônica' faz sucesso em bar de SP


Ela tem opções que simulam barulho de trânsito, aviões, tiros e até gemidos.
Foi criada para 'salvar' clientes que não querem revelar que estão em um bar.


CAROLINA ISKANDARIAN Do G1, em São Paulo



Tarde da noite. Preocupada, a mulher liga para saber o paradeiro do marido. Ele atende o telefone e, ao fundo, barulho de carros, buzina, avião, tiroteio e até gemidos. Na verdade, o homem está em um bar, mas corre para a cabine cornofônica, onde pode falar “tranqüilamente” e acionar os ruídos para disfarçar e tentar enganar a esposa ou namorada. A cabine, também usada pelas clientes, foi montada em um estabelecimento nos Jardins, área nobre de São Paulo, e vem atraindo curiosos.

A idéia foi do proprietário do Boteco Brasil, Leopoldo Buosanti Neto, de 40 anos. “Eu via o pessoal saindo desesperado até a rua para atender o celular porque não queria que a mulher descobrisse que ele estava em um bar”, explicou. O empresário jura que a invenção tem feito sucesso até mesmo entre as mulheres. “A opção que mais usam é do (barulho) trânsito”.

A idéia foi do proprietário do Boteco Brasil, Leopoldo Buosanti Neto, de 40 anos. “Eu via o pessoal saindo desesperado até a rua para atender o celular porque não queria que a mulher descobrisse que ele estava em um bar”, explicou. O empresário jura que a invenção tem feito sucesso até mesmo entre as mulheres. “A opção que mais usam é do (barulho) trânsito”.

Para chamar a atenção, a cabine cornofônica é vermelha, lembra as de telefone usadas na Inglaterra e fica logo na entrada do bar, inaugurado em 1964. Para o consultor Leonardo de Andrade, 23, não tem como não enganar a companheira. “A mulher acredita. Se eu não avisasse minha namorada de que estou aqui, ia dizer que estava em Cumbica, indo para Manaus. Ela ia ficar maluca”, brincou ele.

Para isso, Andrade apertaria o botão “aeroporto”, em que uma voz simula as que anunciam vôos pelo alto-falante. “Eu nunca vi isso em lugar nenhum. É a cara do brasileiro. É zoeira”, disse. Se escolhesse a opção “chute o balde”, gemidos intensos de mulher poderiam ser ouvidos.

O dono do bar instalou a cabine há alguns meses e revelou que o nome foi eleito após uma votação entre os clientes. De nome sugestivo, a cabine cornofônica venceu denominações como “jeitinho brasileiro” e “Brasília”. Segundo Buosanti, quando o pessoal enjoar dos barulhos, é só trocar por outros.

Com medo de aparecer se comprometer de verdade, muitos clientes não quiseram pousar para a foto. Mas o representante comercial Marcelo Velasco, de 57 anos, que disse nunca ter entrado na cabine cornofônica, resolveu pregar uma peça na ex-mulher.

Ligou do celular, dizendo que estava no trânsito (ele aperta o botão e começam os ruídos) e, em seguida, se viu no meio de um tiroteio. Diante do falso barulho de tiros, a mulher, do outro lado da linha, diz: ‘que horror!’. E Velasco ri, contando a verdade depois.

Apesar da brincadeira, ele não quis ligar para a namorada, que não sabia onde o companheiro estava. “Só para perturbar, eu ia apertar o botão ‘chute o balde’ e ver o que ela acharia. Ia ficar brava”, previu o cliente brincalhão.

A jornalista Valéria Lima, de 30 anos, também gostou da idéia e se arriscou em dizer que as mulheres mentem melhor do que os homens. “Elas disfarçam melhor. Temos mais idéias”, afirmou. Valéria usou a cabine para conseguir ouvir o que o amigo dizia ao telefone. Disse que está sem namorado, mas admitiu que, às vezes, é preciso inventar uma historinha. “De vez em quando, dou uma desculpa porque não quero que a pessoa saiba onde estou. Há mentiras que são necessárias”, contou, rindo.

Situação diferente. Ao toque do celular, o analista de rede Márcio Nestorenko, 29, deixa o bar e conversa com a mulher na esquina, no meio da rua. “Não sei mentir. Acho que o barulho da cabine não convence. É abafado. Ela é boa para quem quer mentir”, informou o freqüentador assíduo do Boteco Brasil. Questionado se tinha certeza de que a mulher o esperava em casa, ele riu. “Ouvi o barulho da nossa filha de 5 meses”. Sorte dele.


http://g1.globo.com/Noticias/SaoPaulo/0,,MUL471413-5605,00-CABINE+CORNOFONICA+FAZ+SUCESSO+EM+BAR+DE+SP.html












PRA CURTIR BEM A DOR DE CORNO OU ASSUMIR O CHIFRE COM BOM-HUMOR




São Paulo / Bar (Trecho de matéria)


25/04/09 - 10h11 - Atualizado em 25/04/09 - 11h08


Traição, negócios e açougue são inspiração para bares temáticos de SP

Sala VIP para reuniões e mesas em um matadouro são novidade na cidade.

Conheça alguns dos locais diferentes com serviços específicos na capital.


Juliana Cardilli


Do G1, em São Paulo


Os diversos bares espalhados por São Paulo são uma opção de diversão clássica para quem vive na cidade. Sem muito esforço, é possível achar um lugar para sentar, petiscar, beber e conversar com os amigos. Alguns estabelecimentos, entretanto, investem em nichos especiais ou decorações inusitadas para ganhar destaque. A criatividade é grande, e vai de locais com sala de reunião para executivos a mesas montadas em um antigo matadouro de animais.




FOTO: Daigo Oliva/G1

















No Bar dos Cornos, clientes são recebidos com cabeça de boi e buzinas




Não existe ex-corno


Detector, carteirinha, carro e até oração dos cornos. Os itens fazem parte do Bar dos Cornos, instalado no bairro do Jaguaré, na Zona Oeste de São Paulo. Em funcionamento desde 1988, o local é administrado por Fernando Ferreira, de 69 anos.

“Desde o começo eu já tinha duas cabeças de boi e outras coisas do nordeste penduradas no teto. Um funcionário também chamava todo mundo de ‘corno’. Quando as pessoas chegavam, tocávamos o sino e falávamos ‘chegou mais um corno’. Até que um dia saiu no jornal que era o Bar dos Cornos, e pegou”, explica Ferreira que, precavido, já patenteou nome.

“Antes de me casar, tive uma noiva que me traiu e descobri oito dias antes do casamento. Como não existe ex-corno, assumi que fui e continuo sendo. Tem tanto corno na vida, porque não ter mais um?”, conta ele, casado há 42 anos com uma mulher que leva a brincadeira na esportiva.

Na frente do bar fica estacionado o ‘cornomóvel’, com chifres enormes e buzinas temáticas. Quem chega é recebido com um mugido de boi, e conta com um cardápio de comidas nordestinas, petiscos e quase 300 marcas de cachaça.

Frequentador do local – geralmente com os amigos, para petiscar e ver futebol – o comerciante Fábio Andrade de Paula não se incomoda com as brincadeiras. “Homem sempre faz piadas desse tipo. É bom vir aqui para relaxar. Não tem preconceito nem pudor”, afirmou.



OBS: Para ler a matéria completa,acesse:



http://g1.globo.com/Noticias/SaoPaulo/0,,MUL1097110-5605,00-TRAICAO+NEGOCIOS+E+ACOUGUE+SAO+INSPIRACAO+PARA+BARES+TEMATICOS+DE+SP.html
























Eu sempre disse: "Todo corno tem radar". Taí a comprovação científica. Lícia





Mundo


30/10/08 - 14h25 - Atualizado em 30/10/08 - 14h30


Homens detectam traição melhor do que mulheres, diz estudo

Eles também são os que mais traem, além de desconfiar até quando não há infidelidade.


Da BBC



Um estudo realizado por pesquisadores americanos sugere que homens detectam a traição com mais facilidade do que as mulheres.

A equipe, da Virginia Commonwealth University, na Virgínia, afirma ainda que os homens são mais desconfiados da infidelidade, mesmo quando não estão sendo tríados.

O pesquisador Paul Andrews e uma equipe de especialistas entrevistaram 203 casais heterossexuais com questionários confidenciais.

Eles perguntaram aos voluntários se eles já haviam sido infiéis e se suspeitavam ou sabiam que haviam sido traídos. Entre os homens, 29% admitiram já ter traído. Entre as mulheres, o índice foi de 18,5%.

O estudo, reproduzido pela revista científica New Scientist, concluiu que, além de trair mais, os homens também são mais espertos para captar sinais de infidelidade.

Eles detectaram 75% dos casos de traição, enquanto as mulheres identificaram apenas 41%.

Além disso, eles também apresentaram uma tendência maior de desconfiar das parceiras, mesmo quando elas não eram infiéis.

Para Paul Andrews, esse comportamento tem uma explicação evolutiva, já que, ao contrário das mulheres, os homens nunca podem ter 100% de certeza sobre a paternidade de seus filhos.

"Quando a mulher é infiel, o homem pode perder a oportunidade de reproduzir, e acabar investindo seus recursos para criar uma prole de outro homem", diz o pesquisador.

Em entrevista à New Scientist, David Buss, da Universidade do Texas, diz que o estudo contribui para a teoria de que os homens desenvolveram defesas para detectar a traição, "o que os leva a ser mais cautelosos ao superestimar a infidelidade de suas parceiras".


http://g1.globo.com/Noticias/Mundo/0,,MUL843184-5602,00-HOMENS+DETECTAM+TRAICAO+MELHOR+DO+QUE+MULHERES+DIZ+ESTUDO.html








DOR DE CORNO TEM UM LADO POÉTICO E BEM-HUMORADO





























EUFEMISMOS INTERNACIONAIS PRO CHIFRE





EUA: Ter alguém nas horas vagas

Rússia e Suécia: Escapar pela direita (Na Rússia,ter uma relação fora do casamento durante uma viagem - os casais costumam tirar férias conjugais - não é considerado traição)

Israel: Comer nas horas vagas"

Japão: Sair da estrada ou ter sexo pago

Irlanda: Jogar impedido

Holanda: Beliscar o gato no escuro

França: Ir conhecer outro lugar ou ter múltiplos parceiros simultâneos

Indonésia: Ter um maravilhoso intervalo.

Nigéria: Networking sexual

Finlândia: Ter relacionamentos paralelos


Para os sul-africanos, estar bêbado é uma desculpa aceitável para pular a cerca, e no Brasil vale o ditado: “Uma mulher precisa de um motivo para trair, mas para isso,um homem só precisa de uma mulher”.
































RICARDÃO EM AÇÃO
















































































Planeta Bizarro


01/11/09 - 11h02 - Atualizado em 01/11/09 - 11h57


Amante foge pela janela e é fotografado seminu em cima do ar-condicionado


Ele ficou com medo que o marido traído quisesse matá-lo.


'Minha família ficou com vergonha', disse o chinês Sun Meng.


Do G1, em São Paulo



O chinês Sun Meng, de 25 anos, fugiu pela janela após ser flagrado na cama com uma mulher pelo marido traído em um apartamento em Chengdu, na China. O jovem acabou sendo fotografado seminu em cima do ar-condicionado, segundo o jornal inglês "Daily Telegraph".



FOTO: Reprodução























"Minha família ficou com vergonha e nenhum dos meus vizinhos quer falar comigo nunca mais", disse Meng, destacando que resolveu ficar empoleirado do lado de fora do apartamento, porque ficou com medo que o marido traído quisesse matá-lo.



http://g1.globo.com/Noticias/PlanetaBizarro/0,,MUL1362682-6091,00.html











Fantástico


Homem fica preso na casa da amante durante apagão


Foi uma noite de muitas histórias. Entre elas, a do portão traidor.


Aconteceu na escuridão...


Foi uma noite de muitas histórias. Entre elas, a do portão traidor. O taxista Lair chegou ao endereço da chamada e logo viu que o cliente não estava bem: “Me chamou a atenção, eu perguntei por que ele estava desesperado.

Ele falou que estava na casa da amante e o portão não abria para ele tirar o carro. O carro é da minha esposa e ele tinha que ir embora. O portão não abria porque acabou a energia. A mulher queria que eu derrubasse o portão. Ele mexia nos cabelos, andava para lá, andava para cá. Ficou desesperado e chorava, eu quero abrir esse portão, eu quero abrir esse portão. Fiquei com medo até de dar enfarto no homem, eu via o desespero dele, ele falou é minha família, minha família, como é que faz? Meu carro na casa da amante. Não conseguimos tirar o carro de lá. Até que resolvi o assunto, consegui convencer ele a ir embora para casa sem o carro. Tudo por culpa do apagão”.


http://fantastico.globo.com/Jornalismo/FANT/0,,MUL1379977-15605,00.html











SENTENÇAS





Rio de Janeiro / Justiça

15/10/09 - 14h58 - Atualizado em 15/10/09 - 20h58

Marido traído processa amante da mulher, e sentença fala em 'solene corno'

Em decisão, juiz diz que mulheres 'traem de coração'.

Magistrado pede que marido, que já perdoou a mulher, perdoe seu amante

Alícia Uchôa Do G1, no Rio




"Solene corno." Essas e outras expressões, no mínimo curiosas, foram usadas por um juiz numa sentença do 1º Juizado Especial Cível do Tribunal de Justiça do Rio. A decisão foi dada em um processo em que um marido traído acusa o amante de sua mulher de calúnia e ofensa à honra e pede indenização por danos morais.

Segundo a ação, o caso começou quando o marido, um policial federal, descobriu que a mulher o traía. Ele, então, resolveu telefonar para o amante para cobrar explicações e exigir seu afastamento. O policial teria feito ameaças ao rival.

Assustado, o amante recorreu à corregedoria da PF, onde denunciou as ameaças. Não houve, no entanto, sigilo no processo administrativo e o marido, sentindo-se ultrajado pelo deboche de colegas de trabalho, decidiu entrar na Justiça pedindo danos morais ao amante.



Devaneio sobre homens de meia-idade



Antes de anunciar sua decisão, o juiz devaneia e faz uma comparação entre o homem e a mulher de meia-idade e seus motivos para trair e ser traído.

“Alguns homens, no início da ‘meia-idade’, já não tão viris, o corpo não mais respondendo de imediato ao comando cerebral/hormonal e o hábito de querer a mulher ‘plugada’ 24hs, começam a descarregar sobre elas suas frustrações, apontando celulite, chamando-as de gordas (pecado mortal) e deixando-lhes toda a culpa pelo seu pobre desempenho sexual”, diz, na sentença, o juiz Paulo Mello Feijó.



Mulheres ‘traem de coração’, diz juiz



Em contrapartida, o juiz afirma no documento que as mulheres na fase pré-menopausa “desejam sexo com maior frequência, melhor qualidade e mais carinho – que não dure alguns minutos apenas”. Mulheres nessa situação, diz o magistrado, têm dois caminhos: ou se fecham deprimidas ou “buscam o prazer em outros olhos, outros braços, outros beijos (...) e traem de coração”.

Nesses casos, o pensamento é, segundo Feijó: “Meu marido não me quer, não me deseja, me acha uma ‘baranga’ - (azar dele!) mas o meu amante me olha com desejo, me quer - eu sou um bom violino, há que se ter um bom músico para me fazer mostrar toda a música que sou capaz de oferecer!!!!”




Sentença diz ainda: ‘solene corno!’




O juiz, que cita os clássicos da literatura “Madame Bovary”, de Gustave Flaubert, e a Capitu de “Dom Casmurro”, de Machado de Assis. Depois de expor as hipotéticas situações conjugais, Feijó conclui: “Um dia o marido relapso descobre o que outro teve a sua mulher e quer matá-lo - ou seja, aquele que tirou sua dignidade de marido, de posseiro e o transformou num solene corno!”.

“Portanto, ao réu também deve ser estendido (...) perdão, porque as provas nos autos demonstraram que o autor perdoou sua esposa e agora busca vingança contra o réu, que também é vítima de si mesmo juntamente com a esposa do autor.” Com isso, finalmente, o magistrado julga o pedido do marido improcedente e o processo deve ser arquivado.


O juiz não foi localizado pelo G1 até a publicação desta reportagem para falar sobre sua decisão.


http://g1.globo.com/Noticias/Rio/0,,MUL1342437-5606,00-MARIDO+TRAIDO+PROCESSA+AMANTE+DA+MULHER+E+SENTENCA+FALA+EM+SOLENE+CORNO.html







Rio de Janeiro


16/10/09 - 18h14 - Atualizado em 16/10/09 - 18h14


Titular do Juizado Especial atribui expressão 'solene corno' a juiz leigo

Paulo Feijó considerou parte técnica da sentença correta após análise.

Já complementos do colaborador são aceitos se respeitam partes, diz.


Do G1, no Rio



O titular do Juizado Especial Cível do Rio, juiz Paulo Mello Feijó, divulgou nesta sexta-feira nota oficial esclarecendo que a sentença que usa a expressão “solene corno” não foi redigida por ele e, sim, por um juiz leigo que colabora com aquela vara.

Feijó considera que a parte técnica da sentença está correta e “sofreu detida análise”, mas “eventuais complementos dos juízes leigos’ dependem da “sua forma pessoal de redação”. Ele acrescenta que os textos dos leigos são respeitados desde que não tenham a intenção de atingir as partes e assinala que cabe recurso contra a setença.

Reportagem do G1 desta quinta-feira (15) mostrou que, assinada por Feijó, a sentença se vale de expressões incomuns ao negar o pedido de indenização por danos morais de um policial federal, na situação de marido traído, contra o ex-amante de sua mulher.



Íntegra da nota do juiz



A nota distribuída pela assessoria de imprensa do Tribunal de Justiça do Rio é a seguinte:

“Cuida-se de sentença redigida por juiz leigo, em todos os termos referidos nas reportagens, homologada por este magistrado.

Os juízes leigos integram quadro criado para auxiliar os juízes de Juizados Especiais Cíveis, em razão do excesso de serviço que atinge estes órgãos da Justiça, sendo profissionais formados em direito e recrutados dentre estudantes da Escola da Magistratura do Estado do Rio de Janeiro.

No exercício de sua função realizam audiências e lavram projetos, ou minutas, de sentenças, que posteriormente são submetidas à homologação do juiz de direito.

A parte técnica da sentença – que sempre sofre detida análise – examinou corretamente a questão jurídica, o que originou a homologação da decisão por este magistrado.

Eventuais complementos dos juízes leigos nas sentenças são atribuíveis à sua forma pessoal de redação, e respeitados desde que não tenham o objetivo de atingir as partes envolvidas.

A sentença proferida é sujeita a recurso”.



http://g1.globo.com/Noticias/Rio/0,,MUL1344278-5606,00-TITULAR+DO+JUIZADO+ESPECIAL+ATRIBUI+EXPRESSAO+SOLENE+CORNO+A+JUIZ+LEIGO.html







Jornal Hoje – TV Globo

25/05/09 - 14h53 - Atualizado em 25/05/09 - 14h57

Traição pode custar caro

Já há casos no Brasil em que a justiça determinou compensação financeira por infidelidade.

Gioconda Brasil - Brasília



No ano passado, a vida de Ediel deu uma reviravolta, ele descobriu que estava sendo traído pela mulher.

“Todo mundo falava que ela tava ficando com meu tio, pensei que era mentira, mas aí eu fui atrás e peguei. Falei para ele ficar com ela que eu to indo embora”, conta Ediel Dias Ribeiro, carpinteiro.

O que se fala por aí, quando o assunto é traição: “Não pode entrar no mato que ele se engancha o chifre”, brinca um senhor.

“Se a gente for largar homem porque ele traiu não vai ter nenhum. Porque nenhum deles é santo. Todos traem”, afirma uma mulher.

Mas para a justiça, traição não é brincadeira. Nos tribunais são cada vez mais frequentes sentenças de indenização por danos morais em caso de quebra de fidelidade num casamento. Se a traição é inesquecível para quem foi traído, ela também pode ser inesquecível para quem traiu.

O cliente de um advogado recebeu o aviso por telefone: um homem havia entrado na casa dele. Pensando que se tratasse de um assalto, o marido chamou a polícia. Um amigo... Todos acabaram testemunhando a cena constrangedora.

“Imagine você chegar em casa encontrar a sua esposa,certo,na cama do casal,no leito conjugal,certo,desnuda,mantendo relações sexuais com outra pessoa”,diz Maurício Lindoso,advogado.

Depois do flagrante, o marido traído entrou na justiça e conseguiu sete mil reais de indenização.

Reparação financeira compensa a dor da infidelidade? Nem sempre, diz a socióloga. O mais comum é usá-la como vingança.

“Todo dano emocional, afetivo, psicológico que vai sofrer a pessoa traída ele não será resolvido necessariamente com a compensação material, mas há um, pode haver uma satisfação, um bem estar passageiro até, momentâneo de que aquela traição foi compensada materialmente”, comenta Lourdes Bandeira, socióloga.

Em casos assim, a justiça busca o meio termo. “A indenização, o juiz deve fixá-la a ponto de trazer um conforto financeiro para a parte que foi violada, sem causar uma ruína financeira da parte que causou a desonra”, esclarece Rômulo Sulv, advogado.

Hoje separado, Ediel nunca pensou em indenização. Nem por vingança. Acha que já conseguiu dar a volta por cima de outro jeito.

“No meu caso é o desprezo”.

“Mas hoje você não ta casado de novo, não?”.

“Não, graças a Deus, não!”




Veja no vídeo a entrevista com o juiz João Batista Vilhena, da 7ª Vara da Família da capital de São Paulo.


http://g1.globo.com/jornalhoje/0,,MUL1166797-16022,00-TRAICAO+PODE+CUSTAR+CARO.html








Fantástico – TV Globo


Ex-maridos entram na Justiça para receber indenizações por traições



Está escrito no Código Civil: no casamento, é dever de ambas as partes assistência ao companheiro, sustento e guarda dos filhos, respeito e consideração, além de - tchan tchan – fidelidade.

O que você faria se descobrisse que foi traído? E pior: que todo mundo ficou sabendo! Pois é. No Distrito Federal, um ex-marido ganhou na Justiça uma indenização por ter apanhado a mulher no flagra.

O preço da traição? O Tribunal de Justiça do Distrito Federal definiu: R$ 7 mil. O juiz Sandoval Oliveira foi o relator da decisão.

Qualquer um que for traído pode entrar na Justiça?

“Não é o simples fato de ter sido traído. São as circunstâncias em que o fato aconteceu”, explica Sandoval Oliveira, juiz.

O fato, a traição, aconteceu em Planaltina, uma cidade próxima a Brasília. O ex-marido, que vamos chamar de E.R., recebeu um telefonema no trabalho: um amigo avisou que havia um ladrão no apartamento dele e que a mulher era mantida refém.

E.R. saiu correndo do trabalho, pediu ajuda ao porteiro e a vizinhos e invadiu o próprio apartamento. Quando entrou no quarto encontrou a ex-mulher com outro homem, os dois pelados, na cama do casal.

Nos autos dizem que ele se sentiu bastante constrangido e humilhado pelo fato de ter sido traído pela mulher na sua própria cama. Ele entrou na Justiça e conseguiu a separação.

“O adultério não é crime tipificado no Código Penal mais, já foi. Hoje não é. Mas a prova do adultério, se você conseguir provar ao juiz que houve o adultério, o juiz pode extinguir o casamento com base nisso”, explica Bernardo Moreira Garcia, diretor do Instituto Brasileiro Direito da Família.

Depois,o ex-marido pediu uma indenização por danos morais,alegando que a traição tinha acabado com a auto-estima dele.

Na primeira instância, o juiz determinou o pagamento ficou em R$ 14 mil. Mas a esposa recorreu, dizendo que não havia provas do abalo psicológico do ex-marido. E alegou que ganhava pouco e por isso conseguiu reduzir o valor para R$ 7 mil.

“Sem dúvida foi um constrangimento e foi público, parece que foi com base nisso que se aplicou a pena por dano moral”, diz Bernardo Moreira.

A decisão desse caso foi baseada em dois processos parecidos. Ex-maridos ganharam indenização das ex-mulheres por terem sido traídos. Não houve o flagrante público, mas os enganados descobriram depois da separação que os filhos que tinham assumido durante o casamento, na verdade, eram de outro.

Um desses maridos ficou 20 anos achando que era pai dos filhos do amante. Ele ganhou R$ 200 mil de indenização, mas não quis gravar entrevista. O outro topou contar, porque entrou na Justiça sem revelar a identidade.

“Era de uma pessoa que se pode dizer recatada. Só que eu viajava muito”, diz ele.

Ele só desconfiou quando a ex-mulher pediu a separação 15 dias depois do nascimento da filha. “Tivemos que ir atrás de indícios, provas, mas o que realmente acertou foi o laudo do Dr. Emerson, o obstetra, que provou que entre os dias 17 de janeiro e 19 de janeiro havia sido feita a concepção e eu estava viajando nesse dia”, explica.

Quanto vale esta traição? “R$ 15 mil, mas o sofrimento não paga, não paga”, afirma o marido.

Até hoje nenhuma das mulheres condenadas pagou a indenização ou porque recorreu ou porque desobedeceu a Justiça. Procuradas, elas não quiseram dar entrevistas.


http://fantastico.globo.com/Jornalismo/FANT/0,,MUL699208-15605,00.html





Brasil / Justiça

23/08/07 - 16h46 - Atualizado em 23/08/07 - 17h11

Mulher terá de pagar R$ 15 mil a ex-marido por traição.

Homem descobriu que ele não é pai biológico de menina registrada em seu nome.

Juiz considerou a frustração do homem que teve tirada a condição de pai.


Da Agência Estado




A 13ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJ-MG) condenou uma auxiliar de escritório a indenizar seu ex-marido em R$ 15 mil por danos morais, pela descoberta de que ele não é pai biológico de sua filha caçula. A menina, que na época da revelação tinha cerca de dois anos de idade, nasceu ainda durante o casamento e foi registrada como se fosse dele. A mulher pode entrar com recurso.

O comerciante alega que, depois da separação, foi alertado por vizinhos e conhecidos da existência de dúvidas quanto à paternidade da criança. Foi então que ele se submeteu a um exame de análise de DNA. Ao ficar comprovado que não era o pai biológico da menina, ele entrou com uma ação na primeira instância para conseguir reparação pelos danos psíquicos.

Segundo ele, sua ex-esposa omitiu, deliberadamente, a real paternidade da criança, o que abalou sua honra e dignidade. A mulher se defendeu, afirmando que não omitiu conscientemente a verdadeira paternidade da criança, já que só ficou sabendo da verdade depois do exame de DNA. Ela ainda acusou o ex-parceiro de comportamento agressivo e libertino.

O juiz Matheus Chaves Jardim, da 19ª Vara Cível de Belo Horizonte, acatou o pedido do comerciante e fixou a indenização por danos morais em R$ 15 mil, considerando a frustração pela qual o homem passou ao lhe ser tirada sua condição de pai. De acordo com o TJ-MG, o tempo pelo qual ele foi enganado não interfere na sentença.

O relator do recurso, desembargador Francisco Kupidlowski, confirmou a sentença do juiz de primeiro grau, ressaltando o dever de fidelidade no casamento. O TJ não soube informar se o verdadeiro pai da criança foi informado da paternidade. Caso quisesse, ele também poderia processar a mulher, por ter sido privado dos seus direitos como pai.



http://g1.globo.com/Noticias/Brasil/0,,MUL92742-5598,00-MULHER+TERA+DE+PAGAR+R+MIL+A+EXMARIDO+POR+TRAICAO.html









Brasil


31/08/2006 - 14h14m


CASAL DE AMANTES É CONDENADO POR ROUBAR CARRO DE MARIDO TRAÍDO


G 1



Um casal de amantes foi condenado pela Justiça por roubar o carro do marido traído, em Sacramento (Minas Gerais). Uma doméstica e um assistente de serviços gerais fugiram juntos, com o veículo do marido dela.


A 4ª Câmara Criminal do Tribunal de Justiça de Minas Gerais condenou a doméstica a cinco anos e quatro meses de reclusão, em regime semi-aberto. A pena do assistente de serviços gerais foi de seis anos e oito meses de reclusão, em regime fechado.


Segundo o TJ, na noite de cinco de dezembro de 2005, a mulher teria falado para seu marido que estava passando mal. Ele pegou o carro e saiu com ela e o filho para levá-la a um posto de saúde. Na volta, o amante pediu uma carona. Ao entrar no veículo, apontou um revólver calibre 22 e disparou em direção ao marido.


A vítima ─ que era empregado de uma carvoaria ─ disse que ele e o filho saíram do carro para procurar ajuda. Quando chegou ao seu local de trabalho, o carvoeiro ligou para a polícia e denunciou o roubo.


O casal de amantes planejava fugir para São Paulo, mas, no caminho, foi localizado pela Polícia Militar.


O assistente está preso na delegacia de Sacramento. A mulher cumpre prisão domiciliar, pois não há cadeia feminina na cidade. A doméstica tem que estar em casa nos fins de semana e feriados e até as 19h nos dias úteis. Esse esquema será cumprido até que seja construído o albergue para presas do sexo feminino.


http://g1.globo.com/Noticias/Brasil/0,,AA1257833-5598,00.html






Brasil / Infidelidade


24/09/08 - 01h41 - Atualizado em 24/09/08 - 02h19


Mulher traída ganha indenização da amante do ex-marido em Goiânia


Justiça concedeu pouco mais de R$ 31 mil para uma professora.


Decisão ocorreu em 1ª instância e amante pode recorrer


Do G1, com informações do Jornal da Globo




Uma mulher traída conseguiu na Justiça de Goiânia o direito de receber da amante do seu ex-marido uma indenização de pouco mais de R$ 31 mil por danos morais. A decisão é da primeira instância e a amante, portanto, ainda pode recorrer.


A professora Fátima Cristina Oliveira acreditava numa união de 21 anos, e seu marido, segundo ela, era “acima de qualquer suspeita”. “Era uma pessoa caseira. Era sete da noite e ele já estava em casa”, recorda.


Um telefonema, porém, mudou a vida da professora. Ela descobriu que estava sendo traída e a notícia chegou pela própria amante. Fátima entrou em depressão, e, desorientada, ficou sem o emprego.


Quando tudo parecia perdido, ela decidiu reagir. A professora entrou na Justiça contra amante, alegando danos morais. Primeiro, ela tentou salvar o casamento, mas preferiu o divórcio depois que percebeu que o marido pagava as despesas do advogado da amante.


Sem condições emocionais de continuar morando em Goiânia, Fátima recomeçou a vida em outro lugar, a 200 km de distância: foi para Brasília, onde morou antes do casamento. Arrumou um novo emprego e até voltou a estudar, enquanto aguardava uma decisão sobre o processo na Justiça de Goiânia.



75 salários mínimos



Na sentença, o juiz condenou a amante a pagar indenização de 75 salários mínimos, ou seja R$ 31.125,00. Ele justificou a decisão com base nas ameaças que a amante teria feito contra a professora e no sofrimento pelo qual Fátima havia passado.


A amante, que trabalha como vendedora, não foi encontrada em casa para falar sobre o assunto.


Alerta


O advogado da professora acredita que a decisão do juiz abre precedente jurídico para outros casos. “A decisão basta para realmente quebrar barreiras”, disse Éder Francelino Araújo. Ele também alerta aqueles que andam traindo os parceiros. “Amantes que se cuidem!”, afirmou.



http://g1.globo.com/Noticias/Brasil/0,,MUL771477-5598,00-MULHER+TRAIDA+GANHA+INDENIZACAO+DA+AMANTE+DO+EXMARIDO+EM+GOIANIA.html






Brasil


23/10/08 - 11h39 - Atualizado em 23/10/08 - 11h45



Mulher traída obtém indenização de R$ 53,9 mil no MS


Da Agência Estado




Uma mulher, que não pode ser identificada, vai receber do ex-marido, com quem ficou casada desde 1975, mais de R$ 50 mil em indenização por danos morais, causados por traição, segundo sentença do Tribunal de Justiça do Mato Grosso do Sul.


A sentença proferida pelo juiz da 3ª Vara de Família de Campo Grande, Luiz Cláudio Bonassini da Silva, em processo julgado neste mês de outubro, concedeu indenização de R$ 53.950,00 em danos morais à esposa traída durante o casamento. Ela, que tem dois filhos com o marido, provou sofrimento e humilhação com a relação extraconjugal do marido.


De acordo com a sentença, o marido violou os direitos decorrentes do matrimônio e causou dano moral (sofrimento, humilhação, angústia) à esposa, lhe ofendendo a dignidade como pessoa humana e, por fim, tornando insuportável a vida em comum.


A esposa começou a investigá-lo em razão do comportamento estranho do marido, descobrindo que ele vinha mantendo casos extraconjugais, inclusive em um deles tendo gerado uma filha que hoje está com 24 anos.


O marido contestou alegando que ela já sabia da existência dessa filha e aceitara a situação, inclusive o perdoando de forma tácita.


As provas do processo demonstraram que o marido é pai de uma jovem nascida em 4 de maio de 1984, ou seja, durante o casamento, realizado em 21 de março de 1975.


A mãe dessa jovem, a amante, depôs em juízo argumentando que trabalhavam juntos nos anos de 1982 e 1983 e que começaram a ter uma relação extraconjugal, engravidou e ficou 19 anos sem contatar ao pai sobre a filha.


Um laudo psicológico demonstrou que a esposa, em fevereiro de 2006, em tratamento, sofria de grande angústia, ansiedade e negativismo, uma depressão reativa à decepção e desgostos que vivenciou na relação conjugal.



http://g1.globo.com/Noticias/Brasil/0,,MUL833414-5598,00-MULHER+TRAIDA+OBTEM+INDENIZACAO+DE+R+MIL+NO+MS.html






26/03/2010 - 17h47


Marido traído ganha na Justiça direito a indenização de R$ 114 mil no Rio

DIANA BRITO

Colaboração para a Folha Online, no Rio


Um morador da zona oeste do Rio acionou a Justiça para tentar amenizar a humilhação da infidelidade conjugal e ganhou o direito a indenização de R$ 114 mil. A decisão foi tomada no último dia 10 pela 26ª Vara Cível do Tribunal de Justiça do Estado, após o marido traído flagrar um de seus melhores amigos com sua Mulher em um motel.

Inicialmente, a Justiça havia determinado o valor da indenização em R$ 50 mil. Com as correções, a indenização subiu para R$ 93 mil.

Entretanto, o homem achou o valor alto e pediu que o cálculo fosse reavaliado. No entanto, no último dia 10, a Justiça determinou que o valor final seria de R$ 114 mil.

No processo, o marido traído conta que encontrou a Mulher em um motel com seu amigo, que chegava a frequentar a residência do casal. Segundo ele, o flagrante resultou no divórcio. O amigo, porém, nega no processo que tenha feito sexo com a Mulher.

Na decisão, o relator do processo, juiz Werson Rêgo, que na época - em 2007 - atuava em substituição na 12ª Câmara Cível, afirmou que "a traição dupla gera angústia,dor e sofrimento, que abalam a pessoa traída, sendo cabível o recurso ao Poder Judiciário para assegurar a reparação ao dano sofrido".

De acordo com Rêgo, o adultério significa violação dos deveres do casamento: fidelidade, respeito e consideração das duas partes.

A Folha Online conversou com o juiz nesta sexta-feira e ele mencionou que o caso é apontado como uma quentão jurídica "delicada".

"Existem entendimentos em dois sentidos. Temos a orientação que prevaleceu neste caso específico porque houve grave violação de dever do casamento e havendo essa violação de um dever jurídico originário, surge para o infrator o dever jurídico sucessivo de reparar os danos decorrentes. Essa foi a tese que venceu. Mas existe também a posição contrária, no sentido que há de existir moderação naquilo que se chama judicialização das relações familiares, que se deveria ter um cuidado com essas questões, especialmente no âmbito da responsabilidade civil", disse Rêgo.

A Folha Online tentou contato com os advogados Vitor César Lourenço Ferreira e Carlos Alberto Motta, dos dois envolvidos no caso, mas eles não foram localizados.


http://www1.folha.uol.com.br/folha/cotidiano/ult95u712577.shtml







Mundo


17/09/2007 - 17h33m - Atualizado em 17/09/2007 - 17h35m


EX-MARIDO ENGANADO DURANTE 20 ANOS GANHA INDENIZAÇÃO DE R$ 200 MIL


G 1




Rio de Janeiro, 17 set (EFE).- Um homem enganado durante duas décadas por sua esposa receberá uma indenização no valor de R$ 200 mil por danos morais, decidiu hoje o Superior Tribunal de Justiça (STJ).


A ex-esposa deverá pagar R$ 200 mil por ter omitido durante mais de 20 anos de seu companheiro que ele não era o verdadeiro pai de dois filhos nascidos durante o casamento.


O caso chegou ao Supremo após recurso do ex-marido, que requeria que o valor da indenização fosse aumentado com a inclusão das acusações de prática de adultério e danos materiais, associadas aos prejuízos patrimoniais sofridos.


O litigante queria ainda que o ex-amante de sua mulher, atual marido e verdadeiro pai dos filhos do casamento, também respondesse pelo engano e pelos danos causados.


A processada queria, por sua vez, que a Justiça reduzisse o valor da indenização aceita em primeira instância pelo Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro.


O STJ decidiu, por 3 votos a 2, rejeitar todos os pedidos das partes, e manteve o valor fixado em primeira instância.


A juíza responsável pelo caso, Nancy Andrighi, argumentou que o desconhecimento do fato de não ser o pai biológico dos filhos gerados durante o casamento atinge a dignidade e a honra do cônjuge, o que justifica a reparação por danos morais.


Andrighi afirmou que a ex-esposa transgrediu o dever de lealdade e de sinceridade, ao omitir deliberadamente de seu esposo a verdadeira paternidade biológica de seus filhos.


A magistrada, no entanto, não aceitou a ação contra o amante de sua ex-esposa.


http://g1.globo.com/Noticias/Mundo/0,,AA1634651-5602,00-EXMARIDO+ENGANADO+DURANTE+ANOS+GANHA+INDENIZACAO+DE+R+MIL.html





Brasil / Judiciário


03/06/08 - 21h49 - Atualizado em 03/06/08 - 21h49


Julgamento de triângulo amoroso chega ao STF


Homem teve 11 filhos com a esposa e outros 9 com a amante.


Amante teve pedido de partilha da aposentadoria do falecido negado.


MIRELLA D'ELIA


Do G1, em Brasília




Nem só de polêmica e de julgamentos considerados históricos – como o que liberou o uso de células-tronco embrionárias, na semana passada - é feita a rotina do Supremo Tribunal Federal (STF).


Nesta terça-feira (3), os ministros da mais alta corte do país estiveram às voltas com um triângulo amoroso entre o fiscal de renda Valdemar do Amor Divino, a mulher dele, Railda Conceição Santos, e a amante, Joana da Paixão Luz. E tiveram que discutir a pendenga judicial de sete anos entre as duas em torno da pensão dele, que já morreu.


“O encontro dos dois estava escrito nas estrelas, eles tinham que se encontrar. É o encontro entre o amor e a Paixão”, brincou o ministro Carlos Ayres Britto, ao comentar o caso.


Metade


A queda-de-braço começou em 2001. Mesmo sem ter sido casada com Amor Divino, Paixão Luz entrou com uma ação de partilha de pensão previdenciária na comarca de Maraú (BA). Alegou ter direito à metade da pensão deixada por ele à mulher.


Os dois, sustentou a amante, viveram juntos durante 37 anos e tiveram 9 filhos. A separação só ocorreu com a morte do fiscal, no fim da década de 90. Com a esposa, ele teve outros 11 filhos.


O juiz de Maraú negou o pedido de Paixão Luz, que recorreu ao Tribunal de Justiça da Bahia (TJ-BA) e conseguiu uma decisão favorável. O caso chegou ao Supremo em 2003, por meio de um recurso do estado da Bahia. Nesta terça, os ministros decidiram que Paixão Luz não tem direito à metade da pensão de Amor Divino.


O julgamento


No julgamento desta terça, quatro dos cinco ministros da 1ª Turma entenderam que a relação de Paixão Luz e Amor Divino não pode ser considerada uma união estável.


Ricardo Lewandowski, Cármen Lúcia e Carlos Alberto Menezes Direito seguiram o voto do relator, Marco Aurélio Mello, que citou o artigo 226 da Constituição Federal.


“Concubinato é compartilhar o leito, união estável é compartilhar a vida. Para a Constituição Federal esta união estável é o ‘embrião’ de um casamento”, disse Lewandowski, fazendo menção ao julgamento das células-tronco.


Carlos Ayres Britto acabou vencido pela maioria. “Para a Constituição Federal, não existe concubina. Ela era tão viúva quanto a outra”, disse, após a decisão.


Agora, Paixão Luz só pode tentar levar a discussão ao plenário do STF – composto pelos 11 ministros que integram a corte – se houver uma decisão diferente da 2ª Turma do Supremo em um caso semelhante.


http://g1.globo.com/Noticias/Brasil/0,,MUL588576-5598,00-JULGAMENTO+DE+TRIANGULO+AMOROSO+CHEGA+AO+STF.html





Brasil


03/06/08 - 20h51 - Atualizado em 03/06/08 - 20h55


STF rejeita dividir pensão entre mulher e amante na BA


Da Agência Estado


O Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu hoje, em sessão da 1ª Turma, que a pensão por morte do fiscal baiano Valdemar do Amor Divino Santos deve ser paga apenas à mulher, Railda Conceição Santos. A amante, com quem manteve um caso por 37 anos, Joana da Paixão Luz, não tem direito a nada. No Tribunal de Justiça (TJ) da Bahia, Joana foi vitoriosa, e teria direito a parte da pensão.


Mas o governo da Bahia recorreu ao STF, em recurso julgado hoje. O relator da ação, ministro Marco Aurélio Mello, afirmou no voto que a Constituição diz que a família é reconhecida como a união estável entre homem e mulher, devendo a lei facilitar a conversão em casamento. O caso entre o fiscal baiano e a amante não adquiriu estabilidade, na visão de Mello.


O ministro Carlos Ayres Britto foi o único a votar pelo rateio da quantia. "O encontro dos dois estava escrito nas estrelas, eles tinham de encontrar-se. É o encontro entre o Amor e a Paixão", justificou.


http://g1.globo.com/Noticias/Brasil/0,,MUL588531-5598,00-STF+REJEITA+DIVIDIR+PENSAO+ENTRE+MULHER+E+AMANTE+NA+BA.html





Brasil / Distrito Federal


23/05/08 - 18h25 - Atualizado em 23/05/08 - 18h25


Homem é condenado a pagar R$ 20 mil por causa de infidelidade virtual no DF


A ex-esposa descobriu a traição ao ler e-mails arquivados no computador da família.


Ex-marido pode recorrer da decisão.


G 1




A 2ª Vara Cível do Tribunal de Justiça do Distrito Federal e Territórios (TJDFT) condenou um homem a pagar R$ 20 mil por causa de um relacionamento que ele teria mantido com outra mulher durante a vigência do casamento. Um detalhe: a traição foi comprovada por meio de e-mails trocados entre o acusado e a amante. O ex-marido ainda pode recorrer da decisão.


O juiz alegou que o adultério foi demonstrado pela troca de fantasias eróticas entre o casal, o que caracterizaria “sexo virtual”. O ex-marido ainda se aproveitaria dos e-mails para criticar o desempenho sexual da então esposa, acusando-a de ser “fria” na cama.


“Se a traição, por si só, já causa abalo psicológico ao cônjuge traído, tenho que a honra subjetiva da autora foi muito mais agredida, em saber que seu marido, além de traí-la, não a respeitava, fazendo comentários difamatórios quanto à sua vida íntima, perante sua amante”, afirma o magistrado, na decisão.



Tratamento psicológico


A ex-exposa “descobriu” a traição ao ler os e-mails arquivados no computador da família. Ela entrou na justiça com pedido de indenização por danos morais, alegando que precisou de tratamento psicológico. Disse que acreditava que o marido havia abandonado a família devido a uma crise existencial e que jamais tinha desconfiado de traição.


O ex-marido, por sua vez, disse que o episódio foi uma invasão de privacidade e pediu que os e-mails fossem desconsiderados como prova de infidelidade.



http://g1.globo.com/Noticias/Brasil/0,,MUL534476-5598,00-HOMEM+E+CONDENADO+A+PAGAR+R+MIL+POR+CAUSA+DE+INFIDELIDADE+VIRTUAL+NO+DF.html








DFTV 2ª Edição – TV Globo


O preço da traição


Leonardo Ribbeiro / Marcione Santana



Até pouco tempo, quem traía, corria o risco de perder o parceiro e ser reconhecido como infiel. Agora, além disso, a Justiça tem mandado o traidor pagar indenização para a pessoa traída.

Quando o assunto é traição, tem gente que é radical. “Eu matava ele”, fala uma moça.

Mas tem quem pegue leve. “Tem que partir pra outra né? A vida continua”, diz uma jovem.

“Eu terminaria tudo”, afirma uma senhora.

Uma jornalista de Brasília resolveu fazer diferente. Procurou a Justiça ao saber que o então marido a havia traído. Nessa, ele se deu mal.

O ex-marido infiel foi condenado a pagar uma indenização por danos morais no valor de R$ 20 mil, porque manteve um relacionamento com outra mulher durante o casamento. A traição ficou comprovada por meio de e-mails trocados entre o acusado e a amante. Para o juiz, o adultério foi demonstrado pela troca de fantasias eróticas entre o casal.




FOTO: Reprodução





















A situação ficou ainda mais grave, porque nas mensagens, o ex-marido fazia comentários sobre o desempenho sexual da ex-esposa. As provas foram colhidas pela própria mulher, que encontrou os e-mails arquivados no computador da família. Na ação, ela alega que teve de fazer tratamento psicológico.

Para alguns, a terapia nesses casos deve ser outra. “Eu pago a ele da mesma forma. Me traiu eu traio também”, diz a doméstica Eliane Souza Moura.

http://dftv.globo.com/Jornalismo/DFTV/0,,MUL535013-10040,00.html











Brasil / Casamento


12/05/08 - 17h33 - Atualizado em 12/05/08 - 17h33


Tribunal do DF condena mulher infiel a pagar R$ 7 mil de indenização


Ela foi flagrada com outro homem na cama do próprio casal.


Não cabe mais recurso da decisão.


Do G1, em Brasília




O Tribunal de Justiça do Distrito Federal e Territórios (TJDFT) obrigou uma professora de Planaltina, cidade-satélite de Brasília, a pagar R$ 7 mil de danos morais ao ex-marido. Não cabe mais recurso da decisão, pois o julgamento ocorreu na Turma Recursal do tribunal. O juiz que decidira em primeira instância o caso havia concedido R$ 14 mil de indenização, mas a Turma Recursal decidiu reduzir o valor.


Ela foi flagrada pelo cônjuge, nua, em conjunção carnal com outro homem, na residência e na própria cama do casal. O autor da ação entrou com o pedido de indenização após a homologação da separação litigiosa na Vara de Família.


Na época da separação, ficou comprovada a culpa da esposa, que, segundo a sentença homologatória, “incorreu em quebra do dever de fidelidade, previsto no art. 1.566 do Código Civil”. Testemunhas ouvidas em juízo confirmaram o flagrante.


Insatisfeita com a condenação, a requerida entrou com recurso na 1ª Turma Recursal. Várias foram as alegações feitas: a incompetência do juizado para julgar o pedido por se tratar de assunto de origem familiar; o fato de já ter sido apenada com a perda do direito à pensão alimentícia à época da separação; e não possuir condições financeiras para arcar com o exagerado valor estabelecido pelo juiz a título de indenização.


Em resposta à contestação, os julgadores do recurso foram unânimes em confirmar tanto a competência do juizado para julgar o pedido quanto o dever de indenizar da ex-esposa. No entanto, por maioria de votos, decidiram que o valor determinado pelo juiz deveria ser reduzido para 7 mil reais, por conta da condição financeira da ré que é professora contratada.



'Delicada situação de exposição'



Segundo o acórdão da Turma, “a possibilidade de haver indenização deriva de mandamento constitucional que diz ser inviolável a honra das pessoas, sendo assegurado o direito à indenização pelo dano moral decorrente de sua violação (Art. 5º,X, CF).”


Para o relator do recurso, “o caso em questão não versa sobre uma mera negligência da relação de casamento que poderia ficar limitada à vara de família, mas sim a uma situação fática que colocou o autor da ação em uma delicada situação de exposição.”


Ainda de acordo com o voto do relator, “a infidelidade sozinha não gera nenhuma causa de indenizar, pois pode ser tratada como um vexame pessoal que, quando muito, provoca o desencanto no final de um relacionamento amoroso. Todavia, por exceção, como nesse caso concreto, quando a situação adúltera causa grave humilhação e exposição do outro cônjuge, aí sim, a responsabilidade civil tem vez.”


Desde março de 2005, a Lei 11.106 alterou diversos dispositivos do Código Penal Brasileiro. Dentre as mudanças, houve a descriminalização do adultério, antes considerado crime com previsão de pena de 15 dias a seis meses de detenção.




http://g1.globo.com/Noticias/Brasil/0,,MUL466821-5598,00-TRIBUNAL+DO+DF+CONDENA+MULHER+INFIEL+A+PAGAR+R+MIL+DE+INDENIZACAO.html








Brasil / Justiça


12/11/09 - 12h05 - Atualizado em 12/11/09 - 12h15



Homem traído não tem direito de ser indenizado por amante da ex, diz STJ

Ex-marido disse ter sofrido danos morais, mas não teve recurso atendido.

Para ministros, cúmplice de adultério não tem responsabilidade pela traição.


Diego Abreu


Do G1, em Brasília




O Superior Tribunal de Justiça (STJ) negou recurso protocolado por um homem que pedia indenização por danos morais ao amante da sua ex-mulher. Para os ministros da 4ª Turma do STJ, o cúmplice do adultério, praticado durante o casamento, não tem responsabilidade civil pela traição, por ser estranho à relação jurídica existente entre o casal.

Inicialmente, a 2ª Vara Cível de Patos de Minas (MG) condenou o amante ao pagamento de R$ 3,5 mil ao ex-marido, por danos morais. No entanto, a decisão foi revertida pelo Tribunal de Justiça de Minas Gerais, que considerou não ter havido “culpa jurídica” do cúmplice da traição, ao citar que foi a ex-esposa quem descumpriu os deveres impostos pelo matrimônio.

Inconformado, o ex-marido recorreu ao STJ, que manteve a decisão do tribunal mineiro ao negar a indenização. Segundo o ministro relator do recurso, Luís Felipe Salomão, não há como o Judiciário impor um “não fazer” ao amante. “É certo que não se obriga a amar por via legislativa ou judicial e não se paga o desamor com indenizações”, destacou.

De acordo com o processo, o autor da ação viveu entre 1987 e 1996 com a ex-mulher. No entanto, o ex-marido relatou que a partir de 1990 o amante passou a manter relações sexuais com sua então esposa e que desse relacionamento teria nascido uma menina, registrada como filha do marido e não do amante.

O casal divorciou-se somente em 1999. O ex-marido disse que, diante da infidelidade e da falsa paternidade na qual acreditava, sofreu dano moral passível de indenização, pois “anda cabisbaixo, desconsolado e triste”.



http://g1.globo.com/Noticias/Brasil/0,,MUL1376358-5598,00-HOMEM+TRAIDO+NAO+TEM+DIREITO+DE+SER+INDENIZADO+POR+AMANTE+DA+EX+DIZ+STJ.html





Brasil / Justiça


14/08/09 - 15h23 - Atualizado em 14/08/09 - 15h23


Justiça de MG condena mulher a pagar R$ 25 mil a ex-marido traído


Homem descobriu que não era pai biológico da filha, o que provou traição.


A mulher pode recorrer da decisão.



Do G1, em São Paulo




Uma mulher foi condenada a pagar uma indenização de R$ 25 mil para o ex-marido por tê-lo traído durante o casamento, conforme uma decisão da 11ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG). Cabe recurso.

O homem provou a traição da ex-mulher com um exame de DNA, quando foi constatado que ele não era o pai biológico da filha.

De acordo com o TJMG, o casal se separou após quatro anos de união e foi determinado para o homem o pagamento de três salários mínimos à filha recém-nascida. Após a separação, ele alegou que havia sido traído pela mulher, fato comprovado pelo exame de DNA, e entrou com pedido de indenização por danos morais e materiais pelos valores pagos por mais de cinco anos como pensão alimentícia para a criança.

A Justiça de 1ª Instância concedeu ao ex-marido apenas a indenização por danos morais, no valor de R$ 40 mil.

A ex-mulher recorreu ao TJMG e afirmou que o ex-marido não havia sofrido danos morais porque sabia do relacionamento extraconjugal. Ela disse ainda que o ex-marido afirmou em juízo que “a vida do casal era livre, sendo que no final do relacionamento tanto ela quanto ele tinham relacionamentos extraconjugais do conhecimento de ambos”.

Os desembargadores Fernando Caldeira e Duarte de Paula, relator do caso, reexaminaram a questão e decidiram que o dano moral ficou configurado. Paula afirmou que “não se pode negar a humilhação, a tristeza e o abalo em sua honra subjetiva sentidos por um homem que, após anos sendo tido por toda a comunidade como pai de uma criança, gerada durante seu casamento, descobre ter sido traído e enganado por sua ex-esposa”.

Os desembargadores, porém, diminuíram o valor da indenização para R$ 25 mil por considerar “adequado e suficiente para compensar o transtorno moral sofrido pelo ex-marido, sem causar-lhe enriquecimento sem causa, e, ao mesmo tempo, penalizar a ofensora”.

A desembargadora Selma Marques, que acolheu os argumentos da ex-mulher, foi contra a decisão e alegou que o ex-marido teria assumido o risco de que a ex-esposa tivesse um filho que não fosse seu ao aceitar as relações dela com outros homens, assim como ele também mantinha relações com outras mulheres.

Para o desembargador Duarte de Paula, o ex-marido desconhecia que a criança podia não ser sua filha quando a registrou. “O nascimento da menor se deu apenas um mês antes do ajuizamento da ação de separação pelo casal, não sendo provável que alguém resolva assumir um filho que não é seu, de uma pessoa da qual está prestes a se separar, assumindo inclusive deveres patrimoniais”, afirmou Paula.

De acordo com o TJMG, a mulher pode recorrer da decisão.



http://g1.globo.com/Noticias/Brasil/0,,MUL1267409-5598,00-JUSTICA+DE+MG+CONDENA+MULHER+A+PAGAR+R+MIL+A+EXMARIDO+TRAIDO.html





Rio de Janeiro / Infiel

27/03/10 - 06h30 - Atualizado em 27/03/10 - 06h30

Marido traído ganha indenização de R$ 114 mil do amante da esposa

Amante era considerado um dos melhores amigos do queixoso.

Mulher também foi condenada a pagar R$ 5 mil por traição.


Tássia Thum

Do G1, no Rio



Um autônomo que vive de renda, morador da Zona Oeste do Rio, ganhou R$ 114 mil de indenização ao processar o amante de sua esposa, que era um dos melhores amigos do traído. A condenação, em segunda instância, é da 12ª Câmera Cível do Tribunal de Justiça do Rio e não cabe mais recurso.

Segundo o processo, após 20 anos de casamento, o marido passou a desconfiar da proximidade de sua mulher com o amigo, que costumava freqüentar a residência do casal.

Ele conseguiu então flagrar os dois saindo do motel, o que confirmou a suspeita de o amigo e a esposa mantinham uma relação amorosa.
O autônomo deu entrada numa ação reclamando danos morais.

No processo, que teve início em 2004, o amante confirmou que foi ao motel com a esposa do amigo, mas negou que tenha acontecido qualquer tipo de relação sexual.


Violação dos deveres do casamento


O desembargador Werson Rego, relator do caso, diz, na sentença, que houve por parte do amigo e da esposa violação dos deveres do casamento, infidelidade conjugal e dano moral.

O desembargador Werson Rego, relator do caso, diz, na sentença, que houve por parte do amigo e da esposa violação dos deveres do casamento, infidelidade conjugal e dano moral.

“A traição, no caso dupla (da esposa e do ex-amigo) gera angústia, dor e sofrimento, sentimentos que abalam a pessoa traída, sendo perfeitamente cabível o recurso ao Poder Judiciário, assegurando ao cônjuge e amigo lesado o direito à reparação ao dano sofrido”, assinalou o desembargador.


Esposa também vai pagar por traição


De acordo com o advogado do marido traído, Vitor César Lourenço Ferreira, a ex-esposa de seu cliente também foi condenada a pagar uma indenização de R$ 5 mil por danos morais ao ex-marido. Nesse caso, a sentença foi expedida há dois anos.

“A meu ver, essas decisões visam proteger a família, já que ninguém é obrigado a ficar casado”, disse o advogado.

Na época do ocorrido, o valor de indenização foi fixado em R$ 50 mil, mas, após seis anos, o valor foi corrigido e chegou a R$ 114 mil.


http://g1.globo.com/Noticias/Rio/0,,MUL1546640-5606,00-MARIDO+TRAIDO+GANHA+INDENIZACAO+DE+R+MIL+DO+AMANTE+DA+ESPOSA.html






Brasil / Justiça

9/02/10 - 13h17 - Atualizado em 09/02/10 - 13h19

Amante não tem direito a indenização por serviços domésticos, decide STJ

Após fim de relacionamento, mulher queria R$ 48 mil de parceiro.

Pedido foi negado por representar 'ameaça à monogamia'.


Do G1, em São Paulo



Os ministros da 4ª Turma do Superior Tribunal de Justiça decidiram que uma amante não tem direito a indenização por serviços domésticos prestados. A conclusão, divulgada na segunda-feira (8), é referente a um caso de Dourados (MS). Relator do processo, o ministro Luis Felipe Salomão ressaltou que a proteção à condição de amante poderia representar uma ameaça à monogamia.

A cabeleireira L.M. de O. havia pedido uma indenização de R$ 48 mil após o fim do relacionamento de dois anos com A.D., que era casado com outra mulher. A amante alegou que teve de deixar de trabalhar por determinação de seu parceiro, perdendo uma renda de R$ 1 mil por mês, e por isso pleiteava a reparação.

A 3ª Vara Cível de Dourados (MS) negou o pedido. Depois, houve apelação e a indenização foi aceita, mas reduzida a R$ 24 mil. Agora, a decisão do STJ voltou negar o pedido.

Em seu voto, Salomão disse que a união estável "é uma relação afetiva qualificada, espiritualizada, aberta, franca, exposta, assumida, constitutiva de família". Ainda segundo o que descreve o voto, a relação entre amantes, o concubinato, "é clandestino, velado, desleal, impuro". Proteger os dois tipos de relação ao mesmo termo seria um "paradoxo do direito", classificou Salomão. "Isto poderia destruir toda a lógica do nosso ordenamento jurídico, que gira em torno da monogamia. Isto não significa uma defesa moralista da fidelidade conjugal. Trata-se de invocar um princípio ordenador, sob pena de se desinstalar a monogamia”.

Com a decisão, L.M. de O. também foi condenada a pagar as custas processuais e honorários advocatícios, no valor de R$ 1 mil.


http://g1.globo.com/Noticias/Brasil/0,,MUL1483082-5598,00-AMANTE+NAO+TEM+DIREITO+A+INDENIZACAO+POR+SERVICOS+DOMESTICOS+DECIDE+STJ.html





Mulher indeniza esposa do amante por constrangimentos


Trair e provocar


Não contente de ter um caso com um homem casado, uma mulher resolveu tripudiar sobre a esposa do amante. Para a Justiça os constrangimentos causados à esposa traída geraram dano moral que justifica uma reparação.

O entendimento é da 9ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Rio Grande do Sul, que condenou uma telefonista, amante do patrão, ao pagamento de R$ 5 mil à mulher dele. A decisão foi unânime.

Segundo os autos, a autora da ação recebeu uma ligação em que a amante de seu marido afirmou: "Tu sabias que teu marido adora sair comigo?". Depois disso, o marido e patrão demitiu a telefonista para impedir que ela interferisse na vida do casal. A demitida alegou estabilidade por estar grávida, sendo-lhe concedida licença remunerada.


Depois de três meses, a amante foi até a loja de propriedade do casal
exibindo a barriga de gestante. Consta, ainda, que em outra ocasião ela
ligou para o celular da mulher, interrogando acerca de supostas fofocas que
teria feito ao marido. Diante dos fatos, a mulher se separou do marido.


A amante alegou não conhecer a autora da ação e que saiu da empresa de seu
ex-amante por vontade própria. Declarou que ele é o pai de seu filho,
embora ainda não tenha reconhecido a paternidade. Sustentou também que as
ligações foram feitas por outra mulher e rechaçou os fatos relatados pela
autora.


Contra decisão de primeira instância, a ré recorreu ao Tribunal gaúcho. O
relator do recurso, desembargador Odone Sanguiné, ressaltou que inexiste
nos autos qualquer elemento probatório sobre a ocorrência de causa
justificadora para as condutas da apelante. O relator salientou que as
ligações telefônicas foram realizadas em reiteradas ocasiões
"exorbitando-se à esfera restrita ao relacionamento da autora, de seu
ex-cônjuge e da ré. Decerto, o constrangimento impingido à autora escapa à
normalidade, em que pese também possuir origem em foro íntimo."


O desembargador entendeu que a prova testemunhal trazida aos autos,
demonstram o caráter "espúrio" dos procedimentos da apelante. A depoente
lembrou que a requerida havia afirmado que não sossegaria, enquanto não
obtivesse carro e dinheiro do empresário. "Neste contexto, a conduta da ré
se me afigura ilícita, o que enseja a indenização pelos danos
experimentados. No que tange ao nexo de causalidade este exsurge das
condutas levadas a cabo pela demandada e que geraram constrangimento à
autora."


O relator concluiu que a reparação por dano moral deve representar para o
indenizado uma satisfação capaz de amenizar de alguma forma o sofrimento
passado. "A eficácia da contrapartida pecuniária está na aptidão de
proporcionar tal satisfação em justa medida, de modo que não signifique um
enriquecimento sem causa para a vítima e produza impacto suficiente no
causador do mal, a fim de dissuadi-lo de novo atentado."


Processo 70013199039


Apelação Cível 70013199039


Leia a íntegra da decisão


APELAÇÃO CÍVEL. RESPONSABILIDADE CIVIL. AÇÃO DE INDENIZAÇÃO POR DANOS
MORAIS. CONSTRANGIMENTO CAUSADO POR AMÁSIA DE EX-CÔNJUGE. CONFIGURAÇÃO DO
DANO. QUANTUM INDENIZATÓRIO.


I ? APELAÇÃO.


1. DANO MORAL. Compulsando-se os autos, verifica-se que a contenda funda-se
na discussão acerca da configuração de dano moral advindo de diversas
condutas da demandada, que se apresentava como amásia do ex-marido da
autora. Inexiste, nos autos, qualquer elemento probatório sobre a
ocorrência de causa justificadora a ensejar suas condutas, uma vez que as
ligações telefônicas foram realizadas em reiteradas ocasiões,
exorbitando-se à esfera restrita ao relacionamento da autora, de seu
ex-cônjuge e da ré. Decerto, o constrangimento impingido à autora escapa à
normalidade, em que pese também possuir origem em foro íntimo.


II ? RECURSO ADESIVO. 1. QUANTUM INDENIZATÓRIO. Manutenção do montante
indenizatório fixado pelo Juízo a quo. Ajuste da sentença em relação à
correção monetária e aos juros moratórios. Pedido implícito. 2. HONORÁRIOS
ADVOCATÍCIOS. Fixação no patamar de 15% sobre o valor da condenação,
consoante análise dos requisitos do artigo 20, § 3º, alíneas a, b e c, do
CPC.


NEGARAM PROVIMENTO AO APELO E DERAM PARCIAL PROVIMENTO AO RECURSO ADESIVO.
UNÂNIME.


APELAÇÃO CÍVEL


NONA CÂMARA CÍVEL


Nº 70013199039


COMARCA DE NOVO HAMBURGO


DEBORA CRISTINA DEOTTI


APELANTE/RECORRIDO ADESIVO


ROSE MARY SCHUMACHER SCHLINDWEIN


RECORRENTE ADESIVO/APELADO


ACÓRDÃO


Vistos, relatados e discutidos os autos.


Acordam os Desembargadores integrantes da Nona Câmara Cível do Tribunal de
Justiça do Estado, à unanimidade, em: (1) negar provimento ao apelo; (2)
dar parcial provimento ao recurso adesivo para majorar os honorários
advocatícios devidos ao patrono da autora, fixando-os em 15% sobre o valor
da condenação, bem como para determinar a incidência do IGP-M como índice
de correção monetária a partir do julgamento e de juros moratórios a contar
do primeiro evento danoso, fixado como o dia 26/08/2001, no percentual de
6% ao ano até a entrada em vigor do CCB/2002 e de 12% ao ano a partir de
então, até a data do efetivo pagamento.


Custas na forma da lei.


Participaram do julgamento, além do signatário, as eminentes Senhoras DESA.
IRIS HELENA MEDEIROS NOGUEIRA (PRESIDENTE E REVISORA) E DESA. MARILENE
BONZANINI BERNARDI.


Porto Alegre, 19 de abril de 2006.


DES. ODONE SANGUINÉ,


Relator.


RELATÓRIO


DES. ODONE SANGUINÉ (RELATOR)


Trata-se de apelação cível e recurso adesivo interpostos, respectivamente,
por DEBORA CRISTINA DEOTTI e ROSE MARY SCHUMACHER SCHLINDWEIN,
insatisfeitas com a decisão de fls. 88/91 prolatada nos autos da ação de
indenização por danos morais que esta move contra aquela, que julgou
procedente o pedido, condenando a ré ao pagamento de R$ 5.000,00 (cinco mil
reais), a título de danos morais, em parcela única, acrescidos de correção
monetária e juros legais, bem como de custas processuais e de honorários
advocatícios ao patrono da autora, fixados em R$ 800,00 (oitocentos reais),
suspensa a exigibilidade por litigar sob o pálio da assistência judiciária
gratuita.


Em razões de apelação (fls. 93/97), a recorrente DEBORA CRISTINA DEOTTI
aduz que não teve a intenção de causar constrangimento à autora. Destaca
que somente prestou compromisso a testemunha Juliana, pois as demais
possuem relações com a apelada. Refere não haver nos autos a comprovação de
eventual dano moral. Por fim, postula o provimento do recurso, pugnando
pelo juízo de improcedência do pedido.


Por sua vez, em razões de recurso adesivo (fls. 115/131), a recorrente ROSE
MARY SCHUMACHER SCHLINDWEIN assevera ter sofrido aflição, constrangimento,
angústia, humilhação e medo, causados pela ré em inúmeras situações, o que
provocou o término de seu casamento. Tece considerações acerca da fixação
do quantum indenizatório. Considera que a demandada possui capacidade
econômica para reparar o dano, tendo em vista o padrão de vida que ostenta.
Ao final, requer o provimento do recurso, majorando-se o montante
indenizatório e os honorários advocatícios.


Foram apresentadas contra-razões ao apelo (fls. 100/114) e ao recurso
adesivo (fls. 136/138).


Subiram os autos e, distribuídos, vieram conclusos.


É o relatório.


VOTOS


DES. ODONE SANGUINÉ (RELATOR)


Eminentes Colegas!


Cuida-se de apelação cível e recurso adesivo interpostos, respectivamente,
por DEBORA CRISTINA DEOTTI e ROSE MARY SCHUMACHER SCHLINDWEIN,
inconformadas com a decisão de fls. 88/91 prolatada nos autos da ação de
indenização por danos morais que esta move contra aquela, que julgou
procedente o pedido, condenando a ré ao pagamento de R$ 5.000,00 (cinco mil
reais), a título de danos morais, em parcela única, acrescidos de correção
monetária e juros legais, bem como de custas processuais e de honorários
advocatícios ao patrono da autora, fixados em R$ 800,00 (oitocentos reais),
suspensa a exigibilidade por litigar sob o pálio da assistência judiciária
gratuita.


Preambularmente, conheço de ambos os recursos, porquanto preenchidos os
pressupostos de admissibilidade.


I ? Apelação


a) Dano moral


Na exordial, narra a autora que, em 26/08/2001, recebeu uma ligação, por
meio de seu telefone residencial, na qual a ré, então telefonista da
empresa de seu marido, afirmou: "Tu sabias que teu marido adora sair
comigo?". Ao verificar o identificador de chamadas, constatou que havia
mais meia dúzia de ligações por ela levadas a efeito. Em vista disso, seu
marido resolveu demiti-la. Todavia, esta alegou estabilidade em virtude de
gravidez, razão pela qual lhe foi concedida licença remunerada a fim de que
não mais interferisse na vida do casal.


Ocorre que, após cerca de três meses, a demandada dirigiu-se à loja
pertencente à autora, exibindo a barriga de gestante. Relata a demandante
que, ao visualizar uma câmara de vídeo, a ré retirou-se do local
apressadamente. Em outra ocasião, recebeu ligação pelo telefone celular, na
qual a ré a interrogava acerca de supostas "fofocas" que teria feito a seu
marido. Diante dos fatos, a autora pôs fim ao seu casamento (fls. 13/14).


Refere a autora inúmeras situações nas quais a demandada assediou-a, verbi
gratia: (1) quando ameaçou danificar seu veículo, motivo pelo qual
registrou Boletim de Ocorrência junto à Polícia Civil (fls. 15); (2) quando
procurou a filha da gerente de sua loja, indagando-a para obter informações
acerca do patrimônio do casal; (3) quando enviou flores e refeições ao
endereço da autora; e (4) ao realizar telefonemas à sua cunhada, à
administração do Novoshopping, à sua loja e à escola de suas filhas.


Informa a demandante que, por meio da cautelar de produção antecipada de
provas apensa aos autos, constatou-se que a demandada efetuou 47 ligações à
fábrica de seu ex-marido, 03 ligações para sua loja, 03 ligações para o
celular de seu ex-cônjuge, 01 ligação para a escola das filhas e 01 ligação
para o telefone de seu cunhado (fls. 22/28). Destaca que, em 14/10/2003, a
ré realizou uma seqüência de ligações aos locais referidos e outros nos
quais a autora se encontrava no momento. Ainda descreve ter recebido
mensagens em seu celular (fls. 16/20).


A ré contradita alegando que não conhece a autora, que saiu da empresa do
ex-marido da demandante por vontade própria e que este é pai de seu filho,
em que pese ainda não ter reconhecido a paternidade. Giza que as ligações
foram realizadas por uma mulher de alcunha Rosa. Rechaça os fatos narrados
pela autora.


Compulsando-se os autos, verifica-se que a contenda funda-se na discussão
acerca da configuração de dano moral advindo de diversas condutas da
demandada, que se apresentava como amásia do ex-marido da autora.


De pronto, impende delimitar a análise do caso concreto dentro dos
contornos do artigo 333, incisos I e II, do CPC. Nestes lindes, incumbe à
autora a demonstração do fato descrito na peça vestibular, recaindo sobre a
demandada o ônus da prova desconstitutiva do fato referido.


Na casuística, a requerente se desincumbiu do seu ônus porquanto juntou aos
autos prova de que as ligações por ela recebidas foram realizadas pela
demandada, bem como esta contatou terceiros, causando-lhe constrangimento.


Todavia, a demandada não logrou cumprir com o seu ônus, pois não comprovou
a ocorrência de fato impeditivo, modificativo ou extintivo do direito da
autora. Inexiste, nos autos, qualquer elemento probatório sobre a
ocorrência de causa justificadora a ensejar suas condutas, uma vez que as
ligações telefônicas foram realizadas em reiteradas ocasiões,
exorbitando-se à esfera restrita ao relacionamento da autora, de seu
ex-cônjuge e da ré. Decerto, o constrangimento impingido à autora escapa à
normalidade, em que pese também possuir origem em foro íntimo.


A prova testemunhal coligida aos autos bem demonstra o caráter espúrio das
condutas da ré. A testemunha JULIANA KUWER FERNANDES, devidamente
compromissada, declarou em seu depoimento (fls. 73): "Como ambas, a
depoente e a requerida residiam em Campo Bom, por umas três ou quatro vezes
a demandada falou com a depoente perguntando, inicialmente se a mesma sabia
que era a requerida Débora amante do marido da autora, ao que a depoente
afirmava desconhecer. Recorda-se que a requerida também lhe fazia perguntas
sobre como era a autora, como era o relacionamento do casal, ou mesmo se a
autora ainda vivia com o marido. Lembra que a requerida lhe dizia que não
sossegaria, enquanto não obtivesse carro, dinheiro, do Sr. Luiz. (...) A
depoente confirma que recebeu, também, contatos telefônicos por parte da
requerida, sempre no sentido de buscar informações sobre a autora e sua
relação familiar. (...) Lembra que em certa época a requerida, após ter
feito remessa de flores disse para a depoente que daria uma trégua, mas
apenas por um tempo, eis que voltaria a infernizar a vida do casal".


Neste contexto, a conduta da ré se me afigura ilícita, o que enseja a
indenização pelos danos experimentados. No que tange ao nexo de causalidade
este exsurge das condutas levadas a cabo pela demandada e que geraram
constrangimento à autora.


No ponto, em sua obra Danni morali contrattuali, Damartello, ensina os
elementos caracterizadores do dano moral, segundo sua visão, como a
privação ou diminuição daqueles bens que têm um valor precípuo na vida do
homem e que são a paz, a tranqüilidade de espírito, a liberdade individual,
a integridade física, a honra e os demais sagrados afetos, classificando-os
em dano que afeta a parte social do patrimônio moral (honra, reputação
etc.), dano que molesta a parte afetiva do patrimônio moral (dor, tristeza,
saudade etc.); dano moral que provoca direta ou indiretamente dano
patrimonial (cicatriz deformante etc), e dano moral puro (dor, tristeza,
etc.).


Nestes lindes, a prova desta modalidade de dano torna-se difícil e, em
certos casos, impossível, razão pela qual conforme orientação desta Câmara
no sentido de considerar estar o dano moral in re ipsa, sendo dispensada a
sua demonstração em Juízo.


É este também o escólio do Egrégio Superior Tribunal de Justiça, a exemplo
do seguinte aresto, in verbis:


A concepção atual da doutrina orienta-se no sentido de que a
responsabilização do agente causador do dano moral opera-se por força do
simples fato da violação (danum in re ipsa). Verificado o evento danoso,
surge a necessidade da reparação, não havendo que se cogitar da prova do
prejuízo, se presentes os pressupostos legais para que haja a
responsabilidade civil (nexo de causalidade)


(STJ , 4ª Turma, Resp. nº. 23.575-DF, Rel. Min. César Asfor Rocha, j.
09.06.1997.)


Portanto, não merece guarida a pretensão da apelante em afastar o dever de
indenizar os danos morais impingidos à autora.


II ? Recurso Adesivo


a) Quantum indenizatório


Frise-se que a indenização por dano moral deve representar para a vítima
uma satisfação capaz de amenizar de alguma forma o sofrimento impingido. A
eficácia da contrapartida pecuniária está na aptidão de proporcionar tal
satisfação em justa medida, de modo que não signifique um enriquecimento
sem causa para a vítima e produza impacto suficiente no causador do mal, a
fim de dissuadi-lo de novo atentado.


Assim se expressou Humberto Theodoro Júnior, segundo o qual "o mal causado
à honra, à intimidade, ao nome, em princípio, é irreversível. A reparação,
destarte, assume o feito apenas de sanção à conduta ilícita do causador da
lesão moral. Atribui-se um valor à reparação, com o duplo objetivo de
atenuar o sofrimento injusto do lesado e de coibir a reincidência do agente
na prática de tal ofensa, mas não como eliminação mesma do dano moral" .


Nesta linha, entendo que a condição econômica das partes, a repercussão do
fato, a conduta do agente - análise de culpa ou dolo - devem ser
perquiridos para a justa dosimetria do valor indenizatório. Saliento que o
fato de a ré ser estudante e estar desempregada não lhe desincumbe de sua
obrigação.


Ponderados tais critérios objetivos, mantenho o valor arbitrado no juízo a
quo ? R$ 5.000,00 (cinco mil reais) ? a título de indenização, o qual
entendo suficiente para atenuar as conseqüências causadas à honra da pessoa
da ofendida, não significando um enriquecimento sem causa para a vítima,
punindo a responsável e dissuadindo-o da prática de novo atentado.


Entretanto, impende se proceda a ajuste na sentença, uma vez contido no
pedido de majoração do montante indenizatório constante do recurso adesivo,
bem como por se tratar de pedido implícito, nos termos do artigo 293, do
CPC, determinando-se a incidência do IGP-M como índice de correção
monetária a partir do julgamento e de juros moratórios a contar do primeiro
evento danoso, fixado como o dia 26/08/2001, no percentual de 6% ao ano até
a entrada em vigor do CCB/2002 e de 12% ao ano a partir de então, até a
data do efetivo pagamento, em respeito a Súmula 54 do STJ.


Traz-se à colação jurisprudência referente ao entendimento ora articulado:


(...) 7. JUROS DE MORA. SÚMULA 54, STJ. Conforme a súmula 54, do STJ, os
juros de mora devem ser fixados a partir do evento danoso nos casos de
responsabilidade extracontratual, passando a incidir a taxa de 06% a.a.
desde a data do evento lesivo (Súmula 54, STJ) até o dia 11/01/2003, data
de início da vigência do Novo Código Civil, sendo a partir daí no
percentual de 12% a.a., conforme o disposto no art. 406 do Novo Código
Civil que determina a utilização do art. 161, §1º, do CTN, nos casos em que
não há prévia estipulação do percentual de juros de mora. APELAÇÃO
PARCIALMENTE PROVIDA. (APELAÇÃO CÍVEL Nº 70010374957, NONA CÂMARA CÍVEL,
TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO RS, RELATOR: MARILENE BONZANINI BERNARDI, JULGADO EM
09/03/2005).


b) Honorários advocatícios


Em relação à verba honorária, impende-se a majoração dos honorários
advocatícios devidos ao patrono da autora, razão pela qual os fixo em 15%
sobre o valor da condenação, consoante análise dos requisitos do artigo 20,
§ 3º, alíneas a, b e c, do CPC.


Dispositivo


Diante do exposto, voto no sentido de: (1) negar provimento ao apelo; (2)
dar parcial provimento ao recurso adesivo para majorar os honorários
advocatícios devidos ao patrono da autora, fixando-os em 15% sobre o valor
da condenação, bem como para determinar a incidência do IGP-M como índice
de correção monetária a partir do julgamento e de juros moratórios a contar
do primeiro evento danoso, fixado como o dia 26/08/2001, no percentual de
6% ao ano até a entrada em vigor do CCB/2002 e de 12% ao ano a partir de
então, até a data do efetivo pagamento.


No mais, mantenho hígida a sentença.


DESA. IRIS HELENA MEDEIROS NOGUEIRA (PRESIDENTE E REVISORA) - De acordo.


DESA. MARILENE BONZANINI BERNARDI - De acordo.


DESA. IRIS HELENA MEDEIROS NOGUEIRA - Presidente - Apelação Cível nº
70013199039, Comarca de Novo Hamburgo: "NEGARAM PROVIMENTO AO APELO E DERAM
PARCIAL PROVIMENTO AO RECURSO ADESIVO. UNÂNIME."


Julgador(a) de 1º Grau: MOZART GOMES DA SILVA




Revista Consultor Jurídico, 10 de maio de 2006








Mundo/Infidelidade



27/10/08 - 17h13 - Atualizado em 27/10/08 - 17h34



Juiz espanhol obriga viúva a pagar amante do marido



Sentença diz que desejo de falecido deve ser respeitado mesmo após sua morte.



Da BBC





Um juiz espanhol decidiu que uma viúva traída deve pagar à amante do falecido marido mais de R$ 100 mil.


A sentença afirma que o homem dava dinheiro à amante porque queria e a liberdade dele deverá ser respeitada, mesmo depois de morto.


A disputa nos tribunais começou em 2006, após o falecimento do empresário J.A.P. (por razões legais, os nomes dos envolvidos não foram revelados), em Sevilha.


A viúva P.F.P descobriu que tinha sido traída durante anos e que o banco passava quantias mensais à amante que variavam entre R$ 9 mil e R$ 12 mil.



Além das mesadas, ainda restava um cheque nominal pendente de cobrança no valor de R$ 90 mil emitido pela empresa familiar que pertencia ao falecido, à esposa e aos quatro filhos do casal.


A família oficial do marido decidiu bloquear os pagamentos, e a amante entrou na Justiça.



Relação sentimental



Na sentença anunciada nesta segunda-feira (27) pela Audiência Nacional de Sevilha, o juiz deu razão à amante, obrigando a viúva a pagar todos os cheques pendentes em um valor que chega a R$ 105 mil.


Segundo o juiz, "ficou provado que o falecido manteve uma relação sentimental prolongada com a demandante V.A.G.".


Durante os dois anos de briga na Justiça, a viúva já havia perdido a ação em primeira instância.


O primeiro tribunal a condenou a pagar o cheque de R$ 90 mil, mas bloqueou os dois seguintes, de quantias menores.


Com a última apelação, a esposa fica sem opção para recorrer e deverá tirar o dinheiro da própria conta corrente - anteriormente, uma conta conjunta que mantinha com o marido falecido.



Cumplicidade


Para conseguir esconder a traição durante anos (o tribunal não informou à imprensa quanto tempo durou a infidelidade), o empresário contou com a cumplicidade de amigos.


A amante tinha um emprego em uma companhia de outro empresário, amigo do morto. Mas o salário saía da conta bancária da empresa do falecido na forma de pagamento por serviços terceirizados.


Para o juiz, as provas demonstraram "sérios indícios de que a relação não era meramente passageira ou esporádica e que está fora de qualquer dúvida a existência de uma doação à demandante por meio dos cheques".


A sentença ainda inclui uma confirmação do banco de que o marido morto era titular da conta corrente de onde saíam os pagamentos à amante, o que levo0u o juiz a afirmar que "o dinheiro era dele e ele podia fazer com ele o que quisesse".




http://g1.globo.com/Noticias/Mundo/0,,MUL838832-5602,00-JUIZ+ESPANHOL+OBRIGA+VIUVA+A+PAGAR+AMANTE+DO+MARIDO.html






09/03/2007 - 01h32m - Atualizado em 09/03/2007 - 07h52m


MULHER É CONDENADA POR SEPARAR CASAL NA MALÁSIA


Ré foi acusada de se relacionar com um homem casado.


Na Malásia, adultério é punido com rigor.


Da EFE



BANGCOC - Um tribunal de justiça da Malásia condenou uma mulher a pagar 10 mil ringgit (2.170 euros) por ser a causa do fim do casamento do seu amante, informou a imprensa local nesta sexta-feira (9).


A mulher, segundo a sentença, deverá pagar a indenização à ex-mulher de seu amante. O tribunal declarou a ré culpada de manter um relacionamento com um homem casado.


Além disso, o tribunal condenou o adúltero, um dentista de 61 anos, a pagar à sua ex-mulher, por perdas e danos, 115 mil ringgit (24.955 euros), além de uma pensão mensal.


Na Malásia, país de maioria muçulmana, o adultério é punido com rigor pela legislação.



http://g1.globo.com/Noticias/Mundo/0,,AA1482618-5602,00.html






Mundo / Justiça


09/11/09 - 16h35 - Atualizado em 09/11/09 - 16h54


Empresário australiano é obrigado a pagar R$ 158 mil a amante


Empresário casado mantinha caso havia mais de vinte anos com amante que levava em viagens.


Da BBC




Um empresário australiano casado foi obrigado a pagar 100 mil dólares australianos (pouco mais de R$ 158 mil) a sua amante por ter abandonado a mulher depois de um caso de mais de 20 anos.

De acordo com o jornal australiano "Sunday Herald Sun", o empresário de Melbourne foi processado de acordo com as últimas mudanças na lei de família, que entraram em vigor no início do ano e garantem os mesmos direitos de pessoas casadas às pessoas em relacionamentos longos, incluindo amantes.

De acordo com especialistas jurídicos, a decisão poderá levar a outras indenizações a pessoas que têm relacionamentos extraconjugais.

A mulher, que não foi identificada por razões legais, afirmou que não apenas merecia o dinheiro, mas que outras na mesma situação deveriam seguir seu exemplo.

"Eu dei a ele os melhores anos de minha vida", declarou a amante ao Sunday Herald Sun. A amante e o empresário já teriam por volta de 60 anos.

"Ele sempre disse que iria cuidar de mim, então ele me abandonou. Eu tinha me comprometido completamente com ele durante todos estes anos e então chegamos a um beco sem saída."

A amante acrescentou que, durante os mais de 20 anos de relacionamento, ela garantiu ao empresário "muito apoio moral e emocional".

Já o advogado dela afirmou que "muitos casamentos não duram tanto assim".



Viagens


Apesar de a amante trabalhar e ter sua própria casa, o empresário dava a ela uma pensão mensal.

A amante acompanhou o empresário em várias viagens a outros países e pela Austrália e frequentemente o acompanhava a jantares.

"Eles tinham um compromisso e ele prometeu que cuidaria dela. Mas ele era casado e ainda é casado", afirmou o advogado ao jornal australiano.

O empresário terminou o caso no início do ano e, de acordo com o advogado, a amante ficou arrasada com a decisão dele. Ela então ficou sabendo da nova lei de família, consultou seus advogados e entrou com o processo.

Mas o empresário pagou a indenização semanas depois do início do processo, antes que a decisão do caso fosse tomada pela Justiça.

A amante disse ao jornal australiano que o empresário "se comportou como um cavalheiro" ao pagar a indenização.



http://g1.globo.com/Noticias/Mundo/0,,MUL1372207-5602,00-EMPRESARIO+AUSTRALIANO+E+OBRIGADO+A+PAGAR+R+MIL+A+AMANTE.html






Planeta Bizarro


24/03/10 - 13h31 - Atualizado em 24/03/10 - 13h31


Amante é condenada a pagar US$ 9 milhões por 'roubo de marido'


Cynthia Shackelford levou 'a outra' para os tribunais.


Professora fica surpresa com valor a ser recebido.



Do G1, em São Paulo




Cynthia Shackelford ganhou uma ação de US$ 9 milhões ao levar para a Justiça a amante de seu ex-marido. A americana alegou que teve seus sentimentos e seu homem roubados pela "outra".



FOTO: Reprodução/Telegraph.co.uk






















Cynthia Shackelford (esquerda) venceu processo contra Anne Lundquist usando lei da propriedade matrimonial




A professora aposentada da Carolina do Norte, nos Estados Unidos, usou como argumento uma lei do estado que diz que toda mulher é propriedade de seu marido e deve ser zelada por ele, e vice-versa. "Fui machucada e meus filhos também", disse Cynthia ao programa "Good Morning America".

A diretora de escola Anne Lundquist, de 49 anos, se envolveu com Allan Schackelford, de 62, mesmo sabendo de seu casamento de 33 anos.

Cynthia, a mulher traída, resolveu levar a amante para os tribunais e venceu a ação num julgamento que durou dois dias. Ela ficou surpresa com o valor que irá receber da "outra".


http://g1.globo.com/Noticias/Mundo/0,,MUL1539301-5602,00-AMANTE+E+CONDENADA+A+PAGAR+US+MILHOES+A+ESPOSA+TRAIDA.html







Mundo

11/01/08 - 10h07 - Atualizado em 11/01/08 - 10h15

Americano traído recebe indenização por 'esposa roubada'

Encanador processou empresário com quem mulher estava tendo um caso.


Da BBC



Um empresário do Mississippi foi condenado a pagar US$ 750 mil (cerca de R$ 1,3 milhão) a um encanador por ter "roubado sua esposa".

Sandra Valentine estava casada com Johnny Valentine havia quatro anos quando começou a trabalhar para o empresário milionário Jerry Fitch Sr.

Após um ano, Sandra e Fitch, que também era casado, iniciaram um caso amoroso.

Quando Sandra ficou grávida, Johnny, que suspeitava que estava sendo traído, pediu um teste de paternidade, que mostrou que ele não era o pai.


'Perda de afeto'


Johnny pediu o divórcio e, em seguida, processou Fitch com base em uma lei de "alienação de afeto", que permite que um marido traído obtenha compensação por "perda social, de companheirismo, amor e afeto", assim como pela "perda de relações sexuais".

Fitch entrou com uma apelação contra a condenação na Suprema Corte americana, que se negou a analisar o caso na segunda-feira.

"Esta lei de alienação de afeto existe atualmente apenas em sete Estados dos Estados Unidos", afirmou Fitch à emissora americana ABC News. "Ela tem de ser extinta. Isso não está certo."

Os outros Estados americanos que mantêm a lei são Havaí, Illinois, Novo México, Carolina do Norte, Dakota do Sul e Utah.


Ofensa


A lei basicamente determina que uma mulher é propriedade do marido, uma idéia que muitas mulheres, incluindo Sandra Valentina, consideram uma ofensa.

"Eu não me considero uma propriedade", disse Sandra à ABC. "Nem de Johnny, nem de ninguém. Só de mim mesma."

Sandra também rejeitou a alegação do ex-marido de que o casamento dos dois ia bem até ela começar a trabalhar para Fitch.

"Isso não é verdade. Johnny tinha problemas com jogatina", afirmou Sandra, que disse não ter deixado Johnny antes por causa dos filhos. "O nosso casamento foi sendo destruído em um período de seis anos."



http://g1.globo.com/Noticias/Mundo/0,,MUL255744-5602,00-AMERICANO+TRAIDO+RECEBE+INDENIZACAO+POR+ESPOSA+ROUBADA.html







Tecnologia / Celulares


24/03/09 - 17h13 - Atualizado em 24/03/09 - 17h14


Juiz argentino nega uso de torpedos com prova de infidelidade de mulher

Para juiz, Constituição garante a 'inviolabilidade da correspondência'.

Homem diz que descobriu infidelidade da mulher após verificar celular.


Do G1, em São Paulo, com Efe



Um juiz argentino negou a utilização de mensagens enviadas por celular que um homem traído apresentou como prova de infidelidade da ex-mulher, durante uma audiência de divórcio no sul da Argentina.

O juiz Martín Alesi, da cidade de Rawson, afirmou que a Constituição Nacional garante a "inviolabilidade da correspondência de telecomunicações e, nesse sentido, a interceptação de mensagens de texto" só é possível diante de um pedido da Justiça.

O homem, um oficial da polícia na Província de Chubut, afirma ter descoberto a infidelidade da mulher após verificar os torpedos enviados e recebidos no telefone celular dela.




FOTO: Divulgação


















Juiz não aceitou torpedos como prova de infidelidade



A mulher negou as acusações e disse que o ex-marido foi o responsável pelo fim do casamento, alegando que ele havia começado a mostrar a sua "verdadeira personalidade" depois que eles se casaram.

O juiz considerou que o homem poderia ter utilizado como prova as mensagens de texto se tivesse solicitado a autorização da Justiça, em vez de pegar o celular da ex-esposa sem autorização.


http://g1.globo.com/Noticias/Tecnologia/0,,MUL1056647-6174,00-JUIZ+ARGENTINO+NEGA+USO+DE+TORPEDOS+COM+PROVA+DE+INFIDELIDADE+DE+MULHER.html












Mundo



23/10/2006 - 09h09m - Atualizado em 23/10/2006 - 09h19m



ADVOGADO CHINÊS FAZ CAMPANHA A FAVOR DOS DIREITOS DAS AMANTES


G 1




PEQUIM - Um advogado chinês faz campanha a favor dos direitos das amantes, às quais oferece assessoria jurídica por meio de um site, suscitando uma polêmica na China, de acordo com a agência de notícias "Xinhua".


Desde que Zheng Baichun criou a página na qual oferece serviços legais a mulheres que mantêm relações sentimentais com homens casados, o advogado de Pequim recebeu mais de cem pedidos de ajuda e seu site foi visitado por 36 mil pessoas.


Zheng, no entanto, recebeu também uma série de críticas, já que, apesar de ser bastante comum na China, ter amantes é muito mal visto no país e estas mulheres são consideradas "corruptoras da moral pública", de acordo com a agência.


Quando uma mulher solteira estabelece uma relação sexual com um homem casado e recebe ajuda econômica deste, diz Zheng, tem direitos legais que devem ser protegidos.


Muitas mulheres em tal situação, no entanto, não procuram a Justiça para fazer valer seus direitos por medo da rejeição social, explicou o advogado.


Os conselhos de Zheng já ajudaram quatro mulheres, uma das quais conseguiu uma compensação econômica do pai de seu filho, que a engravidou 13 anos atrás e posteriormente a abandonou.


Alguns acadêmicos se somaram à causa de Zheng, como Guo Huimin, professor da Universidade Politécnica do Noroeste, que pediu que "não sejam confundidos os equívocos morais com os direitos legais".


A cruzada do advogado teve, no entanto, uma amarga derrota pessoal, já que sua mulher, que não compartilhava seus princípios, pediu o divórcio, segundo a agência.



http://g1.globo.com/Noticias/Mundo/0,,AA1321109-5602,00.html






Mundo / Itália


08/03/08 - 09h00 - Atualizado em 08/03/08 - 09h18


Itália permite que mulheres adúlteras mintam sobre traição


De acordo com a corte, a mentira serviria para proteger a honra das mulheres.


Da BBC




A mais alta corte de apelos da Itália declarou que mulheres italianas casadas que cometem adultério podem mentir sobre a traição para proteger sua honra.


A corte anunciou a decisão depois de ouvir um caso de uma mulher de 48 anos, acusada de dar falso testemunho à polícia ao negar que teria emprestado seu telefone celular ao amante.


A mulher, chamada apenas de Carla, teria emprestado seu celular ao amante, Giovanni, que usou o aparelho para ligar para o marido de Carla, Vicenzo, e insultar o esposo da amante.


De acordo com a corte, ela não teria infringindo a lei, já que "esconder a verdade" era justificado para ocultar relações extraconjugais.


A corte condenou Giovanni por comportamento abusivo e Carla por facilitar o crime.



Controvérsia


Em um país predominantemente católico, a expectativa é de que os tribunais condenem casos de mentira e adultério, mas este não foi o caso no processo de Carla.


Apesar disso, a Corte de Cassação afirmou que ter um amante era uma circunstância que abalaria a honra do traidor entre amigos e familiares.


Mentir sobre o adultério, no entanto, foi permitido, mesmo em uma investigação judicial.


Ainda não está claro se a decisão de permitir a mentira sobre adultério em tribunal será aplicada também aos homens que mantém amantes.


A Corte de Cassação é formada em sua maioria por juizes idosos e já foi responsável por uma série de julgamentos controversos.


Em um caso, a Corte decidiu que mulheres que usam calças jeans apertadas não poderiam ser vítimas de estupro, já que as calças só poderiam ser removidas com o consentimento das mulheres.


A decisão foi anulada depois de protestos de grupos ativistas dos direitos da mulher.


http://g1.globo.com/Noticias/Mundo/0,,MUL342420-5602,00-ITALIA+PERMITE+QUE+MULHERES+ADULTERAS+MINTAM+SOBRE+TRAICAO.html





Mundo / China


28/11/07 - 10h46 - Atualizado em 28/11/07 - 10h48


Casal se separa para se dedicar aos amantes na China


Eles haviam se casado há 10 meses.


Reportagem afirma que caso é 'comum' nas classes médias e altas chinesas.


Da Efe



Um jovem casal de chineses decidiu se separar após 10 meses de casamento para "dedicar mais tempo aos amantes", um caso exemplar entre os muitos citados numa análise sobre o egoísmo dos "jovens imperadores" publicado nesta quarta-feira (28) pelo "China Daily".


Li Lei e Wang Yang, dois jovens na casa dos 20 anos, assinaram os papéis do divórcio para ficar com seus amantes. O caso deles é típico da geração dos "filhos únicos" das classes médias e altas chinesas. Eles são incapazes de formar laços afetivos, segundo especialistas citados nesta quarta pelo jornal.


"Casamentos na elite chinesa servem mais para reunir fortunas que para criar uma relação. Quando um parceiro com melhores perspectivas surge em sua vida, alguns, como Li e Wang, não perdem tempo para se separar", disseram os especialistas.


Os "imperadores" e "imperatrizes" são fruto da proibição de ter mais de um filho por família, em vigor desde 1979. Eles foram mimados por pais e avós e hoje só dão prioridade a suas necessidades, disse o psiquiatra Fucius Yunlan.


"São muito frágeis para criar laços afetivos horizontais e se comunicar com outras pessoas de sua própria geração. Tendem a aplicar uma aproximação vertical em suas relações", acrescentou o especialista.


Psicólogos e conselheiros dizem que muitos casamentos desta geração "acabam após uma semana ou poucos meses". De cada três casos de divórcio nas zonas urbanas chinesas, um é de casais desta geração.


Fucius culpa as famílias pela educação dos filhos. Os pais chegam a se sacrificar até extremos impensáveis por eles, mas "ignoram a educação emocional".


As classes altas chinesas mantêm laços mais superficiais numa sociedade na qual a família continua sendo um pilar básico, e o divórcio é motivo de vergonha.


"Nesta geração não há nem rastro de como nos sentíamos no passado. Os rapazes não se atreviam a tocar os dedos de suas namoradas antes do casamento", lembra um chinês de sobrenome Xu, de 55 anos.


http://g1.globo.com/Noticias/Mundo/0,,MUL196115-5602,00-CASAL+SE+SEPARA+PARA+SE+DEDICAR+AOS+AMANTES+NA+CHINA.html








Planeta Bizarro


25/03/10 - 20h00 - Atualizado em 25/03/10 - 20h32


Mulher cobra mais de R$ 20 mil para transar e provar traição de maridos

Nos últimos 12 meses, ela dormiu com 15 homens.

'É meu trabalho provar se o marido ou namorado é infiel', disse.


Do G1, em São Paulo



A britânica Janette Jones, de 45 anos, trabalha em uma agência especializada em descobrir homens infiéis. Ela chega a cobrar 8 mil libras (R$ 21,3 mil) para transar com eles e provar para suas mulheres que elas são traídas, segundo o jornal inglês "The Sun".




FOTO: Reprodução/The Sun






















Janette Jones chega a cobrar 8 mil libras para descobrir homens infiéis.





Nos últimos 12 meses, de acordo com a reportagem, ela foi contratada para "investigar" 60 homens e dormiu com 15 deles - sempre a pedido de suas mulheres. "É meu trabalho provar se o marido ou namorado é infiel", disse Janette.

Segundo a britânica, quando querem uma prova final, as mulheres pedem para ela fazer sexo com seus maridos ou namorados. Ela destacou que tem orgulho do que faz e se sente bem em poder ajudar outras mulheres a descobrirem que seus maridos as traem.

Apesar de ser paga para transar com outra pessoa, Janette refuta qualquer comparação com uma prostituta. "É apenas parte do meu trabalho", disse ela ao jornal "The Sun", destacando que nenhuma mulher merece ser traída.



http://g1.globo.com/Noticias/PlanetaBizarro/0,,MUL1544953-6091,00.html










Planeta Bizarro


29/05/07 - 16h03 - Atualizado em 29/05/07 - 16h03


Inglesas contratam detetives para pegar maridos no flagra


49% dos casais em processo de divórcio contrataram um investigador em 2006.


Os homens são responsáveis por 69% dos casos de adultério.



Do G1, em São Paulo, com informações da Reuters




Quase metade dos casais que estão se divorciando no Reino Unido usou os serviços de um detetive particular no ano passado para confirmar, ou negar, suas suspeitas de traição por parte de seus cônjuges, segundo a empresa de contabilidade Grant Thornton.

Cerca de 49% dos casais em processo de divórcio contrataram um investigador em 2006, número substancialmente maior do que os 18% de 2005, de acordo com uma pesquisa realizada pela divisão de Investigação e Serviços Forenses da Grant Thornton em 100 dos principais escritórios de direito familiar do Reino Unido.

Entre os contratantes de detetives particulares, 30% são mulheres, enquanto 19% foram homens, mostrou a pesquisa. Os outros não se identificaram."Pelo quarto ano seguido nossa pesquisa mostrou que casos extra-conjugais são a principal razão citada para terminar com casamentos no Reino Unido", disse Andrea McLaren, chefe do setor de direito matrimonial da Grant Thornton. "Enquanto os casos de traição continuam a crescer, não é nenhuma surpresa que o número de indivíduos que usam investigadores particulares continue aumentando."


Os homens são apontados como responsáveis por 69% dos casos de adultério, enquanto as mulheres representam 31%, mostrou a pesquisa.



http://g1.globo.com/Noticias/PlanetaBizarro/0,,MUL43968-6091,00-INGLESAS+CONTRATAM+DETETIVES+PARA+PEGAR+MARIDOS+NO+FLAGRA.html














RICARDONAS AGINDO




























































RICARDONA AZARADA



Planeta Bizarro


03/08/2010 11h30 - Atualizado em 03/08/2010 11h30


Jovem termina após incidente bizarro envolvendo noivo e amante


Amante caiu nua do telhado e precisou ser resgatada.


Após saber do caso, Katy Forsyth terminou com Darren Hamill.


Do G1, em São Paulo


A britânica Katy Forsyth terminou o relacionamento com Darren Hamill depois que o noivo se envolveu em um incidente bizarro na semana passada com uma amante, segundo reportagem do jornal "The Scottish Sun".



FOTO: Reprodução/The Scottish Sun


















Katy Forsyth com ex-noivo Darren Hamill



Hamill, de 25 anos, havia marcado um encontro secreto com Alex Kutarnia, de 19 anos, em um prédio abandonado em Aberdeen, na Escócia, onde pretendiam fazer sexo. No entanto a jovem caiu nua do telhado e precisou ser resgatada pelos bombeiros.

"Nós decidimos fazer sexo no telhado, porque estávamos entediados", disse a jovem, destacando que o casal buscava apenas um pouco de aventura. Ela disse que conheceu Hamill através da Internet e revelou que eles se encontravam para fazer sexo sempre que tinham chance.

Katy e Hamill tinham ficados noivos em dezembro e planejavam se casar em julho de 2012. Após incidente bizarro envolvendo o ex-noivo, Katy disse que nunca mais quer ver ou falar com ele novamente.



http://g1.globo.com/planeta-bizarro/noticia/2010/08/jovem-termina-apos-incidente-bizarro-envolvendo-noivo-e-amante.html










NOIVA EM FUGA


























Planeta Bizarro


31/05/09 - 14h00 - Atualizado em 31/05/09 - 14h00

Noiva foge com amigo do marido logo após o casamento

'Infelizmente, meu coração me leva para outro lugar', contou a noiva.

'É um sentimento de amor que se transformou em ódio', disse o noivo.


Do G1, em São Paulo



Uma noiva italiana fugiu logo após o casamento com um amigo do marido, deixando o noivo sozinho com os convidados em um restaurante em Trieste, na Itália, segundo o jornal italiano "Il Gazzettino".

Os noivos identificados apenas como Andrea, de 34 anos, e Sara, de 30, haviam casado no dia 16 de maio após dez meses de namoro.

Depois de tirar fotos e recepcionar os convidados, a noiva disse que iria trocar de roupa para ficar mais confortável para o banquete. No entanto ela não apareceu e fugiu acompanhada com o amigo do marido.

Enquanto Sara estava supostamente trocando de roupa, Andrea recebia os cumprimentos dos convidados. Mas, após a longa demora da noiva, ele começou a suspeitar que algo estava errado e começou a ligar para o celular da mulher.

Porém o aparelho estava desligado. Ele só conseguiu falar com a mulher após ligar no celular do amigo. Foi ela quem atendeu e justificou sua decisão. "Eu entendo que cometi um erro. Mas, infelizmente, o meu coração me leva para outro lugar", afirmou Sara.

Após o choque, o clima de felicidade deu lugar para tristeza. "É um sentimento de amor que se transformou em ódio", disse Andrea, destacando que ela poderia ter desistido do casamento antes, evitando o enorme gasto que ele teve.


http://g1.globo.com/Noticias/PlanetaBizarro/0,,MUL1176268-6091,00-NOIVA+FOGE+COM+AMIGO+DO+MARIDO+LOGO+APOS+O+CASAMENTO.html














O CORNO FODÁSTICO




Diz a lenda que isso realmente aconteceu em São Paulo,há alguns anos.



Era um casamento com cerca de 300 convidados. Muito luxo,tudo perfeito nos mínimos detalhes.


Durante o brinde, o noivo levantou-se, foi até o palco e pegou o microfone.

Anunciou que queria agradecer a todos por terem vindo, muitos de tão longe, para assistir ao seu casamento, e especialmente ao sogro, por ter providenciado uma festa tão espetacular,e que em retribuição, queria oferecer a todos uma lembrança muito especial, só da parte dele.


Pediu então que todos abrissem os envelopes que estavam colados sob as cadeiras.


Todos com aquela cara de “Que coisa original”, “Que bonitinho”, etc, até que abriram os envelopes, dentro dos quais estavam fotos em 20×30 do padrinho comendo a noiva num motel.

Ele explicou que tinha suspeitado da relação dos dois algumas semanas antes do casamento; contratou um detetive para segui-los, e acabou confirmando as suspeitas.

O noivo ficou durante alguns segundos observando as reações dos convidados. Depois, virou-se para o padrinho e a noiva, e disse: ‘Curtam a festa, é de vocês’.


Retirou-se então, deixando a multidão estupefata.


O casamento foi anulado dois dias depois.



Enquanto a maioria teria acabado com o noivado imediatamente após descobrir a traição, ele deixou a coisa seguir adiante como se nada tivesse acontecido,para fazer a revelação na hora e local certos.





CONSEQUÊNCIAS:



1)Ele voltou a ser solteiro;


2)Fez com que os pais da noiva pagassem mais de R$ 50.000,00 por um casamento para mais de 300 convidados (e que o pai da noiva, aposentado, provavelmente deve tê-la obrigado a reeembolsá-lo);


3)Mostrou a todos exatamente como é que as coisas aconteceram (se ele tivesse cancelado antes da cerimônia, a família da noiva só iria saber a versão que ela contasse).


4)Desmoralizou definitivamente a puta - digo, a noiva, agora ex - e o falso amigo (padrinho) e se livrou deles.





CONCLUSÃO: De fato, um corno fodástico, pra ninguém botar defeito. Nem novo chifre,é claro.








































UM CORNO MENOS FODÁSTICO,MAS BEM PRÁTICO:



Carros / Casamento (Trecho de matéria)


15/05/08 - 09h35 - Atualizado em 02/06/08 - 21h40


Noiva se casou com luvas que achou no carro


Gabriella Sandoval


Do G1, em São Paulo



Meses de programação não impedem o surgimento de imprevistos no dia do casamento. Na Dante Forestieri Automóveis, Leonardo e o pai, que deu nome à empresa, contam que já passaram por situações emocionantes e inúmeras saias-justas.



O noivo se vingou no altar’

“Geralmente não acompanho as cerimônias, mas esta, em especial, assisti. Estavam todos felizes, até que o padre perguntou se alguém tinha algo contra aquela união. Alguém tinha. Pior. Esse alguém era o próprio noivo, que tirou do paletó fotos que denunciavam a traição da ex-futura esposa com um dos convidados. Todos ficaram atônitos e ali acabava mais um dia de serviço”
Leonardo Forestieri




Para ler a matéria completa,acesse:




http://g1.globo.com/Noticias/Carros/0,,MUL470016-9658,00-NOIVA+SE+CASOU+COM+LUVAS+QUE+ACHOU+NO+CARRO.html







































































































































TIPOS DE CORNO


Abelha: O que vai para rua fazer cera e volta cheio de mé.

Acostumado: Nem se importa mais com o Ricardão.

Agente de Viagens: Arruma passagem aérea de graça para a mulher ir a uma praia paradisíaca.

Alegre: Está lendo isso e já rindo.

Ambicioso: Quanto mais chifres tem,mais quer ter.

Ambulância: Aquele que quando vê a mulher com outro sai gritando: Uau! Uau! Uau!

Amigo: Ainda empresta dinheiro pro Ricardão tomar um táxi e ir embora

Amnésia: Esse sabe que é corno, mas não se lembra.

Antárctica: Aquele que não sabe que a sua mulher é uma paixão nacional.

Arroz: É aquele que não tem escolha.

Arquivado : É o corno que conseguiu o divórcio.

Assustado: aquele que quando chega em casa e vê a mulher com outro na cama e pula pra trás e se estica todo.

Ateu: Aquele que leva chifre e não acredita.

Atleta: É aquele que quando leva chifre sai correndo. Enquanto ele sai para jogar futebol, o Ricardão chega para encher a bola da mulher e esvaziar a dele.

Atrevido: Aquele que se mete na conversa da mulher com o Ricardão.

Ausente: Não ta nem aí.

Azarado: O que leva chifre da mulher e da amante.

Azulejo: Baixinho, quadrado e liso.

Baiano: Encontra a mulher com outro na cama, acha porreta e volta para a casa da outra cheia de axé, de onde sai mais tarde que o combinado.

Banana: A mulher vai embora e deixa uma penca de filhos.

Barriga-Branca: Quando vai tirar satisfações com a mulher,apanha.

Bateria: O que fica dizendo: “Vou tomar uma solução!”

Brahma: Aquele que pensa que é o número 1.

Brasília: Só leva chifre de 15 em 15 dias.

Bem-Te-Vi: Vê a mulher entrando no motel com o Ricardão; à noite, quando ela chega em casa, ele diz: “Bem, te vi!”

Besta-Fera: Passa por duas fases: 1) Besta: Enquanto não sabe que é corno; 2) Fera: Quando descobre.

Biqueira: Este é o maior corno que existe: vê a mulher trepando e vai dar o cu para o Ricardão.

Bobo: O que pergunta: "O que faz este cara em nossa cama?"

Bola: Vive sendo chutado pela mulher. E Ricardão fica só fazendo gol de placa.

Bolinha : É o que vai a festas com gravata de bolinhas porque a mulher pediu.

Bonzinho: Empresta a mulher pros amigos.

Bravo: Aquele que quando chamado de corno quer brigar.

Brincalhão: Aquele que leva chifre o ano inteiro e no carnaval sai fantasiado de Ricardão.

Bravo: Quando é chamado de corno,quer briga.

Brocha: Aquele que é chifrado porque está sempre pra baixo

Bundão: Quando questiona a mulher, apanha.

Burro: Segue a mulher o tempo todo e quando flagra a mulher saindo do motel com o Ricardão, exclama: "Eu não entendo!”

Cabelo: Todo mundo alisa a mulher dele.

Caçador: Vive armado, na esperança de encontrar o Ricardão.

Caixa-de-marcha: Foi corno na primeira, corno na segunda, corno na terceira... e vai ser corno até a ré. Roda, roda, e volta para primeira.

Camaleão: quando vê a mulher, muda de cor;

Camarada: Aquele que ainda empresta dinheiro para o Ricardão.

Caninha: Aquele que só chega em casa bêbado.

Carrapato: Vive grudado na mulher tentando evitar chifre.

Católico: Pensa que a esposa é Santa.

Casa Lotérica: Corno que só serve pra pagar as contas,e raramente a mulher vai a ele fazer uma fezinha.

CD: É redondo,chato e tem muitos dados sobre o Ricardão.

Cebola: Quando vê a mulher com outro só chora.

Cego: Flagra o Ricardão,mas pensa que ele é costureiro e está fazendo um remendo no sutiã de sua mulher.

Cento e Vinte (Também conhecido como Matemático: O que vê a mulher com outro fazendo um 69, sai e vai pro boteco tomar uma 51.

Cervejinha: Flagra o Ricardão e oferece uma cerveja pra desanuviar o ambiente

Cético: Quando vê a mulher com outro, não acredita.

Cheguei: Aquele que quando chega em casa grita bem alto: "Querida, cheguei!"

Churrasco: Aquele que mete a mão no fogo pela mulher,e esquenta a cama para o outro comer.

Cibernético - É traído pelo computador. O que faz uma homepage contando para o mundo inteiro que foi traído.

Cigano: Aquele que toda vez que leva chifre, muda de bairro e diz para os vizinhos que veio de São Paulo.

Cinema: Para entrar na mulher dele,Ricardão paga antes.

Consciente:

- Cara, tais fiquei sabendo que tua mulher dormiu com outro...

- Tô sabendo...

Consórcio: vive ansioso, esperando ser contemplado com um par de chifres.

Convencido: O amigo diz que a mulher dele tá com outro. Aí ele diz: "Não é outro não, é o mesmo”.

Convicto: Não pode viver sem o chifre.

Cofre: Corno cheio de segredos.

Coquetel: Uma mistura de todos os cornos desta lista.

Crente: Aquele que sempre crê que sua mulher é honesta.

Curioso: Quer sempre saber com quem a mulher o trai; acessa o site Traída.

Cururu: Quando vê a mulher com outro fica todo inchado.

Cuscuz: Vê e abafa.

Denorex: Aquele que não parece, mas é.

Dente: Aquele que está sempre na boca do povo.

Descarado: Aquele que leva chifre e ainda sai desfilando com a mulher.

Desconfiado: Aquele que quando chega em casa procura o Ricardão até atrás os quadros.

Desinformado - Só ele não sabe.

Detetive: Aquele que segue a mulher do outro corno e esquece da dele.

Dicionário: Sabe todos os tipos de corno.

Dinossauro: Quando chega em casa, grita: “Querida, Cheguei!”

Do Mato: Sabe que é corno,e vive repetindo: “Eu mato! Eu mato!”.

Educado: Aquele que aprendeu com o pai e nunca deixa de cumprimentar o Ricardão.

Egoísta: Quer o chifre só pra si.

Elétrico: Quando os outros falam que ele é corno ele diz: "Tô ligado".

Emo: Quando descobre que está sendo chifrado, chora e se mata.

Enceradeira: Fica dando voltinhas pela casa enquanto a mulher está com o Ricardão.

Eterno: Foi,é e será sempre um corno.

Esmola: A mulher vive dando na esquina.

Esotérico:Aquele que vê a mulher com outro e ainda segura vela.

Esperança: Vive dizendo que um dia ela larga o outro.

Esperto: Mija na meia do Ricardão pra dar frieira.

Estilista: Tá cheio de chifres e diz que é uma nova tendência.

Executivo: Trabalha no mesmo local do Ricardão e nem desconfia.

Exibido: Só conta vantagem.

Falso: Só pra dizer que arranjou mulher,diz que já levou chifre.

Familiar: Aquele que leva chifre de parente.

Famoso: Aquele que por onde passa é reconhecido como tal.

Farejador: Quando acha uma peça de roupa do Ricardão,pega o cachorro e vai atrás.

Feminista: Não apenas aceita e se conforma de ser chifrado se o Ricardão for mulher, como incentiva tal prática.

Ferrari: Tem a felicidade dos casos da mulher serem muito rápidos.

Fofoqueiro: Aquele que leva chifre e sai contando para todo mundo.

Fraterno: O que empresta a mulher para o irmão.

Frio: O que leva chifre e não esquenta.

Futebolista: Enquanto sai para jogar futebol, o Ricardão chega para esvaziar a bola.

Galo: Sabe que a mulher e galinha, tem chifres até nos pés, e ainda acorda cantando.

Garçom: Vive entregando a mulher de bandeja;

Geladeira: O que leva chifre mas não esquenta.

Gelol: Como acha que tem de participar,pede pra entrar lá no meio.

Globalizado: É corno em qualquer lugar do mundo.

Gozador: Sacaneia os outros cornos.

Granja: O que dá casa e comida, e os outros comem.

Hereditário: Segue a tradição familiar: tal pai,tal filho.

Inconsequente: Não sabe que é corno,mas pensa em alguns para postar na Internet.

Importado: O que o amante é de outro país.

Inflação: A cada dia que passa o chifre aumenta.

Internauta: Enquanto está lendo isso aqui e rindo, a mulher está com outro(a).

Iô-Iô: O que vai e volta.

Jibóia: O que dorme entre as pernas da mulher.

Justiceiro: Aquele que se vinga dando o rabo.

Kodak: Quando ele sai,a mulher se revela.

Lampião: É o metido a valente.

Light: Conversa abertamente com a mulher sobre o Ricardão.

Leitor: É aquele que lê e sabe o significado de todos os tipos de cornos e ainda não consegue se identificar.

Macumbeiro: Chega em casa e tem que tirar o caboclo de cima da mulher.

Maçaneta: Todo mundo mete a mão na mulher dele.

Manso: O que vê a mulher com outro e só balança a cabeça; evita qualquer confusão com o Ricardão.

Martelo: Corno que vive batendo a cabeça.

Masoquista: Aquele que leva chifre e não larga a mulher.

Maxixe: Tem chifre até na barriga.

Medroso: O que fica escondido esperando o Ricardão ir embora.

Menstruação: Se demora, preocupa. Se vem, incomoda.

Mil E Uma Noites: Toda noite a mulher conta uma estória.

Morcego: O que só aparece à noite para chupar.

Obediente: Grita mais alto que a mulher:"Já vou, querida!"

Olodum: É aquele que “Avisa lá que vou chegar mais tarde”.

Orelhão: É aquele que todo mundo põe a mão na mulher dele.

Organizado: Tem até carteirinha de corno.

Otimista: Pensa que não é corno,ou que só aconteceu uma vez…

Padeiro: Aquele que amassa, amassa e os outros é que comem. Além de corno, queima a rosca.

Palavrão: Quando vê o Ricardão,só reage mandando-o tomar no cu.

Papai Noel: Aquele que leva chifres, vai embora e volta por causa das crianças.

Papinha: Aos poucos,Ricardão vai comendo a mulher dele.

Paralelepípedo: Anda com chifre de cinco pontas.

Peixe: Sabe que a mulher o trai, e NADA!

Perigoso: Usa o chifre como arma.

Pernalonga: O marido chega em casa, vê a mulher com outro, e o amante diz:

- O que que há, velhinho?

Perito: Examina a mulher toda vez que chega em casa.

Pescador: Prefere ficar só seguirando a vara.

Pessimista: Tem certeza de que vai ser corno.

Pincel: Além de corno,é brocha.

Político: O que só faz promessa:"Eu vou matar esse cara".E nunca cumpre.

Pólo Norte: Sabe que é corno,mas não esquenta.

Pontonet: Também conhecido como Virtual.É o mais novo tipo de corno. A mulher fica nas salas de bate-papo dizendo que é solteira e afim de sexo virtual.

Popular: Leva chifre mas não sente raiva de ninguém, fala com todo mundo.

Porco: Aquele que só come o resto.

Português: Aquele que, quando lhe perguntam se a sua mulher é boa de cama, responde: "Uns dizem que sim, outro dizem que não".

Precavido: Bota o chifre no seguro.

Precoce: Já casa portando um chifre.

Preguiça: O que só chega atrasado,"Eu ainda te pego".

Prestação: O que leva chifre em 30/60/90/120 dias.

Prevenido: O que liga para a esposa antes de ir para casa; também deixa camisinha pro Ricardão.

Procon: Leva chifre e ainda ouve reclamação.

Queimado: Botou a mão no fogo pela mulher

Recado: Aquele que ainda leva bilhete da mulher para o Ricardão.

Puxa-saco: Oferece a mulher ao(à) seu(ua) chefe para não ser demitido.

Rádio: Só ouve falar que é corno,mas não vê nada.

Redator: Aquele que quando não tem o que fazer fica em casa elaborando uma lista de cornos...

Religioso: Aquele que acha que a mulher dá para fazer caridade.

Relógio: A mulher dele vive tirando o atraso por aí. Esse tipo de corno só chega em casa tarde para não ver o Ricardão

Revoltado: Bota um par de chifres no(a) primeiro(a) corno(chifruda) que encontra.

Risadinha: O que leu tudo até aqui e está rindo de todos outros cornos acima, e, lógico ,continuará para rir listados abaixo.

Risonho: É aquele que quando lhe chamam de corno fica sorrindo.

Rosca: Que vê a mulher com outro e só balança a cabeça.

Sabido: Segue a mulher o tempo todo e quando pega ela saindo do motel com o Ricardão, exclama:

-Eu sabia!

Salário: Baixinho e só comparece uma vez por mês.E agora com a crise econômica mundial,periga brochar...

Salsa e Merengue: Vê a mulher com três, e grita:

“ -OOOOPA!! Um,dois,três!!!”

Sandy e Júnior: Aquele que quando sai, a mulher grita pro Ricardão:” Vamos pular, vamos pular, vamos pular, vamos pular!”

Sapo: Quanto mais a mulher coloca pra fora de casa, mais ele quer voltar.

Sazon: Tempera a mulher pro Ricardão comer.

Socialista: Aquele que não se importa em dividir com os outros.

Solidário: Variação passiva do Corno Sem-Vergonha;faz questão de dar junto com a Mulher.

Sonoro: Antes de entrar em casa, toca a campainha várias vezes,liga o som bem alto e depois diz que é ele mesmo.

Sem-vergonha: Dorme com a mulher e o Ricardão ou Ricardona.

Sentimental: Chora toda vez que a mulher o corneia

Sete de Setembro: Aquele que a mulher só dá bandeira.

Sexto Sentido: Diz à mulher que tem a intuição de que está sendo traído.

Sintomático: Leva chifre da mulher e da amante.

Surdo e cego: Não quer ouvir e nem ver.

Surfista: Sabe que é corno e ainda tira uma onda.

Teimoso: O que leva chifre da mulher e da amante.

Telefone: Liga avisando que chegarem em breve.

Telepático: A mulher trepa com ele, mas pensa em outro o tempo todo.

Telesena:Aquele que vai em casa de hora em hora.

Teórico: O que fica dizendo: “Se conseguir dar o flagra neles,vou achar a solução”

Terremoto: Quando vê a mulher com outro fica tremendo.

Tomate: Ao saber do chifre,sua única reação é ficar vermelho.

Toureiro: Aquele que prefere segurar a vaca.

Trem: Solta fumaça de tanta raiva ao descobrir o chifre,mas vai em frente com o casamento.

Três Em Um: Leva três chifres ao mesmo tempo,porque a mulher é multimídia.

Trio Elétrico: Atrás da mulher dele só não vai quem já morreu.

Turista: a mulher fica planejando viagens pra ele.

Valente: O que não sabe;quando descobre,vira fera e quer bater no Ricardão.

Ventilador: Depois de ver o Ricardão em sua casa,fica rodando no mesmo eixo na sala,esperando que ele vá embora.

Vidente: Tem certeza que um dia vai ser corno,e pressentimento toda vez antes de levar um chifre.

Vingativo: Aquele que descobre que é corno e vai para a rua dar o cu para qualquer um.

U.R.V: A cada dia que passa, o chifre aumenta.

Uva: Diz para todos que não é nada,basta engolir o caroço (chifre) e esperar que a mulher bote o próximo.

Xuxa: O que não larga a mulher por causa dos baixinhos.

Windows: Não presta, ela diz que não quer, mas acaba ficando com ele.

























ORAÇÃO ANTI-CHIFRES


Fazei com que eu não seja corno!

. mas se eu tiver que ser, que não saiba!

. mas se eu tiver que saber, que não veja!

. mas se eu tiver que ver, que fique calado!

Pois eu não posso magoar aquela vaca que eu tanto amo.
































PRODUTOS PARA CORNOS



CornoFlakes: Ração de corno


Auri Chifre: Tipo de esmalte para que o chifre fique mais brilhante.


Apontador de chifre: Para afinar as pontas


Luva para chifre: Para aquecer no inverno


Chapéu e capacete de corno: Possuem buracos para o encaixe perfeito de chifres


Guarda-chuva de chifre: O cabo possui duas argolas para o encaixe de chifre.







LEMBRETE PROS CORNOS





























CAMISETA DE CORNO




































CARNACORNOS







































































PIADAS



1)Um dia, a mulher, de tão cansada de cuidar dos filhos, do marido e da casa, e não ter o reconhecimento por tantos esforços e dedicação, disse que ia na esquina comprar cigarros, e desapareceu.

Não é força de expressão ou sentido figurado, ela disse exatamente isto:

- Vou ali na esquina comprar cigarro e já volto.

Ficou dez anos desaparecida.

Há algum tempo,reapareceu.Bateu na porta,o marido abriu.Lá estava ela.Dez anos mais velha,mas ela.Quieta,sem dizer uma palavra.

O marido despejou sua revolta:

- Sua puta! Vagabunda ordinária! Então você diz que vai na esquina comprar cigarro e desaparece? Me abandona, larga as crianças,fica dez anos sem dar notícia, me faz criar as crianças sozinho, e ainda tem o desplante, a cara de pau, o acinte, a coragem de reaparecer deste jeito? Pois você vai me pagar.Fique sabendo que você vai ouvir poucas e boas. Essa eu não vou lhe perdoar nunca. Está ouvindo? Nunca! Entre, mas prepare-se para...

Nisso, a mulher deu um tapa na testa, disse:

- Caralho!Esqueci os fósforos!Já volto!




2)Uma mulher altamente gostosa vai ao médico, e diz:

- Doutor, quero que o senhor faça algo pelo meu marido, pra que ele fique como um touro!

- Pois bem, tire a roupa agora. Vamos começar pelos chifres!



3)O cara casou-se, e a mulher levou para sua casa nova um grande baú, e pediu ao marido que respeitasse a sua privacidade e nunca o abrisse.

Durante 50 anos de casamento, apesar da curiosidade, ele nunca abriu o baú,mas no dia das bodas de ouro,ele não agüentou e perguntou o que havia no baú.

Ela então resolveu mostrar para ele o baú. Ao abri-lo, o marido viu U$ 60 mil e quatro batatas.

Curioso, ele perguntou por que quatro batatas, e ela então confessou:

- Toda vez que te traí, coloquei uma batata no baú.

Ele, assustado na primeira hora, ficou surpreso, mas depois de pensar bastante, disse:

- Até que posso perdoar: quatro batatas em cinqüenta anos, significa uma traição a cada 12,5 anos.

Perguntou também o que significavam os U$ 60 mil dólares.

Foi quando ela disse:

- Toda vez que o baú enchia de batatas, eu vendia.



4) Amor... Amo-or! Acorda!

Hummm?! Desorientado e assustado, o sujeito se levanta e pergunta:

- O que aconteceu?

- Estou com desejo.

- Desejo?

- É... de comer carne de urubu.

- Urubu? Mas onde vou achar um bicho desses, agora?

- Vai no lixão.

- Tá louca! Eu não vou a lixão algum! Se quiser, pinte um frango de preto, mate e coma!

Puta da vida, ela fala:

- Nunca se arrependa se nosso filho nascer com carinha de urubu!

Nove meses se passam.

Chega o dia do parto e, quando o cara vai ver seu filho querido, vê que seu herdeiro é pretinho, pretinho.

O retardado cheio de remorso corre para a casa de sua mãe e diz:

- Mamãe, eu não quis dar carne de urubu para a minha esposa quando ela estava grávida e sentiu desejo. Agora meu filho nasceu preto como o bicho!

A mãe, bem-humorada, consola o filho que está em prantos:

- Esquenta não, filho. Quando eu estava grávida de você, tive desejo de comer carne de touro, não consegui... e você nasceu chifrudo, e nem percebeu!



5)O marido levou a mulher ao hospital para ter um bebê.

Chegando lá, o médico disse que tinha inventado uma máquina que dividiria as dores do parto com o pai da criança.

Perguntados se queriam experimentar o novo invento,aceitaram.

O médico regulou a máquina para transferir somente 10% da dor para o pai, dizendo
que seria o bastante, pois sendo um homem, ele não conseguiria suportar mais do que isso.

A mulher entrou em trabalho de parto, e o marido estava se sentindo muito bem.

Assim resolveram aumentar a taxa de dor para 20%, e o marido continuava bem.

O médico, intrigado, mediu a pressão, conferiu o coração, e tudo estava normal.

Dessa forma, resolveu ir aos 50%.

Depois de um tempo, o bebê estava quase nascendo e, como o marido continuava bem, resolveram transferir 100% da dor do parto para ele.

Por isso, a mulher teve o bebê super-tranqüila.

Ela e o marido estavam muito felizes.

Ao chegarem em casa, encontraram o vizinho morto na varanda!





6)Num bar o sujeito encontra uma bela morena, amiga de sua mulher.

Ela chega toda insinuante, e diz:

- Posso fazer uma pergunta?

- Claro!

- Fazer sexo a três está entre suas fantasias?

E o homem, empolgado:

- Claro!

A morena não se faz de rogada:

- Então, corre pra sua casa que talvez ainda dê tempo!




7)Uma mulher viaja por dois dias para visitar uma amiga doente, e quando volta, seu filhinho a abraça, dizendo:

- Mamãe, mamãe, adivinha o que aconteceu? Ontem, enquanto eu estava brincando dentro do seu armário, o papai entrou no quarto com a vizinha, eles tiraram a roupa, deitaram na cama, o papai pulou em cima dela e....

A mãe tapa a boca do menino com a mão, e diz, indignada:

- Não diga mais nada agora, meu filho. Vamos esperar seu pai voltar e você repete isso, ok?

O pai volta do trabalho e a mulher brada:

-Vou embora! Vou fazer as malas e vou embora! Quero o divórcio já, seu safado!

- Mas por quê?

A mãe volta-se para o menino:

-Fala, filho. Conta pra ele o que você me falou.

E o garotinho:

- Ontem, enquanto eu estava brincando dentro do seu armário, o papai entrou no quarto com a vizinha, eles tiraram a roupa, deitaram na cama, o papai pulou em cima dela, e eles fizeram igualzinho a você e o tio Manoel, quando o papai viajou no mês passado!

Moral da Estória: NÃO AJA PRECIPITADAMENTE. E TAMBÉM NÃO SEJA HIPÓCRITA!






8) A mulher estava traindo seu marido quando de repente ele chegou em casa. O amante fugiu pela porta dos fundos.

O marido desconfiado pegou sua espingarda 12 e saiu a procurar o vagabundo.


Na rua perguntou para um homem:

- De onde você veio?

- Calma, eu tô vindo da casa da minha namorada.


Encontrou um padre e perguntou:

- E você, de onde está vindo?

- Da casa do SENHOR!

BUM!

O corno matou o padre.

9) O homem volta para casa, depois de horas combatendo o fogo, doido para dar um bimbada com a esposa. Tudo encontra-se na mais completa escuridão, e a esposa está choramingando na cama, reclamando de dor de cabeça.

Tira o uniforme no escuro mesmo, fazendo carinhos na mulher

- Não, querido, hoje não. Estou para morrer de dor de cabeça. Nem acenda a luz, que qualquer luzinha me irrita.

- Então, querida, vou pegar um remedinho na sala.

- Nãão, amor. Não me acenda nenhuma luz, por favor. Vá até a farmácia do Seu Zé e compra um remédio pra mim, vá.

O marido, assustado, veste-se no escuro mesmo e corre para a farmácia:

- Seu Zé, me vê um remédio para dor de cabeça, urgentemente, que minha mulher está para morrer, gemendo na cama.

- Tudo bem, mas me responda uma coisa: o senhor não é bombeiro?

- Sou, e daí?

- O que tá fazendo vestido de guarda noturno?


10) Um homem desconfiava que sua mulher o traía. Chegou então um dia mais cedo em casa, na esperança de flagrá-la com o amante.

Ela estava no banho,e ele pensou:

-Hummm...Se ela está no banho, ele ainda deve estar por aqui, mas ouviu-me chegar e escondeu-se.

Então ele procurou na casa toda, embaixo da cama, no armário, na cozinha, etc, até que se conformou e sentou na cama, achando que tinha se enganado, afina,mas eis que reparou que a porta da varanda do quarto estava aberta, e foi lá olhar. Encontrou um outro homem, segurando-se só com as mãos no parapeito, tentando subir.

- Desgraçado! Peraí que você já vai ver!

E começou a pisar nos dedos do homem,que resistiu bravamente. Então o marido resolveu mudar de tática: pegou um martelo e bateu nos dedos do homem pendurado, quebrando vários,mas o cara continuou a se segurar só com uma das mãos,mas o marido bateu nela também. Já com o sangue jorrando , ele finalmente não resiste, e acaba caindo da varanda, que ficava no 4º andar.

O marido, realizado, vê o cara cair em cima de uma arvore macia, todo quebrado, mas ainda bem vivo.

Então o marido vai ate a cozinha, pega a geladeira e joga em cima do outro, que finalmente morre.

O marido começa a pensar.

- Oh. Eu matei um homem. Não, Não! Não posso viver com essa culpa.

Pega uma pistola e se mata.

O marido foi pro céu. Lá chegando, vê que tem mais duas pessoas numa fila, conversando com São Pedro,que diz aos três:

- Bem, os lugares no Céu estão esgotados, só temos lugar para mais um de vocês. Teremos de escolher qual ficará aqui. Vocês três me contam como foi que morreram. O que tiver a morte mais trágica,vence.

O marido disse:

- Bem, eu cheguei em casa, e vi que lá estava o amante de minha mulher. Louco de fúria eu então matei o homem,mas depois fiquei com remorsos e dei um tiro na minha cabeça.

O segundo, então, conta:

- Bem, eu estava lavando a varanda do meu apartamento, que fica no 10º andar,mas escorreguei e acabei caindo lá pra baixo; depois de bater numa serie de varandas, consegui me segurar na do 4º andar. Após um esforço enorme, estava quase conseguindo subir e me salvar, mas eis que chegou um maluco e me empurrou e depois começou a pisar nos meus dedos, pra que eu caísse,porém resisti. Pensei que ele tinha desistido, entretanto, voltou com um martelo, e bateu nos meus dedos,quebrando uma das mãos,e consegui me segurar com a outra. Ele, quase babando como um cão com raiva, começou a bater na outra,que sangrou;consegui ainda ficar pendurado um pouquinho, contudo, finalmente minhas forças acabaram, e caí.. Só' que como sempre fui fiel a Deus, Ele me ajudou nessa hora, só' pode ter sido isso, e eu parei em cima de uma árvore macia. e fiquei lá, meio tonto, semi-desmaiado, mas vivo e contente por não estar mais ao alcance daquele maníaco, que ele voltou à varanda e jogou uma geladeira em cima de mim. Eu, depois disso tudo, não suportei. e morri.

São Pedro olhou com pena,mas pediu ao terceiro homem para contar a sua morte.

- Bem, estava eu NU na GELADEIRA...


11) O cara chega em casa de mansinho,olha na fechadura do quarto,e vê a mulher na cama com outro.

Tira o revólver da cintura, arma o gatilho e vai entrando no quarto para meter bala nos dois,quando pára pra pensar e nota como a sua vida havia melhorado nos últimos tempos.

A esposa já não pedia dinheiro pra comprar vestidos,jóias e sapatos,apesar de todos os dias aparecer com um vestido novo,uma jóia nova ou uma sandalinha da moda.

Os meninos mudaram da escola pública do bairro para um cursinho super-chique
na Zona Sul; a mulher trocou de carro, apesar dele estar há quatro anos sem aumento e ter cortado a mesada;o supermercado então,nem se fala, eles nunca tiveram tanta fartura quanto nos últimos meses;as contas de luz, água, telefone,Internet,celular e cartão de crédito,há tempos ele nem ouvia falar.

E a mulher era mesmo um avião, gostozérrima,coisa de louco.

Guarda a arma na cintura e foi saindo devagar para não atrapalhar os dois.

Pára na porta da sala e diz para si mesmo:

- O cara paga o aluguel, o supermercado, a escola das crianças, as contas da casa, o carro, o shopping, todas as despesas e eu ainda vou pra cama com ela todos os dias...

E fechando a porta atrás de si, conclui:

- PORRA! O CORNO É ELE!!!


12) A mulher reclama:

- Querido, a torneira está pingando.

- Estou sem tempo de consertar, e eu não sou bombeiro!

Dia seguinte.

- Você está se lembrando da torneira?

- Hoje à noite não, e, além disso, eu não sou bombeiro!

Mais um dia.

- Ué, a torneira não esta' mais pingando?

- Não, o vizinho veio consertar.

- Ah. E ele pediu o que pelo serviço?

- Que eu fizesse um bolo ou uns pãezinhos para ele.

- E você fez o quê?

- Uma chupada!

- Sua puta! Você por acaso não podia só ter feito esses pãezinhos?

- Ah, eu não sou padeira!


13) Meu bem, disse o marido,há 20 anos estamos casados. Vamos fazer o Jogo da Verdade.

- O que é isso?

- Vamos ser sinceros. Quantas vezes você me traiu?

- Mas que brincadeira besta, meu bem, isso não vai dar certo.

- Sem problema. Nós nos amamos, não é verdade? Vamos lá,, vamos dizer tudo agora.

- Eu não gosto dessa brincadeira mas tudo bem. VOCÊ começa.

- Pois bem, você lembra da professora boazuda do nosso filho?

- Seu cachorro! Você mentiu para mim! Você jurou que nada tinha acontecido entre vocês!

- Pois é. Aquele corpo foi todo meu.

- E depois?

- Você lembra da secretaria do nosso dentista?

- Aquela loira com um corpo escultural?

- Pois é. Aquele corpo foi todinho meu.

- E depois?

- Aquela tua amiga de infância linda de morrer.

- Oh não! Ela também?

- Pois é. Aquele corpo foi todinho meu.

- Seu sem-vergonha ! Você SEMPRE se defendeu dizendo que NUNCA tinha feito nada!

- Pois é, peço desculpas. Agora é você quem diz a verdade: quantas vezes você me traiu?

- Uma só,num só dia.

- Puxa! Uma só?

- Pois é.

- Com quem?

- Você tá vendo aquele CORPO DE BOMBEIROS em frente de casa? Pois é. AQUELE CORPO FOI TODO MEU.




14) Eram dois amigos de infância, inseparáveis, Zeca e Zico.

Um belo dia o Zico encontrou uma loira deslumbrante de fechar a praça,e casou.

Zeca foi convidado, após uma semana do casamento para almoçar na casa do Zico.

A mulher do Zico começou a dar em cima do Zeca.

Como todo dia o Zeca almoçava ou jantava na casa do Zico, a coisa foi ficando cada vez mais séria,e Zeca, em seus pensamentos, já misturava o amigo Zico e a loira.

Um belo dia, o Zeca saiu mais cedo do trabalho e resolveu ir à casa do Zico para pegar de jeito a loiraça. Ao entrar na casa, reparou que o chuveiro estava ligado, e logo pensou:

- Irei fazer uma surpresa a ela: vou para o quarto e ficarei peladão na cama; quando ela chegar vai ser aquela festa.

Após o banho tão demorado, a porta do quarto se abriu lentamente e quem aparece, o Zico.

- O que você esta fazendo pelado em minha cama?


- Sabe, eu estava sem fazer nada, e pensei: Por que não ir na casa do Zico dar pra ele?



15) O marido chega de viagem e a sua ciumenta mulher lhe pergunta :

- O que significa este cabelo loiro no seu paletó ?


- Significa que você não manda lavar meus ternos desde quando oxigenava os seus cabelos, querida.



16) - Amiga, estás doente? Pergunto porque vi sair um médico de tua casa hoje de manhã.

- Olha lá! Ontem de manhã eu vi sair um coronel da tua, e não estamos em guerra.


17)O marido chega a casa e encontra um homem debaixo da cama. Furioso, pergunta à mulher:

- O que faz este homem debaixo da minha cama?

A esposa, com os olhos brilhantes e um sorriso safado, responde:

- Debaixo não sei, mas em cima faz maravilhas!



18)Noite alta, um senhor bem-vestido toma um táxi no aeroporto e pede ao motorista para levá-lo para casa.No caminho, vê uma senhora, também muito bem vestida, entrando numa boate chamada ‘Dito e Feito’.

Reconhecendo a mulher, ele pede ao taxista que retorne à porta da boate.

Tira do bolso um maço de notas e diz:

-Aqui estão dois mil reais.São seus se você tirar de dentro da boate a de
vermelho que acaba de entrar.Cubra de porrada,sem dó,porque é a minha esposa.

O taxista aceita de cara.Cinco minutos depois ele sai,arrastando uma mulher pelos cabelos,com o rosto sangrando,toda desgrenhada e gritando todos os impropérios que se possa imaginar.

O senhor no táxi vê a cena e percebe,horrorizado,que a mulher está de verde,e diz:

- Pare! Pare! O senhor errou!Confundiu vermelho com verde?O senhor é daltônico?

-Daltônico é o cacete!Esta é a minha!Já volto lá pra pegar a sua!



19)A mulher está na cama com o amante. Em plena ação, um barulho na fechadura da porta os assusta. Como todos sabem, os apartamentos modernos não têm espaço embaixo da cama, o beiral é ridículo,e a varanda,inexistente. E ela mora no 12º andar. Sem se abalar, ela diz pro Ricardão:

- Fique aí, de pé, imóvel, e não fale nada.

O marido chega:

- Surpresa de me ver, querida? Meu vôo foi antecipado e eu acabei a reunião mais cedo. O que é isso?

- Eu acabei de recebê-lo, é meu robô-escravo sexual da Microsoft. Ainda tem cara de Bill Gates, você não acha? Como você está sempre viajando, em reuniões,eu não sei o que faz quando está sozinho no seu quarto de hotel. Ele é como um vibrador grande. Você não preferiria que eu transasse com o síndico, o porteiro ou o vizinho, não é?

- Deixa isso de lado, estou com uma vontade louca de te comer.

- Não, querido, estou morrendo de dor de cabeça...

- Merda! É sempre assim... Bom, estou com fome também. Você faria uma omelete para mim? Por favor...

- Claro, querido!!!

Olhando o robô, o chifrudo pensa: 'O que é bom para ela é bom para mim'.


Já com as calças abaixadas, ele decide enrabar o azarado Ricardão.


Neste momento, uma voz metálica diz:


- Er-ro de sis-te-ma.Es-ta en-tra-da é re-ser-va-da pa-ra co-ne-xões USB.


- A Microsoft é uma merda! Robô filho da puta!- diz o marido puto da vida, e já o colocando sobre os ombros para jogá-lo pela janela do 12º andar.


O amante, apavorado, diz:


- Win-dows XP rei-ni-cia-li-za-do. Quei-ra ten-tar no-va-men-te.



20) Três amigos sofreram um acidente e morreram.

Ao chegarem ao céu, São Pedro dá uma BMW ao primeiro e lhe diz:

– Em vida você nunca traiu sua esposa, portanto esse carro é pra você andar no céu.

O segundo recém-defunto ganhou do velho Pedro - com ar de reprovação - um corsinha. Ele tinha traído a esposa uma ou outra vez.

O terceiro, com muito choro, ganhou um fusquinha. Ele era um fanfarrão, mulherengo, raparigueiro, rabo de saia e todos os demais adjetivos do gênero.

Certo dia, o cara do fusquinha vê o da BMW parado no acostamento, chorando copiosamente, e diz:

- Pô, cara, você com um carrão desses chorando aí, olhe pra mim, só tenho esse fusca, e sou feliz vida, ou melhor, da morte. O que aconteceu?

- Minha mulher acabou de morrer.

- Mas e daí? Nós estamos mortos também!

- Eu sei, mas ela - filha da puta - é aquela passando ali de bicicleta!



21)A mulher entra num restaurante e encontra o marido com outra:

- Pode me explicar o que é isto?

- Só pode ser azar!


22)O analista:

- Diga-me, por que motivo você quer divorciar-se?

-Meu marido me trata como se eu fosse um cão!

-Ele a maltrata? Bate em você?

- Não, quer que eu seja fiel!


23)A mulher diz, apavorada, ao amante:

- Meu marido está chegando!...

-E agora, o que eu faço?

- Pule pela janela!

- Mas nós estamos no 13º. andar!

- Agora não é hora para superstições!


24)O cara está no motel com a amante, curtindo o pós-coito, quando ela resolve interromper o silêncio:

-Amor, por que você não corta essa barba?

- Ah, se dependesse só de mim... Você sabe que minha mulher seria capaz de me matar se eu aparecesse sem barba.Ela me ama assim !

- Ora, querido. Faça isso por mim, por favor...

- Não sei não, querida. Sabe, minha mulher me ama muito, não tenho coragem de decepcioná-la.

- Mas você sabe que eu também te amo muito. Pense no caso, por favor.

O sujeito continua dizendo que não dá, até que não resiste às súplicas da amante e resolve atender ao pedido.

Depois do trabalho ele passa no barbeiro, em seguida vai a um jantar de negócios e quando chega em casa a esposa já está dormindo.

Assim que ele se deita, sente a mão da esposa afagando o seu rosto lisinho, e com voz sonolenta, diz:

-Amor! Você ainda está aqui? Vai embora... O corno barbudinho já está pra chegar!


25)Um hipocondríaco vai ao médico e diz:

“Doutor, a minha mulher me traiu há uma semana e ainda não me apareceram os chifres. Seria falta de cálcio?”


26)Um milionário,de passagem por São Paulo, entra no luxuosíssimo restaurante e senta no piano bar.

Chama o chef, pede uma dose de uísque Royal Salute e reserva uma mesa para jantar.

Após a quarta dose, indica ao chef que irá para a mesa, sendo atendido prontamente.

Sentado, consultando o menu sem preços, se surpreende quando o chef, em pé ao seu lado, diz:

- Doutor, é política da casa informar aos clientes o valor das contas separadas da mesa; no seu caso, a do piano bar: sua despesa foi de R$ 0,60.

- Acho que houve um engano. Eu tomei quatro doses de Royal Salute.

- Com todo o respeito, nós nunca nos enganamos: quatro doses a R$ 0,15 cada dá exatamente R$ 0,15.

- Tudo bem, não quero discutir, vamos à comida, anote, por favor.

- Perfeitamente,doutor.

- De entrada eu quero caviar da Ucrânia com lentilhas finlandesas; depois salmão da Escandinávia com recheio de gengibre sul-africano e batatas inglesas douradas em queijo de cabras francesas. Ah! E para beber, um Rotschild safra 1891.

- Ótima escolha,doutor, mas cabe a mim como chef alertá-lo que isso ficará um pouco caro.

- Olha, amigo, primeiro, eu não perguntei o preço, e, segundo, estou achando que isso aqui é uma casa de malucos, mas já que você quer, fale.

- Pois não,doutor, o seu pedido vai ficar em R$ 18,00,sendo que os 10% de gorjeta já estão incluídos.

- Você está querendo me sacanear? Cadê o dono desta droga?

- Está lá em cima com a minha mulher.

- E o que é que ele está fazendo lá em cima com a sua mulher?

- O mesmo que eu estou fazendo aqui embaixo com o restaurante dele.


26)O Que É Um LOOP ?

Para quem não conhece o conceito de LOOP, trata-se de uma terminologia assim nomeada por estudiosos de informática para definir uma confusão criada e que não possui uma explicação concreta para solução do problema,


Bem, aí vai uma tentativa de explicar em poucas palavras o que quer dizer essa famosa terminologia.

Diz-se que um programa "entrou em loop" quando acontece a seguinte situação:

O diretor chama sua secretária e diz:

- Senhorita Vanessa, tenho um seminário na Argentina por uma semana e quero que você me acompanhe. Por favor, faça os preparativos da viagem.

A secretária liga para seu marido:

- Alô, João! Vou viajar para o exterior com o diretor por uma semana. Cuide-se, meu querido!

O marido liga para sua amante:

- Eleonor, meu amor. A bruxa vai viajar para o exterior por uma semana, vamos passar esta semana juntos, minha princesa...

No momento seguinte, a amante liga para o menino para quem dá aulas particulares:

- Joãozinho, estou com muito trabalho esta semana e não vou poder te dar aulas...

A criança liga para seu avô:

- Vovô, esta semana não terei aulas, minha professora estará muito ocupada. Vamos passar a semana juntos?

O avô (que é o diretor desta história) chama imediatamente a secretária:

- Senhorita Vanessa, venha rápido. Suspenda a viagem,vou passar a semana com meu netinho que não vejo há um ano,por isso não vamos participar mais do seminário. Cancele a viagem e o hotel.

A secretária liga para seu marido:

- Ai, amorzinho! O babaca do diretor mudou de idéia e acabou de cancelar a viagem.

O marido liga para sua amante:

- Amorzinho,desculpe! Não podemos mais passar a semana juntinhos! A viagem da mocréia da minha mulher foi cancelada.

A amante liga para o menino a quem dá aulas particulares:

- Joãozinho, mudei os planos: esta semana teremos aulas como de costume.

A criança liga para o avô:

- Puta merda, vovô! A véia da minha professora me disse que terei aulas. Desculpe, mas não poderemos ficar juntos esta semana.

Seu avô liga para a secretária:

- Senhorita Vanessa, meu neto acabou de me ligar e dizer que não vai poder ficar comigo essa semana, porque ele terá aulas. Portanto, dê prosseguimento à viagem para o seminário.


Entendeu agora o que é um LOOP?



27)No bar, Ricardão contava aos amigos sua mais recente aventura:

-Sempre tive um tremendo tesão pela vizinha do apartamento ao lado. Vivia pensando num jeito de traçá-la. Um dia, conversando com o marido dela, ouvi:

- Preciso pintar meu apartamento, mas trabalho o dia inteiro e chego cansado. Tentei contratar um pintor, mas o cara pediu os “olhos da cara”

Aí tive a idéia:

- Não seja por isso. Estou de férias e pintar paredes é o meu hobby. Posso fazer o serviço pra você, com prazer.

O marido aceitou, feliz, a oferta.

Bom papo que sou, mal comecei a pintar o apartamento e consegui levar a mulher pra cama.

Só não esperava que o marido ia esquecer os documentos em casa e voltar, justo nesse dia.

A mulher, ouvindo o marido abrir a porta da sala, correu para o banheiro.

Ele me encontrou peladão, no quarto, em cima da escada, dando umas pinceladas na parede.

Aos berros, perguntou:

- O que é isso, cara? Começou pelo quarto… E nu,porra?

- Ora, estou pintando de graça, começo por onde quiser.

- Mas nu? Que merda é essa?

- Queria que eu manchasse a minha roupa com tinta?

- E de pau duro?

- E onde é que eu vou pendurar o balde?


28)O marido velhinho, no leito de morte, pede à esposa:

- Querida, por favor, seja sincera.

- Sim.

- Eu sempre achei nosso sexto filho um pouco estranho. Ele tem um pai diferente, não tem?

Em lágrimas, a mulher pede perdão e diz que sim.

O marido então pergunta curioso:

- Quem é?

A mulher responde:

- É você.



































FRASES




Todo castigo pra corno é pouco.

Se ter barba trouxesse respeito, o bode não teria chifres.

O duro não é carregar o peso do chifre.... é sustentar a vaca.

Chifre é igual dentadura: demora mas acostuma.

Se chifre matasse, os homens seriam (quase) todos defuntos.

Descobri que minha alma gêmea é irmã siamesa de outra alma.

Coração de mulher é igual a circo: sempre tem lugar pra mais um palhaço.

A fila anda, a catraca gira...sentiu saudade? Vai pro final da fila.

Um exemplo de solidão: ter manteiga, e não ter o pão.

Chifre é igual a consórcio: quando você menos espera, é contemplado.

Não deixe que nada te desanime, pois até mesmo um pé na bunda te joga pra frente!

Quem leva um pé na bunda, nunca é passado pra trás.

Passar a mulher para trás é fácil. O difícil é passar adiante.

O homem é um ser tão dependente, que até pra ser corno precisa da ajuda da mulher.

Corno é como Coca-Cola: existe em toda a parte.

Um chifre só se cura com outro chifre.

Cada um tem o chifre que merece.

Corno só é solidário no chifre.

Chifre é como ferida:se não tratar,demora a curar.

Corno que ama não mata.

Chifre não é para todo mundo, mas está ficando cada vez mais popular.

Chifre é pra homem, boi usa de atrevido.

Todo corno tem radar.